Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views :
img

Nosso valor diante de DEUS – Lucas 12:6

pardalNosso valor diante de DEUS

O quinto passarinho

Não se vendem dois passarinhos por um ceitil? E nenhum deles cairá em terra sem a vontade de vosso Pai.

Mateus 10:29

Não se vendem cinco passarinhos por dois ceitis? E nenhum deles está esquecido diante de Deus.

Lucas 12:6

Os passarinhos (ou pardais, dependendo da tradução) nunca foram vistos como algo de valor. Quem perderia seu tempo com um pássaro simples, sem beleza, sem um canto fascinante e por que não dizer tão comum?

 

Quem poderia enxergar algo de especial em um mero pardalzinho (passarinho)? Mas enfatizamos o cuidado de DEUS nos dois textos supramencionados, pois ambos têm uma conclusão em comum: Nenhum deles (passarinhos) está esquecido diante de DEUS.

Guardemos especialmente a palavra “Nenhum”. Ou seja, todos os passarinhos, sem exceção, são cuidados, alimentados e abençoados por DEUS em sua soberania.

Mas nos chama atenção algo nos 02 versículos: Mateus diz “Não se vendem dois passarinhos por um ceitil?”, enquanto Lucas diz: “Não se vendem cinco passarinhos por dois ceitis?”

Será que há alguma contradição? No mínimo, Lucas deveria ter dito “Não se vendem quatro passarinhos por dois ceitis?”, seguindo um simples cálculo matemático.

Antes de mais nada, o ceitil (ou asse, dependendo da tradução) é uma moeda de valor insignificante (como o centavo). O ceitil valia 1/16 do dinheiro local (denário romano). Reforça-se com isso que os passarinhos em questão tinham um valor insignificante aos olhos de todos.

Voltemos à questão de Lucas: Por que Cinco passarinhos por dois ceitis e não quatro pelo mesmo valor?

Com certeza, isso mostrava algo tão comum em nossos dias capitalistas: Uma promoção! Sim, o quinto passarinho era um “brinde” na compra de outros quatro. Era uma estratégia de marketing do “produto” à venda.

Com isso, pensemos em algo: Se os quatro passarinhos já não valiam quase nada, imaginem o quinto passarinho! Um mero brinde! Menos do que nada! Menos do que insignificante! Quem pagaria algo de real valor por ele? Quem o libertaria? Quem cuidaria dele?

Felizmente, o SENHOR nosso DEUS não despreza os passarinhos e na presença dele há lugar seguro para os passarinhos/pardais, inclusive para o quinto (o menor/mais desprezado deles), pois a Bíblia diz:

Até o pardal encontrou casa…Salmos 84:3

Diante de tudo isso, perguntamos: E nós? Qual nosso valor para DEUS? JESUS disse:

Não temais pois; mais valeis vós do que muitos passarinhos.Lucas 12:7

Ninguém se interessaria em libertar ou resgatar os pardaizinhos (tipo de nossa própria vida), mas JESUS deixou o Esplendor de sua Glória para libertar e resgatar a nossa pobre e miserável vida.

Talvez se fôssemos um Curió ou um Trinca-ferra (ou qualquer pássaro de valor, possuidor de um belo canto), alguém ousasse pagar um valor considerável por nós. Paulo faz alusão a isso quando escreve:

…pois poderá ser que pelo bom alguém ouse morrer.Romanos 5:7

Mas JESUS prova seu Amor ao entregar sua vida pelo ser humano desvalorizado pelo pecado. No entanto, JESUS não pagou um valor insignificante (ceitil). Pelo contrário, Ele derramou seu Sangue Precioso (I Pedro 1:19 – um ALTO PREÇO), por que aos olhos dele somos preciosos.

Esse Sangue precioso foi derramado em favor de todos nós, incluindo aquele que se vê como o “Quinto passarinho”, como rejeitado, abandonado, sem valor algum. O SENHOR JESUS nos ama! Em seu Ministério, Ele não desprezou a ninguém, mesmo aqueles que foram excluídos e desvalorizados pela sociedade (ex.: leprosos e meretrizes).

JESUS nos liberta em sua presença, Ele nos tirou de nossas prisões (gaiolas!). Éramos pardais sem valor, mas agora somos o tesouro particular de nosso DEUS. Éramos pardais cujo canto não atraía a ninguém, mas hoje temos um Louvor que move a Eternidade.

Para o SENHOR JESUS não somos sobras, brindes ou promoções. Somos importantes e especiais para Ele!

Você é importante para DEUS!!!

Gostou? Então compartilhe

  • Facebook
  • Twitter
  • Google+
  • Pinterest
  • Buffer

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This div height required for enabling the sticky sidebar