1- A  CANDEIA – 10 VIRGENS  A CANDEIA  (Mateus 25:6)

1- A CANDEIA – 10 VIRGENS A CANDEIA (Mateus 25:6)

1- A  CANDEIA – 10 VIRGENS

A CANDEIA

Mateus 25:6 –  “Mas à meia noite ouviu-se um clamor: aí vem o esposo, saí-lhe ao encontro”.

INTRODUÇÃO

O texto que lemos se refere a uma parábola que o Senhor Jesus contou para ensinar a respeito do reino dos céus e despertar o homem para se preparar a fim de que possa também fazer parte desse reino.

Todas as vezes que o Senhor Jesus fala do reino, Ele se refere a um reino espiritual e eterno, ou seja, o reino dos céus.

Esta parábola era profética e falava de um tempo que viria, e que nós sabemos, hoje, que a vinda desse tempo já é chegada.

DESENVOLVIMENTO

1)     Sabemos que a parábola contém uma linguagem comparativa que traz um ensino. O Senhor Jesus usa, nesta parábola, a comparação do Reino dos Céus com a figura de uma festa de casamento, como essa festa acontecia nos seus dias.

–          A figura do noivo          – representando Sua própria pessoa,

–          A figura da noiva          – representando Sua igreja fiel,

–          A figura do casamento – representando seu compromisso com a Sua igreja.

 

a) Por exemplo, era comum naqueles dias, o noivo oferecer um dote para casar-se com a noiva.

–          O dote que Jesus ofereceu à sua igreja foi a sua própria vida.

b) O noivo fornecia também as vestes nupciais, ou vestes festivais para os convidados.

–          Da mesma forma Jesus ofereceu  à sua igreja uma vestimenta festival que se chama: vestes da salvação. A igreja de Jesus se veste da alegria da Sua salvação.

c) Mas um elemento indispensável para a festa era a CANDEIA.

–          Cada convidado trazia consigo de casa, pois não era fornecida pelo noivo. A existência da candeia era porque a festa se estendia pela noite adentro. Era necessária, também, porque o noivo sempre chegava de noite para dar inicio à realização do casamento.

2)     COMO SE PROCESSAVA ISSO:

a)     Ninguém sabia a que hora da noite o noivo havia de chegar, por isso a necessidade de levar azeite de reserva consigo para o caso de eventual demora na chegada do noivo.

b)    Essa reserva era também necessária, porque a candeia era pequena e o azeite contido nela dava para iluminar apenas durante uma hora.

c)     Era necessário levar azeite de reserva em quantidade de pelo menos 12 reposições de azeite na candeia, ou seja: uma porção de azeite para cada hora da noite.

Na parábola algumas noivas não levaram azeite de reserva.

–          Levar azeite de reserva – atitude prudente,

–          Não levar azeite de reserva – atitude imprudente. Daí as designações na parábola de noivas prudentes e noivas imprudentes.

FINALMENTE: o último dia da festa era o dia da chegada do noivo.

E nesse dia ele nunca passava da meia noite, porque:

–          Era à meia noite que encerrava o prazo do seu compromisso com a noiva.

–          Depois disso não tinha compromisso com mais ninguém.

–          A meia noite era a hora mais escura da noite, mas também, era a hora em que as candeias mais brilhavam, tornando a festa mais iluminada. E era exatamente essa a hora em que o noivo chegava.

APLICAÇÃO

Estamos vivendo atualmente num momento de trevas e escuridão espiritual no mundo, como jamais foi visto. A iniquidade se multiplicando, a insensibilidade do coração do homem e a cegueira espiritual tem crescido assustadoramente nos dias atuais.

Jesus falou dos dias atuais como dias de grande aflição para os homens. Falou de guerras, rumores de guerras, fome, pestilência em vários lugares e que os “homens desmaiariam de terror na expectação de acontecimentos terríveis que sobreviriam ao mundo“.

Entendemos, portanto,  que estamos chegando a um momento que é chamado aqui no texto de “hora da meia-noite”. (Repetir o texto) “Mas à meia noite ouviu-se um clamor: aí vem o esposo, saí-lhe ao encontro”. Esse é o momento do maior negrume das trevas espirituais que o mundo está vivendo.

Portanto, o momento em que o reino de Deus na Terra ou seja: o tempo da igreja fiel de Jesus na Terra, está chegando ao fim. É o encerramento do prazo do projeto de salvação de Deus para o homem.

3) A CANDEIA

É por isso que a candeia acesa era fundamental para o convidado estar preparado para a participação naquela festa do casamento.

O modo de segura-la era com a mão próxima ao rosto, para que na hora mais escura da noite, quando o noivo chegasse, ele identificasse o rosto que estivesse iluminado pela candeia.

Quanto mais escuras se tornam as trevas do pecado no mundo, mais acesa o Senhor quer manter a chama do amor dEle na candeia do coração do homem.

UM DETALHE IMPORTANTE: A CANDEIA de uso individual era quase sempre feita de barro.

CANDEIA DE BARRO –  figura do homem.

A Bíblia diz que o homem foi feito do barro. “Tu és pó e ao pó te tornarás”.

APLICAÇÃO

O homem pode ser rico, poderoso, pode ter todos os predicados, mas em si mesmo, como homem, não passa de barro.

Você pode ver um barro melhorado, falando inglês, fazendo plástica, usando perfume francês, mas nunca deixa de ser barro.

Quer ter uma idéia do que é o homem como barro?

–          É ver um acidente na estrada,

–          É ir a um IML, ou a um pronto socorro, ou a um hospital de câncer.

Todavia a maior beleza de uma candeia de barro é quando ela está cheia de azeite e a chama de fogo está acesa nela e pode dar brilho para todos os que estão ao redor de si.

CANDEIA – AZEITE – FOGO

–          A candeia fala do homem, porque é barro.

–          O azeite fala da bênção do Espírito Santo de Deus, destinada àquele que aceita a Jesus como seu salvador. Esse azeite ninguém tem o poder para dá-lo, senão o Senhor Deus, o Pai, através do Seu amado Filho, o Senhor Jesus.

–          O fogo fala do amor de Deus que se manifesta na vida daquele que crê em Jesus, como uma chama acesa e que jamais se apaga. Isso é chamado, na Bíblia, de: Batismo com o Espírito Santo.

A posição da candeia na casa: colocada no velador, iluminando toda a casa. Iluminava também os jardins da casa e a sala do banquete.

É assim que Deus quer nos ver recebendo e valorizando a salvação em Jesus, para termos as candeias totalmente iluminadas nesta hora da noite.

É por isso que Deus quer encher do Seu precioso azeite a candeia de muitas pessoas hoje aqui, ao receber em seus corações a salvação em Jesus, a fim de prepará-las para a entrada no Reino de Deus. E, assim, não serem apanhadas pelas trevas exteriores.

4) ÚLTIMA OPORTUNIDADE

Este momento de final dos tempos que estamos vivendo é um solene aviso (e também um convite)  para a entrada, ainda em tempo, na festa do Reino de Deus.

A expressão quem deixou o convite para a última hora: “Senhor, abre-nos a porta!”.

A porta do reino de Deus só se abre quando a candeia está acesa e o rosto se distingue no meio da escuridão.

Nas trevas não há identificação com a luz. É o brilho da candeia que identifica o servo de Jesus nesta hora da noite.

Comprar o azeite depois da hora? O dono do azeite já estava também na festa.

Foi assim que aconteceu nos dias de Noé…”…não perceberam, senão quando veio o dilúvio…”.

Não se deixa uma oportunidade desta para depois. Encha a sua candeia com a salvação em Jesus, enquanto a porta do Reino de Deus está aberta.

 

Gostou? Então compartilhe

Deixe um comentário

Novidades do site

Assine e confirme no seu email