O NAUFRÁGIO DE PAULO – Atos 27: 41-44

O NAUFRÁGIO DE PAULO – Atos 27: 41-44

O NAUFRÁGIO DE PAULO naufragio

 Atos 27: 41-44

Tema:  A Obra do Espírito nos leva a um porto seguro

1) INTRODUÇÃO

41. Dando, porém, num lugar de dois mares, encalharam ali o navio; e, fixa a proa, ficou imóvel, mas a popa  abria-se com a força das ondas.

Há momentos na vida do homem em  que ele precisa tomar uma  decisão.  O lugar de dois mares fala desse momento, uma necessidade  de se escolher entre servir ao Senhor  ou a esse mundo.  Enquanto o senhor quer nos abençoar, o adversário quer nos prender a este mundo (fixa a proa) e nos destruir, tirando nossa bênção (popa abrir-se com a força das ondas).

 

2) O PROJETO DO ADVERSÁRIO

42. Então a idéia dos soldados foi de que matassem os presos para que nenhum fugisse, escapando a nado.

O adversário quer matar o homem, impedir a salvação, tentar impedir que a Igreja seja arrebatada, tenta nos prender ao “navio”  que já está naufragando para que não possamos escapar.  Muitos falsos atrativos prendem o homem às coisas deste mundo.

3) O RECURSO DA PARTE DO SENHOR

44. E os demais, uns em tábuas e outros em coisas do navio. 

O Senhor possui autoridade sobre todas as coisas e ama as nossas vidas, não permitindo  que o adversário nos mate.  O Senhor quer salvar o homem.

Ele mostra três situações para a salvação do Homem, dependendo da  condição espiritual de cada  um:

a) Os  que podem nadar – São os servos  que já têm experiências profundas na presença do Senhor, cheios do Espírito-Santo.  Já  possuem a direção do espírito,  podem caminhar sem auxílio.

b) Em  tábuas – as tábuas para  fabricação dos navios não eram tábuas de  madeira  qualquer, eram tábuas  preparadas.  As  tábuas falam em seguir as orientações  da Obra, dos pastores, ungidos, diáconos. servos preparados, usados pelo Senhor.

c) Coisas  do navio – são  as coisas  e doutrinas da Obra. O clamor pelo sangue  de Jesus, as experiências, meios de graça, etc.

4) A TRINDADE NA SALVAÇÃO DO HOMEM

a) O Pai – Obra perfeita, as coisas do navio, as doutrinas.

b) O Filho – As revelações de Jesus,   que são passadas às  “tábuas  preparadas”, a direção dada pelo Senhor aos seus ungidos.

c) O Espírito-Santo –  a  direção dada aos “que sabem nadar”.  O homem que tem experiências com o Senhor,  cheio do Espírito-Santo de Deus.

4) CONCLUSÃO

44. (…) E assim aconteceu que  todos chegaram à terra, a  salvo.

Deus tem um projeto de salvação para a vida do homem. Ele quer salvar a  TODOS. Quer levar o homem à terra, a salvo para a eternidade.

 

Gostou? Então compartilhe

Deixe um comentário

Novidades do site

Assine e confirme no seu email