O Rei vive para sempre – Daniel 06: 20 a 23

 O Rei vive para sempre

Daniel 06: 20 a 23

“(… V.19) Pela manhã, ao romper do dia, levantou-se o rei, e foi com pressa à cova dos leões…”


“(… V.20) E, chegando-se à cova, chamou por Daniel com voz triste; e disse o rei a Daniel: Daniel, servo do Deus vivo, dar-se-ia o caso que o teu Deus, a quem tu continuamente serves, tenha podido livrar-te dos leões…”


“(… V 21) Então Daniel falou ao rei: O rei, vive para sempre..”


“(… V22 ) O meu Deus enviou o seu anjo, e fechou a boca dos leões, para que não me fizessem dano, porque foi achada em mim inocência diante dele; e também contra ti, ó rei, não tenho cometido delito algum…”


“(… V23) Então o rei muito se alegrou em si mesmo, e mandou tirar a Daniel da cova. Assim foi tirado Daniel da cova, e nenhum dano se achou nele, porque crera no seu Deus...”

(mais…)

escritura

A Bíblia Responde – INSCRIÇÃO MISTERIOSA

escrituraINSCRIÇÃO MISTERIOSA

“Por que quando Daniel interpretou as palavras misteriosas escritas pelo dedo de Deus, omitiu a expressão ‘ufarsim’ colocando em seu lugar a palavra ‘peres’?” Estas duas palavras são de origem aramaica e, sendo esta língua de fácil assimilação na Babilônia, podemos supor que a perplexidade do rei Belsazar e dos sábios foi devido, em parte, a alguma coisa desconhecida nos caracteres e também pela concisão inexplicável da mensagem.

(mais…)

TEMA: O TESTEMUNHO NA VIDA DO SERVO

TEMA: O TESTEMUNHO NA VIDA DO SERVO

Título: A VIDA EXEMPLAR DE DANIEL

Ler:        Daniel 5:12 “Porquanto se achou neste Daniel um espírito excelente, e ciência, e entendimento, interpretando sonhos, e explicando enigmas, e solvendo dúvidas, ao qual o rei pôs o nome de Beltessazar; chame-se, pois, agora Daniel, e ele dará interpretação”.

OBJETIVO DA AULA

Daniel – exemplo do servo que alcançou a vitória através da decisão tomada diante do Senhor de testemunhar do Senhor numa terra estranha.

 

Assim, através do testemunho do Senhor na sua vida Daniel não se misturou, ou melhor, não se deixou contaminar com as festas de Babilônia e manteve sua comunhão com Deus, não se deixando corromper pelas ofertas de um mundo tão contrário a Deus. Por causa disso sua vida espiritual e sua progressão profissional foram preservadas.

(mais…)