6a Aula: MEIOS DE GRAÇA

6a Aula: MEIOS DE GRAÇA

DESENVOLVIMENTO:

  1. 1 – Introdução: O objetivo desta aula é mostrar à classe os inúmeros recursos que o Senhor coloca à nossa disposição para sermos servos vitoriosos. Estes recursos são conhecidos como meios de graça e teremos três aulas sobre eles.
  1. 2 – Definição: A palavra “graça” significa favor não merecido. Então podemos definir meios de graça como sendo recursos que o Senhor coloca à nossa disposição para alcançarmos bênçãos e vitórias que nós (como pecadores que somos) não merecemos, mas que o Senhor, misericordioso que é, quando nos vê utilizar estes recursos (os meios de graça), nos concede.
  1. 3 Quantos são os meios de Graça: É comum ouvirmos dizer que são 5 ou 7, mas na verdade limitar os meios de graça significa limitar o próprio Espírito Santo, assim sendo, podemos dizer que os meios de graça são ilimitados. Inclusive os assuntos que foram vistos nas aulas anteriores também são meios de graça. Dentro destas três aulas nós veremos apenas alguns deles.

 

  1. 4 Jejum:

O que é? Jejum para nós não é apenas uma simples abstinência de alimentos, mas é um momento de inteira consagração de nossas vidas que inclui dentre outras coisas a abstinência de alimentos. É um momento em que procuramos nos santificar para, através da nossa consagração (o jejum), alcançarmos a benção pela qual estamos jejuando.

Como fazer o jejum: O primeiro passo para fazermos o jejum, é consultar se o Senhor o deseja. Para consultar ao Senhor, já precisamos ter em mente os dias e horário em que faremos o jejum. Caso o Senhor o permita, no momento em que formos iniciar o jejum, nós devemos apresentá-lo ao Senhor, ou seja, orar ao Senhor por ele pedindo uma benção. Caso a consagração vá começar à meia-noite e a pessoa queira ir dormir antes, não precisa ficar acordada esperando o horário de começar para apresentá-lo ao Senhor. Na hora em que ela for orar ao Senhor para dormir, já pode apresentá-lo ao Senhor. No dia seguinte, quando acordar, a pessoa deve também orar ao Senhor pelo jejum, e depois durante a consagração é sempre bom orar pelo motivo. No horário de terminar o jejum, é fundamental entregá-lo ao Senhor. A oração deve fazer parte do jejum para que ele não se torne uma simples abstinência de alimentos.

  1. 5 – O jejum de domingo: Todos os domingos, toda a obra do Senhor (no Brasil e no exterior), jejua. O motivo é a própria obra. Levantamento de obreiros, aperfeiçoamento do Culto profético, dons espirituais, salvação, etc.
  1. 6 – Conclusão: O jejum é essencial para o nosso crescimento espiritual e para nos preparar para realizar a obra, o próprio Senhor Jesus jejuou 40 dias antes de iniciar seu ministério.
  1. 7 Madrugada: A madrugada é um momento que o Senhor separou para nós o buscarmos. Por isto é de grande valor diante de Deus. Ao irmos à madrugada estamos negando a nossa carne e colocando o Senhor em primeiro lugar.
  1. 8 A madrugada na igreja: A madrugada na igreja começa às 6: 00 e deve durar no máximo 15 minutos. Ela é reservada para orarmos pelos motivos da obra do Senhor, mas isto não nos impede de antes de começar a mesma, orar pelas nossas necessidades, mas, quando começar a madrugada, devemos estar atentos e acompanharmos as interseções que estão sendo feitas (todos podem orar).
  1. 9 A madrugada em casa: Também podemos fazer madrugadas em casa. Há pessoas que gostam de orar às 3:00 da manhã e têm grande experiência em orar neste horário. Todos que fazem prova do Senhor neste horário têm visto o poder de Deus e os benefícios da madrugada.

10 Conclusão: Tanto a madrugada como o jejum são dois grandes recursos que o Senhor coloca à nossa disposição, se fizermos uso correto destas duas armas, seremos grandes vencedores.

 

Gostou? Então compartilhe

Deixe uma resposta