À quarta vigília da noite – Mateus 14:26-27

“Mas, à quarta vigília da noite, dirigiu-se Jesus para eles, andando por cima do mar.”
“Jesus, porém, lhes falou logo, dizendo: Tende bom ânimo, sou eu, não temais.” Mateus 14:26-27

Introdução

Meus irmãos, essa experiência ela tem uma apontamento Profético muito importante para a vida da Igreja e interessante começar dizendo que essa travessia, ela teve início logo após a primeira multiplicação dos pães e o propósito daquela travessia era que os discípulos chegassem do outro lado.

Eles começaram a travessia sem a presença física de Jesus, porque Jesus multiplicara os pães e os peixes e subiu ao monte para orar e ordenou que os discípulos atravessassem de barco para outra banda e assim foi feito.

Num dado momento daquela travessia, o mar se agitou com vento contrário atingiu aquele barco e as ondas elas começaram a açoitar aquele barco e os discípulos estavam ali.

Quando foi na quarta vigília da noite, o Senhor Jesus dirigiu-se para eles caminhando por cima do mar.

Desenvolvimento

Meus queridos, essa experiência ela é profética, ela aconteceu fisicamente com os discípulos, há muitos anos atrás, mas ela está acontecendo hoje espiritualmente, profeticamente, com a Igreja Fiel, porque nós estamos numa travessia.

O Pão, ele foi multiplicado, por que Jesus foi ou é o Pão Vivo que desceu do Céu, que foi partido por cada um de nós e a sua morte e ressurreição foi o partir do Pão que foi dado ao mundo e que até hoje alimenta o mundo com o alimento da eternidade e no Pentecostes, a Igreja começou a sua caminhada, a sua jornada, para o outro lado e o outro lado é a Eternidade.

É para lá que estamos indo e agora esse no final dessa jornada, os ventos contrários aparecem, o açoite das ondas surge e isso profeticamente, nos fala de o princípio de dores que o evangelista Mateus deixou registrado no capítulo 24 parte 2 versículo 6 e Lucas no capítulo 21 a partir do verso 5.

Ali, o princípio de dores estava profetizado ou está profetizado e a Igreja está vivendo hoje o princípio de dores que é o agitar das ondas, o vento contrário.
Meus queridos, mas não precisamos ter medo, porque está profetizado na Palavra, o Senhor Jesus Ele apareceu no momento exato. Ele não apareceu na primeira vigília, nem na segunda, nem na terceira, Ele surgiu na quarta vigília da noite, porque ali ele estava profetizando que no tocar da quarta trombeta, a Igreja, ela receberá o seu grande livramento com o arrebatamento e as Bodas do Cordeiro na Eternidade.

O Senhor Jesus veio na quarta vigília da noite

Ele não veio na primeira, Ele não veio na segunda, Ele não veio na terceira e nem na quinta vigília, Ele veio na quarta, porque Ele estava ali profetizando, que Ele voltaria para arrebatar a sua igreja no tocar da quarta trombeta.

Nós estamos vivendo hoje o princípio de dores, mas não precisamos nos preocupar porque o barco não estava danificado.

Nessa hora, “Não temas!” é a Palavra que o Senhor tem para cada um de nós, “tende bom ânimo, Sou Eu, não temas!”.

Estamos vendo o mundo abalado, estamos vendo o mundo sofrendo.

As ações do vento, o mundo sofrendo o bater das ondas, mas o Senhor tem essa Palavra para nós.

Isso tudo queridos, diz respeito à vinda de Jesus!
Jesus vai voltar na quarta vigília, no tocar da quarta trombeta nós seremos arrebatados!

Conclusão

“Não temas!”

“Não temas, tende bom ânimo Sou Eu!”
Com essas palavras todo desejo do nosso coração, é que o Espírito Santo Consolador, Ele esteja conosco e prospere a Palavra do Senhor nas nossas vidas!

Que o Senhor nos abençoe!


botaodownload
Link de DOWNLOAD para Usuários Premium
Faça login!

Mais conteúdo

I João 5:4-5 – Fé Inabalável

Onde está, ó morte, o teu aguilhão? – I Coríntios 15:55

Os dois tipos de presos – Atos 16:22-26

A Quarta Trombeta – Culto das Senhoras

Salmo 110:1 – O Senhor Jesus está assentado à direita de Deus Pai

O fogo do altar – Levítico 6:12-13

Afinados como a prata – Salmos 66:10

Louco! Esta noite te pedirão a tua alma – Lucas 12:20

Se nesta noite Deus pedir tua alma – Lucas 12:19-20

Quem é esta que aparece como a alva do dia? – Cantares 6:10


Gostou? Então compartilhe

Deixe um comentário