JESUS, A ÁGUA DA VIDA  (Salmos 63:1)

JESUS, A ÁGUA DA VIDA (Salmos 63:1)

 

JESUS, A ÁGUA DA VIDA

Salmos 63:1

“Ó Deus, tu és o meu Deus; de madrugada te buscarei a minha alma tem sede de ti; a minha carne te deseja muito em urna terra seca e cansada, onde não há água.”

INTRODUÇÃO

Davi mesmo sendo Rei de Israel, era homem sujeito às fraquezas, limitações e angústias, mas ansiava por Deus, viveu grandes experiências com

O Senhor, sem esquecer que tinha uma necessidade espiritual que é a sede da alma”.

DESENVOLVI MENTO

No texto que lemos, Davi fala daquele que é o Senhor da nossa vida Deus, tu és meu Deus”, é a expressão da alma sedenta. Neste texto ele nos mostra como encontrâ4o, quando ele diz: “de madrugada te buscarei” falando de uma intimidade, dependência com aquele que é dono da nossa alma.

Davi expressa a sua maior necessidade quando ele diz; a minha alma tem sede de ti”. Porque o homem por mais que ele possa ler tudo nesta vida ele não pode dessedentar a sede da alma, mas somente quando tem um encontro com aquele que é a fonte das águas vivas, o Senhor Jesus, que nos dá o refrigério.

E ele expressa o quanto ele precisa do Senhor no texto a minha carne te deseja muito.” Isso é o que precisa estar no coração daquele que quer uma bênção para sua vida: “desejar o Senho”, porque o lugar a que Davi se refere era terra seca e cansada”, tipo do mundo em que vivemos; não tem nada para oferecer e nem a água que mais precisamos para dessedentar a sede da alma.

CONCLUSÃO

O Senhor Jesus também nos chama para vivermos novidade de vida com a maior necessidade da alma suprida, porque ele é a fonte das águas vivas, assim com Davi reconheceu o senhorio e foi vitorioso, o Senhor quer que nós reconheçamos isto também, que Jesus é essa água que dessedenta a nossa sede.

Gostou? Então compartilhe

Deixe um comentário