Rei – Êxodo 1:7 e 8

Rei

“E os filhos de Israel frutificaram, aumentaram muito, e multiplicaram-se, e foram fortalecidos grandemente; de maneira que a terra se encheu deles. E levantou-se um novo rei sobre o Egito, que não conhecera a José;”

Êxodo 1:7 e 8

INTRODUÇÃO

A Palavra diz que os filhos de Israel se estabeleceram no Egito no tempo em que José era governador. Cresceram e se multiplicaram. Havia um faraó, mas quem cuidava dos filhos de Israel era José. Na prática, o faraó não tinha nenhuma influência sobre os filhos de Israel, porque eles tinham a José.

O tempo passou, José morreu e houve um momento em que no Egito surge e assume um novo rei. Este rei não conhecia José, e como ele não queria perder seu governo, ele torna os filhos de Israel escravos.

DESENVOLVIMENTO

Há uma igreja que se estabeleceu neste mundo com o governo do Senhor Jesus sobre sua vida. Um povo que cresceu e se multiplicou em quantidade conhecimento de Deus.

Mas o tempo passou, e hoje vemos um evangelho que não tem mais o governo do Senhor Jesus, se levantou um novo rei no meio do evangelho.

Muitos crentes no início da sua caminhada viviam sob o governo de Jesus, mas com o tempo envelheceram e agora saíram do governo de Jesus. Se levantou um novo rei, que pode ser tipificado pela razão, pelo comodismo, pelos interesses desta vida. O novo rei que é o velho homem.

José morreu

Todo o ponto de origem está na morte de José. Se a nossa relação com Deus morrer, surge um novo rei. Se o nosso compromisso com Deus morrer, surge um novo rei.

José morreu, ele era mortal. Mas a nossa relação e compromisso com Jesus não pode morrer, não podemos deixar que se levante um novo rei, novos valores, um novo sentido de viver.

Um novo rei que não conhecia José

Todas as nossas obrigações e compromissos que temos nesta vida não estão acima do Senhor. Nossos amigos, família, precisam saber que temos um Deus que governa nossas vidas.

Mas às vezes surgem compromissos, relações, pessoas,  que nós não apresentamos ao Senhor. Coisas que surgem com o intuito de governar, e que não sabem que somos de Jesus, que Ele é quem governa nosso caminhar, nossas decisões.

São coisas que vão surgindo, vão entrando na vida do crente porque Jesus já não governa mais a sua vida. A vida passa a ser governada por outras coisas, pessoas, relações ou situações. Surgiu um novo rei.

O crente para de crescer, de frutificar espiritualmente. Vira escravo das coisas desta vida. Escravo de relações, de compromissos desta vida. Deixa que coisas desta vida governem sua vida.

Que parte da sua vida ainda não conhece Jesus? São seus compromissos? Seus amigos? Sua família? Seu lazer? Algum plano seu pessoal?

CONCLUSÃO

O governo de Jesus não pode deixar de existir nas nossas vidas. Se surgir algum compromisso, algum valor, precisa saber que Jesus está acima de tudo, que temos um dono, que Ele nos fez crescer e multiplicar.

Que tudo que há na sua vida possa saber e conhecer que você tem um Deus, que este Deus está vivo na sua vida e a governa.

 

Bruno Rocha

Maceió/AL

 

Gostou? Então compatilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *