Viva Rúben, e não morra – Deuteronômio 33:6

Viva Rúben, e não morra – Deuteronômio 33:6

VIVA RÚBEN, E NÃO MORRA

Deuteronômio 33:6 “Viva Rúben, e não morra, e que os seus homens não sejam poucos.”

INTRODUÇÃO

Quando Jacó abençoou os seus filhos (Gênesis 49:1-3), para Rúben, seu primogênito, ele trouxe uma palavra de repreensão e juízo. Jacó disse que Rúben era inconstante como a água, que não seria o mais excelente nem o seu preferido, porque havia pecado contra ele. Por isso Rúben perdeu o seu privilégio e o melhor da herança do seu pai.

DESENVOLVIMENTO

Por haver pecado contra Deus, o homem perdeu seu maior privilégio: o direito à Vida Eterna. Perdeu também a comunhão com o Pai, a alegria e limitando drasticamente as bênçãos do Senhor sobre sua vida. O homem tornou-se inconstante, sua vida passou a ser cheia de altos e baixos, seu caminho não tinha rumo certo e ele perdeu a condição de “ser mais excelente da criação”. A única perspectiva do homem, por causa disso tudo, passou a ser a perdição e a morte eterna.

No texto principal, Moisés profere uma palavra profética a respeito da Tribo de Rúben, dizendo: “Viva Rúben, e não morra; e não sejam poucos os seus homens”. Esta palavra profética mostra que, apesar de tudo, havia uma promessa de bênção para Rúben e que a misericórdia de Deus ainda estava sobre seus descendentes.

Isso aponta para a Graça Infinita de Deus para com o homem pecador, pois a sua vontade é que o homem “viva”, isto é, tenha Vida Eterna – “viva Rúben…”

Por isso Deus enviou o Senhor Jesus, o seu Filho Unigênito, para resgatar o homem através da sua morte na cruz, perdoando todos os seus pecados e transgressões, livrando-o da morte eterna – “Viva Rúben, e não morra…”

Através da Obra Redentora o Senhor Jesus leva o homem a ter uma vida constante, abençoada e abundantemente frutífera – “e não sejam poucos os seus homens.”

CONCLUSÃO

Com Jesus o caminho é firme e reto, e as bênção são multiplicadas a cada dia, o juízo é afastado e também a inconstância no caminhar.

“Viva Rúben” – Deus quer que o homem tenha Vida.

“E não morra” – Ele quer que o homem vença a morte e alcance a Eternidade.

“E não sejam poucos os seus homens” – Que a sua vida seja frutífera e abençoada.


Gostou? Então compartilhe

Deixe um comentário

Novidades do site

Assine e confirme no seu email