O cedro simboliza o servo da Igreja fiel – II Crônicas 9:20 e 27

O cedro simboliza o servo da Igreja fiel – II Crônicas 9:20 e 27

Contribuição: II Crônicas 9:20 e 27

“Também todas as taças do rei Salomão eram de ouro, e todos os vasos da casa do bosque do Líbano, de ouro puro; a prata reputava-se por nada nos dias de Salomão.”

“Também o rei fez que houvesse prata em Jerusalém como pedras, e cedros em tanta abundância como os sicômoros que há pelas campinas.”

Como já vimos anteriormente, a prata, na Palavra, simboliza tudo aquilo que diz respeito à ação do Espírito Santo.

O cedro é uma madeira original do Líbano, não de Israel

O primeiro templo e a casa dos reis eram feitas dessa madeira e Salomão encomendou a Hirão, rei de Tiro, que fornecesse toda a quantidade necessária para as obras em Jerusalém.

O cedro simboliza o servo da Igreja fiel

Ele não é de Israel – ele foi cortado entre os gentios e trazidos para a obra de edificação do Espírito Santo.
Salomão disse a Hirão que ninguém em Israel sabia cortar madeira de cedros como seus homens – e isso alegrou muito a Hirão – Israel não evangeliza. Essa é a função da igreja: ir por todo o mundo e pregar o evangelho de Jesus Cristo.
Ninguém faz isso melhor que a igreja e ela não pertence a Israel.

A madeira era cortada e depois de aparelhada era revestida de ouro e posta como colunas e paredes do templo. A madeira ficava escondida e só aparecia o ouro.
É exatamente o que acontece com o homem que foi cortado do mundo ao ouvir a Palavra de Deus; depois conduzido à presença do Senhor pelo Espírito Santo.
O poder do Sangue de Jesus esconde, como o ouro fazia com a madeira, todos os seus defeitos, seus pecados, suas culpas, suas misérias e sobre ele passa a brilhar a glória do Senhor.

Salomão é tipo do Espírito Santo

Ele faz multiplicar a prata ao ponto de não se poder contar.
Em Israel nem contavam, porque ela se tornou comum como as pedras.

No meio da igreja, as operações do Espírito Santo são tantas e tão constantes que não é possível mais registrá-las todas.
Em cada culto, em cada igreja, na vida de cada servo por todo o mundo…

Como diz a frase desse louvor:

“Conta as bênçãos. Conta quantas são.
Recebidas da divina mão.
Vêm dizê-las todas de uma vez,
E verás surpreso quanto Deus já fez.”

Os cedros se multiplicam como os sicômoros – porque os servos se multiplicam no lugar onde a operação do Espírito Santo é real.

botaodownload
Link de DOWNLOAD exclusivo para Usuários Premium


Gostou? Então compartilhe

Deixe um comentário