A  LIBERTAÇÃO  DE  PEDRO

Atos 12: 5 – 12

Tema: A libertação do homem através da intercessão do Corpo

5  Pedro, pois, era guardado na prisão; mas a igreja fazia contínua oração por ele a Deus.

6  E quando Herodes estava para o fazer comparecer, nessa mesma noite estava Pedro dormindo entre dois soldados, ligado com duas cadeias, e os guardas diante da porta guardavam a prisão.

7  E eis que sobreveio o anjo do Senhor, e resplandeceu uma luz na prisão; e, tocando a Pedro na ilharga, o despertou, dizendo: Levanta-te depressa. E caíram-lhe das mãos as cadeias.

8  E disse-lhe o anjo: Cinge-te, e ata as tuas alparcas.  E ele assim o fez. Disse-lhe mais: Lança às tuas costas a tua capa, e segue-me.

9  E, saindo, o seguia.  E não sabia que era real o que estava sendo feito pelo anjo, mas cuidava que via alguma visão.

10  E, quando passaram a primeira e a segunda guarda, chegaram à porta de ferro, que dá para a cidade, a qual se lhes abriu por si mesma; e, tendo saído, percorreram uma rua, e logo o anjo se apartou dele.

11  E Pedro, tornando a si, disse: Agora sei verdadeiramente que o Senhor enviou o seu anjo, e me livrou da mão de Herodes, e de tudo o que o povo dos judeus esperava.

12  E, considerando ele nisto, foi à casa de Maria, mãe de João, que tinha por sobrenome Marcos, onde muitos estavam reunidos e oravam.

1) INTRODUÇÃO

O livro de Atos dos Apóstolos mostra como foram os primeiros passos da igreja e foi escrito por Lucas.  O texto mostra a forma milagrosa como Pedro foi liberto após ter sido preso pelo rei Herodes, e preservado da morte, através da oração da igreja.

2) A SITUAÇÃO DE PEDRO

A situação em que Pedro se encontrava é a mesma de muitos que, hoje em dia, estão aprisionados pelo príncipe deste mundo, completamente cercados por um sistema do qual não podem se libertar sozinhos.

Ao atentarmos, no entanto, para a forma como Pedro foi liberto, podemos verificar como Deus opera mediante a intercessão do seu povo, para libertar aqueles que são alvos das orações da igreja.

3) A RELIGIÃO – TRABALHO PELA RAZÃO

Se fossemos observar a forma de agir de alguém que quisesse libertar Pedro, iríamos perceber que a sua ação seria de fora para dentro, isto é, a pessoa teria que vencer o grande portão de ferro do lado de fora da prisão, depois teria que passar pela primeira e segunda guardas, para só então quebrar as cadeias do prisioneiro.

É desta forma que a religião trabalha para tentar libertar aquele que se encontra preso neste mundo; ela trabalha de fora para dentro, procurando vencer as barreiras exteriores, e mudar a aparência das pessoas (usos e costumes).

A religião procura desenvolver o processo da caminhada pela razão, sem revelação.

4) A LIBERTAÇÃO DE PEDRO

Mas a maneira como o anjo do Senhor operou foi de dentro para fora.  A seqüência da libertação mostra a maneira como Deus opera na vida do homem:

a) E eis que sobreveio o Anjo do Senhor – Quando o Senhor opera, ele se faz presente para libertar o necessitado;

b) E resplandeceu uma luz na prisão – Quando o Senhor se faz presente, a revelação flui, iluminando o ambiente e dissipando as trevas;

c) E tocando a Pedro na ilharga, o despertou, dizendo: Levanta-te depressa –  A primeira providência de Deus é levantar o homem caído; nesta hora as suas cadeias caem por terra, e a libertação se inicia;

d) E disse o anjo: Cinge-te, e ata as tuas alparcas – Em seguida o Senhor reveste o homem que estava desnudo (com o seu pecado exposto) e providencia também o revestimento dos seus pés na sua Palavra, para que possa seguir pelo caminho;

e) Disse-lhe mais: Lança às costas a tua capa, e segue-me – A capa era usada como abrigo, e representa as coisas do passado, nas quais muitas vezes o homem se abriga. O Senhor ordena que esqueça tudo que ficou para trás, que se lance às costas (no esquecimento) e depois o siga, para uma vida nova na revelação do Espírito.

A partir daí todos os obstáculos foram um a um sendo superados. As duas guardas foram vencidas e o portão de ferro se abriu facilmente pelo poder do Anjo do Senhor.

Tudo isso mostra que a pessoa não deve temer os obstáculos que surgem no processo de libertação, mas deve confiar no Senhor, que é poderoso para lançar por terra todas as dificuldades e cuidar de tudo para nós.

3) CONCLUSÃO

Depois de todo o trabalho do Anjo do Senhor, Pedro correu direto para onde a igreja estava reunida, para receber a assistência e o calor do corpo de Cristo, e prosseguir seguro na caminhada que começou com uma ação no interior e se estendeu para o exterior, dando prosseguimento à obra de libertação.

Mais conteúdo

Trigo no lagar

História dos Mártires Cristãos

O quarto alto

botaodownload