A comunhão com o Rei da Glória – Cantares 1:12

Tema: “A comunhão com o Rei da Glória”

Texto: Cantares 1: 12“ Enquanto o Rei está assentado em sua mesa, dá o meu nardo o seu perfume.”

Introdução

O livro de Cânticos dos Cânticos ou Cantares de Salomão é o último livro da poesia hebraica. Muitos o têm como um simples conjunto de poesias, mas para a igreja fiel é um livro profético.

A didática com a qual Deus ensina e transmite a sua vontade ao ser humano é incrivelmente gloriosa, sobretudo quando se compreende a linguagem tipológica do livro.

O texto em que lemos vemos a figura do Rei e os simbolismos da mesa, o nardo e o perfume. Esses elementos contêm uma tipologia bíblica que é a forma didática utilizada pelo Senhor Deus para fazer o ser humano compreender o seu projeto de salvação.

Desenvolvimento

“ Enquanto o Rei está a assentado na sua mesa…”

Quando o Rei se assentava no trono era para julgar, as causas do seu povo e também as decisões que precisavam ser tomadas no seu reino. Mas quando o Rei estava assentado a sua mesa, era um lugar onde Ele tinha prazer de assentar com todos aqueles que faziam parte da família real e também aqueles que eram convidados pelo o Rei para fazer parte naquele momento especial onde era oferecido o banquete real.

A figura do Rei nos fala do Senhor Jesus. Aquele que tem o governo sobre a nossa vida. É aquele que tem protegido, cuidado e provido tudo para o seu povo (a Igreja). Maravilhoso é sabermos que pertencemos ao Rei da Glória.

Todos os dias há um banquete espiritual preparado e oferecido pelo o Rei para o seu povo. Eram oferecidos banquetes incomparáveis, nada pode ser comparado com as coisas espirituais. Porque o nosso Deus tem o melhor para a vida dos seus servos.

O banquete do Rei Jesus para a sua Igreja:

  • Há abundância de bênçãos = Dons Espirituais, Batismo, vitórias entre outras bênçãos.
  • Há fartura = o pão vivo que desceu do céu que alimenta e fortalece a nossa alma. O vinho que é alegria do Espírito Santo, o refrigério, consolo, paz  e principalmente da Salvação.
  • Não falta nada, porque servirmos ao Rei da Glória que tem provido todas as coisas para o seu povo.

A palavra Mesa no original significa “ passar em volta, cercar.” Nos fala da necessidade da comunhão com o Senhor . Em comunhão com o Rei Jesus para podermos ouvirmos a sua voz que é mansa e suave que fala aos nossos corações.

“… dá o meu nardo o seu perfume.”

            O nardo era um unguento aromático obtido de uma planta da Índia. De um valor muito caro. Era importado em vasos de alabastro especiais,cuidadosamente selados, para conversar o perfume.

O vaso simboliza a nossa vida e o unguento a Bênção do Espírito Santo. O interessante é que o valor não está no vaso em si, mas sim naquilo que está dentro do vaso.

2 Cor. 4: 7- “ Temos , porém, este tesouro em vasos de barro, para que a excelência  do poder seja de Deus e não nós.” 

O perfume que exalava do nardo todos podiam sentir o doce perfume e perceber que o Rei estava a mesa. Esse é o motivo da nossa alegria que o Rei Jesus está conosco todos os dias e a sua presença real em nosso viver.

Quando o Senhor entrou em nossas vidas passamos a exalar o bom perfume de Cristo, ou seja, exalamos o aroma de uma vida que o Senhor colocou em nossos corações, que é a vida eterna.

Conclusão

Aproveitemos enquanto o Rei está assentado á mesa, para trabalharmos por está obra, pelo o reino de Deus. E manter a nossa comunhão com o Senhor. Porque a palavra nos afirma que o tempo é breve, Jesus virá e então o Rei não estará mais aqui, mas os que forem fiéis até o fim estará assentado á mesa para as bodas do Cordeiro.


botaodownload
Link de DOWNLOAD para Usuários Premium
Faça login!

Mais conteúdo

Levantai, ó portais eternos – Salmos 24:07-09

A mesa de Deus – Lucas 14:15

O bom soldado – II Timóteo 2:3-5

Os atributos de Deus – Tiago 5:16

A Grande ceia – Lucas 14:16

A oração de Josué – Josué 10:10-15

Lembra-te destas coisas – Isaías 44:21

Por que Jesus dobrou o lenço? – João 20:7

Juízo do Espírito Santo – I Reis 1:2-3

Chegai-vos a mim… – Isaías 48:16

Este e aquele nasceram ali… – Salmo 87

A quem o nosso Deus é semelhante? – Isaías 40:25


Gostou? Então compartilhe

Deixe um comentário