Carta à Igreja de Esmirna – Apocalipse 2:8-11

Apocalipse 2:8-11 – CARTA À IGREJA DE ESMIRNA

O período da Igreja de Éfeso vai desaparecendo à medida que os apóstolos vão morrendo (dormindo).
O último a morrer foi João, que estava desterrado na Ilha de Patmos e escreve essas cartas.

A grande luta da Igreja de Éfeso foi para estabelecer a doutrina. A intenção do adversário era fazer uma mistura, colocando falsas doutrinas dentro da igreja, mas não conseguiu nesse período porque os apóstolos resistiram com sua experiência e sinais.

A cidade de Esmirna:

O período profético da carta foi de aproximadamente entre os anos 98 e 100 aos anos 310 e 323 de nossa era, de acordo com cada historiador.
Cidade pagã. Adorava Eros, Cibele, Ceres e até mesmo os césares eram seus deuses.
Nessa cidade eram disputados os jogos olímpicos e o vencedor recebia a coroa de césar. Paulo faz menção disso dizendo que a salvação é comparada com aquele que corre nos estádios, que deve fazê-lo querendo vencer, para receber a coroa de glória ao final.

Nessas ocasiões os cristãos eram mortos para alegrar o povo que se aglomerava nas arenas para assistirem os jogos. Os corpos dos cristãos eram pendurados em postes e queimados vivos para servirem de tochas para alumiar os estádios.

A abertura de cada jogo precedia de um espetáculo onde os cristãos eram mortos devorados por leões, serrados ao meio, queimados vivos… Crianças vestidas de peles de ovelhas, oferecidas aos animais famintos…
Os césares proporcionavam diversão e distribuía alimento aos presentes – aqui surge a expressão: o povo gosta de pão e circo.

Sobre a carta:

O nome Esmirna deriva da palavra mirra, porque a igreja foi mirrada pelas dez ondas de intensas perseguições que se levantaram contra os cristãos, entre os governos de Nero e Diocleciano. Homens terríveis que temiam os cristãos, por isso os matavam.

Os cristãos foram dizimados – a ponto de ser cunhada uma moeda comemorativa, onde se lia Nomini Cristiano Delecta Est – O nome dos cristãos foi apagado.

Mas esse intento não foi alcançado porque a igreja cria no Rei Jesus e quanto mais era perseguida, mais ela crescia e se multiplicava – como a mirra, que quanto mais espremida mais exala perfume.

Eventos marcantes desse período:

Detalhes importantes:

  • A igreja era descendente de um povo que amava ao Senhor (Éfeso).
  • Era pobre – não tinha bens, nem propriedades – a única riqueza era O Senhor.
  • Perseguições intensas (10 ondas de perseguições)
  • Não tinham bens para ofertar, então entregaram suas vidas.

Considerações:

  • Em Éfeso a ação do adversário foi contra a Palavra – a Doutrina.
  • Em Esmirna a ação foi contra o corpo da igreja – matando os cristãos.
  • Os servos fiéis morriam nas arenas, mas não negavam a fé – morriam cantando louvores.
  • As cercanias de Roma já não tinham mais árvores para fazerem cruzes, postes ou fogueiras.
  • Vejam que glorioso testemunho está escrito sobre os cristãos de Esmirna em Hebreus 11:32-40.

Detalhes sobre a carta:

  • O Senhor Jesus Cristo se apresenta com certezas para confirma a fé.
  • Ele é o Primeiro e o Último (Alfa e Ômega).
  • Que foi morto e reviveu (Palavra importante para aqueles que iam morrer: certeza da vida eterna).
  • Conheço a tua pobreza, mas tu és rico (Apocalipse 2:9).
  • Sinagoga de Satanás – era o joio semeado no meio do trigo.

A parábola do trigo e do joio: (Mateus 13:24-30)

  • Enquanto os homens dormiam – depois que os apóstolos foram mortos.
  • Inimigo vem e lança o joio – a falsa doutrina que não conseguiu lançar em Éfeso.
  • Joio e trigo são muito parecidos – existia o risco de ferir os santos – então a profecia aponta para o arrebatamento, quando o que for servo fiel (trigo) será arrebatado para os celeiros de Deus e o falso crente (joio) será queimado.
  • A mistura do joio e trigo (falsa doutrina com a verdadeira) causa:
    a) Ajuntamento de muitas pessoas ao invés de Corpo;
    b) Confusão
    c) Desânimo para o semeador.

Obs.: O Senhor Jesus permite a morte carnal da igreja (nas perseguições) e a guarda para sempre na sua eternidade.

  • Não temas as coisas que tens de sofrer – Não tinha outro jeito, ia sofrer (Apocalipse 2:10).
  • Perseguição – cruzes – fogueiras – leões – Coliseu – gladiadores
  • Dez ondas de perseguição, começadas por Nero.
  • Conheço a tua tribulação – Estou vendo tudo (Apocalipse 2:9).
  • Os imperadores temiam os cristãos: Eles não adoravam outros deuses; não reconheciam a césar como deus; proclamavam que tinham outro rei e aguardavam outro reino.
  • Morriam proclamando que Jesus Cristo é o Senhor.
  • A igreja sabia que ia morrer, mas tinha a certeza de que não sofreriam a segunda morte (Apocalipse 2:10-11).
  • A história registra o testemunho de Policarpo, um servo que foi queimado vivo aos 86 anos, preferindo morrer a negar o Senhor Jesus.

• Jesus se apresenta como aquele que foi morto e reviveu para reafirmar a fé e a esperança na ressurreição e vida eterna.

A ação dos Sete Espíritos de Deus nesse período:

a) Espírito do Senhor: (Apocalipse 2:8)
A igreja enfrentou a morte, mas não perdeu a comunhão com O Senhor – ela morria cantando louvores a Deus.

b) Espírito de Sabedoria: (Apocalipse 2:9)
Tu és rico (sem ter nada) – Perderam essa vida e ganharam a vida eterna.

c) Espírito de Inteligência: (Apocalipse 2:9)
Discerniam que havia os que se diziam cristãos e não eram.

d) Espírito de Conselho: (Apocalipse 2:10)
Nada temas das coisas que hás de padecer.

e) Espírito de Fortaleza: (Apocalipse 2:10)
Para enfrentar e vencer a tribulação, pobreza e morte.

f) Espírito de Conhecimento (Apocalipse 2:2)
Eu conheço a tua tribulação e pobreza.

g) Espírito de Temor: (Apocalipse 2:10)
Sê fiel até a morte.

Promessa:

  • Dar-te-ei a coroa da vida (duradoura) e não como a dos jogos olímpicos que durava somente um dia (Apocalipse 2:10).
  • Não sofrerás o dano da segunda morte (Apocalipse 2:11).

botaodownload
Link de DOWNLOAD para Usuários Premium
Faça login!

Mais conteúdo

O arrebatamento da Igreja – Mateus 24:37-39

Apocalipse 3:5 – O que vencer

A hora de despertar – Isaías 29:8

As seis Marias no Novo Testamento

Carta à Igreja de Sardes – Apocalipse 3:1-6

Guarda o que tens, Jesus não demorará – Apocalipse 3:11

A última Igreja Fiel no Livro de Rute – Rute 1:1-5

Estudo Jovens – A Coroa da vida

Carta à Igreja de Pérgamo – Apocalipse 2:12-17

I Pedro 1:3-4 – Herança de Deus

Será doce como o mel – Apocalipse 10:8-11

Autoridade espiritual – Romanos 13:1-2

A dependência do homem – João 5:2-9


Gostou? Então compartilhe

Deixe um comentário