Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views :
img

Tempo do breve – Malaquias 3:1-5

AS PROFECIAS QUE NOS PREPARAM PARA O BEM-AVENTURADO “TEMPO DO BREVE”

Malaquias 3:1-5

“Eis que eu envio o meu anjo, que preparará o caminho diante de mim; e, de repente, virá ao seu templo o Senhor, a quem vós buscais, o anjo do concerto, a quem vós desejais; eis que vem, diz o SENHOR dos Exércitos. Mas quem suportará o dia da sua vinda? E quem subsistirá, quando ele aparecer? Porque ele será como o fogo do ourives e como o sabão dos lavandeiros. E assentar-se-á, afinando e purificando a prata; e purificará os filhos de Levi e os afinará como ouro e como prata; então, ao SENHOR trarão ofertas em justiça. E a oferta de Judá e de Jerusalém será suave ao SENHOR, como nos dias antigos e como nos primeiros anos.”

Revelação de Jesus Cristo, a qual Deus lhe deu para mostrar aos seus servos as coisas que brevemente devem acontecer; e pelo seu anjo as enviou e as notificou a João, seu servo

Apocalipse 1:1

INTRODUÇÃO

O livro de Malaquias é um livro profético que faz descrições que mostram a necessidade de um concerto da parte dos Judeus, antes do nascimento de Jesus.

É o último dos profetas menores, tendo sido escrito por volta do ano 430 a.C.. O profeta Malaquias foi contemporâneo de Esdras e Neemias, no período após o exílio do povo judeu na Babilônia em que os muros de Jerusalém tinham sido já reconstruídos. O nome deste profeta quer dizer “meu mensageiro”.

Já o livro de Apocalipse foi escrito para o tempo do breve, para a igreja fiel que aguarda o arrebatamento. A maioria das pessoas desconhece a revelação das profecias contidas nesse livro. Mas a igreja precisa estar atenta às revelações para vencer esse momento onde os obstáculos e imposições tentam nos desviar da verdade.

A fé esta esfriando em muitos corações, a razão destruído o que é profético, muitas pessoas tem abandonado ao Senhor, perdendo a benção trocando a revelação por razão e argumentos humanos.

A igreja fiel precisa se preparar para o arrebatamento e o Apocalipse é um livro que nos coloca dentro do momento do profético. O centro do livro é o Senhor Jesus e os dias estão se aproximando e em breve o Senhor voltará para buscar a Sua igreja.

DESENVOLVIMENTO

Se fizermos um paralelo, notaremos que o anuncio da vinda do Messias (nascimento de Jesus) é o mesmo em relação à volta de Jesus (arrebatamento da igreja). E tanto o livro de Malaquias como Apocalipse, contém as profecias para seus respectivos tempos.

O texto diz: Eis que eu envio o meu anjo, que preparará o caminho diante de mim; e, de repente, virá ao seu templo o Senhor, a quem vós buscais, o anjo do concerto, a quem vós desejais; eis que vem, diz o SENHOR dos Exércitos.

João Batista foi o Servo separado por Deus para preparar o caminho de Jesus. E, naqueles dias, apareceu João Batista pregando no deserto da Judéia, E dizendo: Arrependei-vos, porque é chegado o reino dos céus. Porque este é o anunciado pelo profeta Isaías, que disse: Voz do que clama no deserto: Preparai o caminho do Senhor, endireitai as suas veredas. Mt 3:1-3.

Ele chama o povo ao arrependimento, porque para nos achegarmos a Deus é necessário que haja arrependimento nos nossos corações, pois assim o Sangue de Jesus nos purifica de todo pecado. João Batista aponta para o Cordeiro de Deus que tiraria o pecado do mundo, o Messias, o enviado, o prometido.

Para aquela época havia chegado o momento tão aguardado, pois muitas profecias foram entregues a respeito da vinda do Messias, o libertador de Israel.

E hoje nos encontramos na mesma situação. Há aproximadamente 2000 anos uma profecia ecoa pelos tempos: JESUS VAI VOLTAR! E o anjo que tem nos revelado essa tão grande benção é o Espírito Santo. (Revelação de Jesus Cristo, a qual Deus lhe deu para mostrar aos seus servos as coisas que brevemente devem acontecer; e pelo seu anjo as enviou e as notificou a João, seu servo, Apocalipse 1:1)

Ele nos tem mostrado todas as coisas que iriam acontecem num tempo chamado breve, ou seja, nos dias atuais que temos vivido o Espírito Santo tem testificado , revelado em nossos corações a sua palavra e a importância de um concerto com o Senhor para que não venhamos ser pegos de surpresa na vinda de Jesus. Uma noiva está sendo preparada, adornada para o encontro com o Noivo.

Mas quem suportará o dia da sua vinda?

E quem subsistirá, quando ele aparecer? A maioria dos Judeus não reconhecerem Jesus como Salvador e o crucificaram, rejeitaram o projeto de Deus. Eles estavam desatentos para a profecia. Certa vez o Senhor Jesus disse: Quando porém vier o Filho do homem, porventura achará fé na terra? Lucas 18:8.

Os dias são maus, trabalhosos, por isso a necessidade de estarmos em vigilância e em comunhão com o Senhor, porque para suportarmos e estarmos de pé na Sua presença é preciso viver uma vida de dependência, renúncia em santificação. Viver o profético e desprezarmos o racional.

Os sinais estão a nossa volta, devemos estar atentos ao toque da última trombeta.
Porque ele será como o fogo do ourives e como o sabão dos lavandeiros. E assentar-se-á, afinando e purificando a prata; e purificará os filhos de Levi e os afinará como ouro e como prata;

O versículo nos apresenta duas situações em que o Senhor trabalha nas nossas vidas:

• Como fogo do ourives (purificação): O Senhor nos prova e pela operação do Espírito Santo Ele trabalha em nossas vidas.

O afinar da prata, é levar o metal no fogo em alta temperatura até que impurezas são separadas e retiradas. Através das lutas, somos provados, purificados, aprovados e revestidos de poder, para realizarmos a obra como os filhos de Levi (tribo sacerdotal) cuja porção deles era o Senhor.

E nos fez reis e sacerdotes para Deus e seu Pai. Apocalipse 1:6 alcançamos essa benção através do sacrifício de Jesus. E nós reconhecemos que a nossa porção é o Senhor. Deus purifica um povo para servi-lo, para a realização do trabalho na Sua obra.

• Como sabão dos lavandeiros (santificação): O trabalho do lavandeiro era limpar os vestidos e branqueá-los. Ele passava nas casas e pegava as roupas sujas e as levava para fora da cidade e usava um sabão que liberava toxina. Ele as esfregava com seus pés. Tinha a vida curta, devido as toxinas.

Era um trabalho que poucos se habilitavam em fazer. Jesus foi o lavandeiro das nossas vidas. Levou os nossos pecados para fora da cidade e através do Seu Sangue, nos lavou e com seus pés pisou na cabeça da serpente. Teve a vida curta por amor as nossas vidas se entregando na cruz do calvário. Hoje nos santificamos através do Seu Sangue.

E a oferta de Judá e de Jerusalém será suave ao SENHOR, como nos dias antigos e como nos primeiros anos. Deus não mudou seus planos, desde a eternidade o plano do Senhor é que venhamos a servi-lo, ofertando o nosso louvor, a nossa adoração, o nosso trabalho em favor de sua obra. Os nossos corações transformados, purificados em santificação, a nossa vida dedicada a Ele na realização da Sua obra, é cheiro suave.

CONCLUSÃO

O projeto de Deus é único para a vida do homem, se resume na pessoa gloriosa do Senhor Jesus e é revelado pelo Espírito Santo. Uma operação maravilhosa da Trindade em favor da vida do homem.

O anjo anunciou, preparou o caminho de Jesus, para iniciar o seu ministério terreno, o anjo tem anunciado, preparado uma igreja para encontrar com Jesus no arrebatamento. Não podemos ser como Israel, que rejeitou o projeto. Que nós estejamos atentos à obra maravilhosa que o Espírito Santo tem realizado guardando a nossa fé, para que ninguém tome a coroa que nos está preparada. Maranata, Ora vem Senhor Jesus!!

Bem-aventurado aquele que lê, e os que ouvem as palavras desta profecia, e guardam as coisas que nela estão escritas; porque o tempo está próximo. Apocalipse 1:3

Gostou? Então compartilhe

  • Facebook
  • Twitter
  • Google+
  • Pinterest
  • Buffer

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This div height required for enabling the sticky sidebar