Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views :
img

A Doutrina da Salvação: Soteriologia

A Doutrina da Salvação: SoteriologiaSalvação

A salvação é recebida através do arrependimento dos pecados diante de Deus e da fé em Jesus Cristo.
Pela lavagem da regeneração e da renovação do Espírito Santo de Deus, o homem é justificado pela graça, mediante a fé, tornando-se herdeiro de Deus, de conformidade com a vida eterna.

Deus e a Origem da Nossa Salvação

A Salvação preparada para o mundo perdido nasceu no coração de Deus.

Por isto a multidão salva, vestida de vestes brancas, cantará nos céus: Salvação ao nosso Deus, que está sentado no trono (Ap 7.10).

No dia da queda do homem, Deus prometeu enviar um Salvador, Ele disse a respeito da semente da mulher: ?esta te ferirá a cabeça e tu lhe ferirás o calcanhar? (Gn 3.15).
Na plenitude dos tempos, Deus enviou seu Filho, nascido de mulher (Gl 4.4).

A promessa se cumpriu literalmente, foi uma expressão do seu amor:
– Deus amou o mundo de tal maneira… (Jo 3.16).
– Deus estava em Cristo, reconciliando consigo o mundo (2Co 5.19).

Se a morte na cruz foi tremenda para Jesus, também o foi para Deus.

Foi o seu grande amor que pagou o sacrifício, e foi a sua justiça que recebeu o preço de sangue pago por Jesus (Hb 9.24-26).

Na cruz foram provadas e mantidas quatro coisas importantes:

1. O amor de Deus (Rm 5.8-10);
2. A sabedoria de Deus que se revelou na cruz (1Co 1.18-25), com uma profundidade insondável (Rm 11.33-35);
3. O poder de Deus (1Co 1.24-25);
4. A justiça de Deus. Diante dos céus, do inferno e de todo o mundo a sua Palavra foi cumprida!

O Significado da Salvação

De todas as palavras empregadas para definir a experiência transformadora que é o encontro do homem com Deus, ?salvação? é a mais usada.
A palavra salvação significa, em primeiro lugar, ser tirado de um perigo, livrar-se, escapar.
A Bíblia fala da salvação como a libertação do tremendo perigo de uma vida sem Deus (At 26.18; Cl 1.13).
Tradução da palavra grega soterion, tem a significação de “tornar ao estado perfeito”, ou “restaurar o que a queda causou”.

A salvação desfaz, assim, as obras do diabo (1Jo 3.8).

Seria difícil explicar o significado da salvação sem frisarmos o Antigo Testamento (Sl 39.8), quando descobrirmos nas ações (Jz 3.9) e palavras Divinas (Is 43.11-12) a natureza redentora de Deus (Jr 17.14-18).

Quando entendermos pelas palavras dos profetas as suas predições sobre aquEle que estava para vir a fim de concluir o plano de Deus.
Deus usou métodos tanto no passado, presente e usará no futuro.
Deus sempre teve seus representantes para anunciar a Salvação.
Mas os obstáculos eram tão grandes, que sempre carecia da ajuda do próprio Deus.

As naturezas de Deus e do homem.
Uma das evidências anunciada pela Palavra de Deus é que ela mostra um Deus Salvador e redentor (2Sm 22.3).
Deus livrou o seu povo de todas as aflições não deixando de destacar os inimigos nacionais e individuais (Sl 18.4).
Todas as pessoas precisam de um Salvador, pois o homem não pode salvar a si mesmo (Lc 17.33).
E este Salvador é Jesus (Jo 12.47).
Assim como Deus tem a natureza salvadora em Jesus, o homem discorre uma vida pecaminosa iniciando com o primeiro casal se cobrindo e escondendo de Deus (Gn 3), O homicida Caim (Gn 4), até os fatos do Apocalipse 20.
A natureza salvadora de Deus tem tido uma evidência na obra salvadora.

No Diário de Anne Frank ela cita uma das palavras mais comuns ouvidas até nos dias de hoje:
“A humanidade precisa de educação, e não de Salvação”.
A humanidade precisa da Salvação, como:

– Salvação da morte (Mt 8.25);
– Das enfermidades (Mt 9.22);
– Da possessão demoníaca (Lc 8.26-33);
– E principalmente da morte Espiritual (1Co 1.21).

O Amor e a Santidade de Deus.

Deus é Santo, mas o homem é ímpio.
Quimicamente falando é uma mistura heterogênea, seria impossível misturar o óleo e a água.
Jesus morreu por nós sendo nós ainda pecadores (Rm 5.8).
Pelo amor de Deus entregamos nossos pecados a Jesus (Rm 4.25).
A Santidade de Deus abrange tanto o Novo quanto o Antigo Testamento (Js 24.19; Lc 1.49).
Pelo seu grande amor Ele não justifica o ímpio (Êx 23.7).
Deus é imparcial na justificação (Pv 17.15).
O amor de Deus é algo imensurável, se lembrarmos dos sofrimentos de Jesus na cruz do calvário, e Deus ficou impassível aos fatos, tudo isso foi por amor ao homem (Jo 3.16).
Diz a Palavra que Deus deu seu filho. Quando damos algo a alguém, essa pessoa tem o domínio sobre o bem adquirido, Deus deu seu filho em favor dos homens, por isso Deus ficou de mãos amarradas quanto aos sofrimentos de seu filho.
Jesus suportou a cruz, para a felicidade nossa. Por isso Ele julgará o mundo com equidade (Sl 98.9).
Não aceitará propinas, pois nada se iguala a sua morte de cruz (Dt 10.17).

A Bondade, A Graça, e a Misericórdia de Deus.
A mensagem da Salvação deve ser encarada pelo homem com santidade, retidão.

Pr.Daniel S. Acioli

Gostou? Então compartilhe

  • Facebook
  • Twitter
  • Google+
  • Pinterest
  • Buffer

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This div height required for enabling the sticky sidebar