O Fiel e o infiel – Mateus 21:28-30



O Fiel e o infiel – Mateus 21:28-30

Introdução

Nesta parábola vemos dois tipos de servo, o fiel e o infiel, e ambos receberam o mesmo convite do Pai (Deus), eles foram chamados para trabalharem na vinha (Igreja Fiel, realizar a Obra do Senhor).

Mas a atitude de um se diferencia da do outro.

Desenvolvimento

O primeiro disse que não queria, mas se arrependeu e foi. Quantas vezes nós nos sentimos cansados por causa do trabalho ou quando estamos preocupados com alguma coisa e na nossa razão, na nossa vontade humana, pensamos em deixar de ir ao culto, de louvar ao Senhor. Pensamos em ficar no conforto de nossa casa, acomodados.

No entanto quando pensamos no que Jesus fez por nós, o Sacrifício na Cruz do Calvário, mesmo não sendo merecedores da sua misericórdia, nos arrependemos, e reconhecemos que não há dificuldade alguma que nos empeça de demonstrar nossa gratidão, de realizar a Obra do Senhor, o servo fiel não se preocupa com a sua própria vontade, para ele o importante é fazer a vontade do Pai, é negar a si mesmo, deixar a razão e seguir a revelação do Espírito Santo.

O exemplo

O maior exemplo de servo fiel que temos é o Senhor Jesus, ele negou a si próprio na Cruz do Calvário quando diz: se possível passe de mim este cálice, todavia não seja feita a minha, mas a tua vontade.

O segundo filho teve uma atitude diferente da do primeiro, ele disse que iria e não foi, ou seja ele mentiu para o Pai, e o pai da mentira é o adversário o inimigo de nossas almas, o segundo filho representa aqueles que dizem que fazem a vontade do Senhor, mas na verdade fazem sua própria vontade, vivem segundo a sua razão, achando que podem enganar ao Pai (Deus), mas na realidade o homem pode enganar a outro homem, mas não ao Senhor, pois ele conhece todas as coisas, ele conhece nosso coração, nossa alma, nossa mente, nossas qualidades e nossas falhas, e nos chama independente das nossas falhas, da nossa maneira de ser, Deus não rejeita o homem, é o homem que rejeita a Deus.

Quando estamos fazendo algo que não é da vontade do Pai, Ele nos revela através do Espírito Santo, para que possamos entrar em concerto. Porque o Senhor quer o melhor para nós, cabe a nós ouvir ou não a revelação.

Em Provérbios 12:1 diz: O que ama a correção ama o conhecimento, mas o que aborrece a repreensão é um bruto.

Ou seja, se formos brutos e não aceitarmos a correção, o Senhor será rigoroso conosco, revelando na Igreja o nosso pecado, para que a vinha (Igreja) não seja contaminada e possa dar bons frutos. Para que a Igreja Fiel seja próspera, cheia de vida, cheia do Espírito Santo de Deus.

Conclusão

Irmãos o Senhor nos mostra na palavra vários exemplos de servos fiéis e infiéis ao Senhor: Caim e Abel, Saul e Davi, Jacó e Esaú, etc… Nessas passagens ambos tiveram a oportunidade de receber a benção do Pai, mas sempre um deles rejeitava, se deixava guiar pela razão e sofreram grande prejuízo. Mas aqueles que negaram a si, e seguiram a revelação, o Senhor concedeu grandes bênçãos e livramentos, concedeu a Salvação.

Quem você quer ser, o primeiro ou o segundo filho?

Luiz Ricardo Pedroso


Link de DOWNLOAD para Usuários Premium

Mais conteúdo

Igreja fiel e infiel – Provérbios 5:1-6;18-20

PARÁBOLA DO MORDOMO INFIEL (Lucas 16: 1-13 )

Esboço bíblico – A VONTADE DO PAI FEITA NA VIDA DO SERVO

O MORDOMO INFIEL – Lucas 16:1-13

CULTO DE SENHORAS – “A Parábola do Fermento”


fielinfielMateus 21:28-30pregação no livro de Mateussermão bíblico no livro de Mateusservovinha