Este vale se encherá… – II Reis 3:22-23

ESTE VALE SE ENCHERÁ…

II Reis 3: 22, 23 

INTRODUÇÃO

Após a morte de Acabe, Jorão, seu filho, assumiu o reino de Israel em seu lugar. Naquele tempo, Mesa, o rei dos moabitas, que era criador de gado e pagava impostos a Israel, se revoltou e deixou de pagar os tributos.

DESENVOLVIMENTO

Os reis de Israel, Judá e Edom, baseados na sua razão, se uniram como um só exército para combater o rei dos moabitas, mas no meio da caminhada, a sede e a fome se estabeleceram e eles se viram em grande dificuldade. As religiões se unem muitas vezes, como um corpo só, mas sem revelação, e procuram enfrentar o inimigo, e no final as dificuldades surgem (a sede e a fome) pela falta da Palavra revelada.

Josafá, rei de Judá, buscou um profeta do Senhor para saber sua vontade e encontra Eliseu em sua casa. Em consideração ao rei Josafá, o profeta pediu um tangedor e em meio ao louvor veio a revelação e a orientação do Senhor.

Fazei neste vale muitas covas…

  • Em meio às dificuldades, devemos buscar o Senhor com humildade, orações e jejuns. Cavar muitas covas significa descer àquilo que está no profundo, buscar com fé o livramento que está fora do alcance dos olhos.

 Não vereis vento e não vereis chuvas…

  • A bênção do Senhor depende da nossa fé, e não das circunstâncias e das coisas aparentes. A verdadeira fé não depende de evidências exteriores, mas ela contempla aquilo que é invisível.

Este vale se encherá de tanta água…

  • Quando o Senhor opera, Ele derrama uma bênção abundante sobre aquele que espera nele. O Espírito Santo transborda no coração do servo que confia no Senhor.

 E entregará Moabe nas vossas mãos

  • O resultado final da confiança é a derrota do inimigo e a solução dos problemas e dificuldades. A Obra do Senhor tem como propósito, não a solução parcial da dificuldade, mas a eliminação total do problema e de suas causas.

CONCLUSÃO

Pela manhã, o exército dos moabitas viram as águas do vale avermelhadas como sangue, por causa do reflexo do sol nascente, e pensaram que era o sangue dos reis de Israel, Judá e Edom que haviam se matado, e quando se aproximaram, foram surpreendidos pelos exércitos confederados e foram mortos ao fio da espada.

O poder do Sangue de Jesus é quem nos dá a vitória diante do inimigo. Quando clamamos pelo poder do Sangue de Jesus, somos atendidos e o Senhor sai para desbaratar os exércitos adversários.


botaodownload
Link de DOWNLOAD para Usuários Premium
Faça login!

Mais conteúdo

O cedro simboliza o servo da Igreja fiel – II Crônicas 9:20 e 27

ALGO INIMAGINÁVEL

O Corpo de Cristo I Coríntios 12:12

Caminhar por fé – Oséias 2:14-15

O Servo vigilante – Lucas 12:35-48

9 Sermões Bíblicos em WORD – Premium

O Senhor é nossa Fortaleza – Salmos 46:1

Estudo bíblico – ALÉM DO VÉU

Além do véu – Lucas 23:44 e 45

Simbologia do Tabernáculo – A ordem das tribos no acampamento

Seu nome é Maravilhoso – Isaías 9:6,7

As Cidades Fortes de Judá – II Reis 18:13-16

Escolha de LÓ | Escolha do homem – Gênesis 13:10


Gostou? Então compartilhe

Deixe um comentário