IIReis 4: 33-35 – POSIÇÃO DA CRUZ

POSIÇÃO DA CRUZ

“Então entrou ele, e fechou a porta sobre eles ambos, e orou ao SENHOR. E subiu à cama e deitou-se sobre o menino, e, pondo a sua boca sobre a boca dele, e os seus olhos sobre os olhos dele, e as suas mãos sobre as mãos dele, se estendeu sobre ele; e a carne do menino aqueceu. Depois desceu, e andou naquela casa de uma parte para a outra, e tornou a subir, e se estendeu sobre ele, então o menino espirrou sete vezes, e abriu os olhos.” IIReis 4: 33-35

Muitas vezes, os desígnios do Senhor parecem complexos e além da nossa compreensão. O texto que nós lemos se refere a um episódio muito específico tratado na Palavra onde a vida de uma mulher foi transformada pela presença do Profeta e pelo Milagre de Deus. Diz o texto que o profeta Eliseu, como instrumento do poder do Senhor, foi capaz de ressuscitar o filho de Sunamita. Mas o enfoque desta mensagem será em como se realizou o milagre. Ora, por que Eliseu não disse, simplesmente, levanta-te? Afinal, o mesmo Profeta Eliseu apenas disse que aquela mulher iria ter um filho e assim ocorreu, como podemos ver em 2Re 4:16-17: “E ele disse: A este tempo determinado, segundo o tempo da vida, abraçarás um filho. E disse ela: Não, meu senhor, homem de Deus, não mintas à tua serva. E concebeu a mulher, e deu à luz um filho, no tempo determinado, no ano seguinte, segundo Eliseu lhe dissera.”Não se precisou de um grande gesto ou um grande movimento. Bastou uma palavra e o improvável aconteceu. Improvável porque, humanamente falando, apesar da idade de seu marido, não havia um obstáculo intransponível para que aquela mulher ficasse grávida.

Esse questionamento talvez fosse pouco importante se, em outro versículo, Paulo não tivesse feito gesto semelhante. Diz as Escrituras sobre esta situação: “Tendo Paulo descido, debruçou-se sobre ele e, abraçando-o, disse: Não vos perturbeis, pois a sua alma está nele.” (At 20:10). Sem querer extrair da Bíblia mais do que ela mesma diz, podemos perceber que no momento em que as Escrituras mencionam o “debruçar”, naquele instante, o que temos é o Apóstolo, exatamente, na posição de: boca sobre a boca dele, olhos sobre os olhos dele e mãos sobre as mãos. Contudo, qual é a relevância destas coisas? Por que, aparentemente, essa posição é tão importante para Deus?

Encontramos a resposta na seguinte passagem:“Então Pilatos (…) açoitando Jesus, o entregou para ser crucificado.” (Mc 15:15). Quando Jesus erguido no madeiro teve suas mãos e pés pregados ficando exposto a todo tipo de escárnio, Ele dava cumprimento eterno, naquele instante, aos milagres realizados por Paulo e Eliseu. Foi na cruz que Ele entregou a sua vida pela nossa, substituiu nossos lábios mentirosos, nossas mãos sujas com o pecado e nossos olhos corrompidos, cegados pelo Mundo. Foi no Gólgota, que os lábios dEle, provaram a amargura do fel. As mãos e os pés dEle foram perfuradas pelos pregos; e foram os olhos, dEle, que refletiram a dor do sacrifício. A dor que mudou a nossa condenação na Lei do pecado e da morte para a absolvição pela Lei da Fé.

Entretanto, Jesus Cristo não só colocou boca sobre boca, olhos sobre olhos e mãos sobre mãos. O Senhor fez algo além, fez o milagre. Deu-nos vida e, nesta nova vida, devemos viver substituindo nossos atos naturais – ações, gestos e práticas que tínhamos, antes de conhecermos o Senhor- pelos atos de fé e perseverança. Sendo assim, imitando o Senhor Jesus, somos, diariamente, aperfeiçoados e transformados pelo poder do Espírito Santo.

Três milagres foram citados neste texto e no centro desses milagres encontra-se o Senhor Jesus. Da mesma forma, o Projeto de Salvação se encontra no núcleo de toda a vontade de Deus para cama ser humano. Quero que você, que lê esta mensagem, saiba que a cruz e a morte não foram capazes de conter o Senhor Jesus. Portanto, basta nEle crer, com Ele andar e quando o Grande Dia vier iremos até o Senhor Jesus que estará nas nuvens de braços abertos, pronto para nos receber.

“Sê fiel até à morte, e dar-te-ei a coroa da vida.” Ap 2:10

 

Gostou? Então compartilhe

Deixe um comentário

Novidades do site

Assine e confirme no seu email