Uma palavras aos Pais – I Reis 3-18 a 22

UMA PALAVRA AOS PAIS

Texto base I Reis 3 – 18 a 22

Uma Introdução ao texto lido

Até aqueles dias ainda não se havia edificado casa ao nome do Senhor. Salomão amava ao Senhor, andando nos estatutos de Davi, seu pai; exceto que nos altos oferecia sacrifícios e queimava incenso.

                   O rei foi a Gibeão para oferecer sacrifícios ali, porque aquele era o principal dentre os altos; mil holocaustos sacrificou Salomão naquele altar.
                  Em Gibeão apareceu o Senhor a Salomão de noite em sonhos, e disse-lhe: Pede o que queres que eu te dê.
                  Respondeu Salomão: De grande benevolência usaste para com teu servo Davi, meu pai, porquanto ele andou diante de ti em verdade, em justiça, e em retidão de coração para contigo; e guardaste-lhe esta grande benevolência, e lhe deste um filho, que se assentasse no seu trono, como se vê neste dia.
                  Agora, pois, ó Senhor meu Deus, tu fizeste reinar teu servo em lugar de Davi, meu pai. E eu sou apenas um menino pequeno; não sei como sair, nem como entrar.
                   Teu servo está no meio do teu povo que elegeste, povo grande, que nem se pode contar, nem numerar, pela sua multidão, dá, pois , a teu servo um coração entendido para julgar teu povo, para que prudentemente discirna entre o bem e o mal; porque, quem poderia julgar a este teu tão grande povo?

                   E pareceu bem aos olhos do Senhor o ter Salomão pedido tal coisa; pelo que Deus lhe disse: Porquanto pediste isso, e não pediste para ti muitos dias, nem riquezas, nem a vida de teus inimigos, mas pediste entendimento para discernires o que é justo, eis que faço segundo as tuas palavras. Eis que te dou um coração tão sábio e entendido, que antes de ti teu igual não houve, e depois de ti teu igual não se levantará.

Também te dou o que não pediste, assim riquezas como glória; de modo que não haverá teu igual entre os reis, por todos os teus dias.

                    E ainda, se andares nos meus caminhos, guardando os meus estatutos e os meus mandamentos, como andou Davi; então Salomão acordou, e eis que era sonho. E, voltando ele a Jerusalém, pôs-se diante da arca do pacto do Senhor, sacrificou holocaustos e preparou sacrifícios pacíficos, e deu um banquete a todos os seus servos.
                    Vieram duas mulheres prostitutas ter com o rei, e se puseram diante dele; e disse-lhe uma das mulheres: Ah, meu senhor! eu e esta mulher moramos na mesma casa; e tive um filho, estando com ela naquela casa.

Os textos da Mensagem

                 “ 18 E sucedeu que, no terceiro dia depois de meu parto, também esta mulher teve um filho. Estávamos juntas; nenhuma pessoa estranha estava conosco na casa; somente nós duas estávamos ali.

                 “ 19 Ora, durante a noite morreu o filho desta mulher, porquanto se deitara sobre ele.

                 “20 E ela se levantou no decorrer da noite, tirou do meu lado o meu filho, enquanto a tua serva dormia, e o deitou no seu seio, e a seu filho morto deitou-o no meu seio.

                  “ 21 Quando me levantei pela manhã, para dar de mamar a meu filho, eis que estava morto; mas, atentando eu para ele à luz do dia, eis que não era o filho que me nascera.

                  “22 Então disse a outra mulher: Não, mas o vivo é meu filho, e teu filho o morto. Replicou a primeira: Não; o morto é teu filho, e meu filho o vivo. Assim falaram perante o rei.

                   “23 Então disse o rei: Esta diz : Este que vive é meu filho, e teu filho o morto; e esta outra diz: Não; o morto é teu filho, e meu filho o vivo.
24 Disse mais o rei: Trazei-me uma espada. E trouxeram uma espada diante dele.

                   “25 E disse o rei: Dividi em duas partes o menino vivo, e dai a metade a uma, e metade a outra.

                    “26 Mas a mulher cujo filho em suas entranhas se lhe enterneceram por seu filho), e disse: Ah, meu senhor! dai-lhe o menino vivo, e de modo nenhum o mateis. A outra, porém, disse: Não será meu, nem teu; dividi-o.
                    “27 Respondeu, então, o rei: Dai à primeira o menino vivo, e de modo nenhum o mateis; ela é sua mãe.

                     “28 E todo o Israel ouviu a sentença que o rei proferira, e temeu ao rei; porque viu que havia nele a sabedoria de Deus para fazer justiça”.

Desenvolvimento do Assunto

a) O Filho Roubado

                     O texto fala de dois filhos. Um morto outro vivo. Há um mundo que quer roubar nossos filhos; roubar das bênçãos, das promessas do Senhor, que estão sobre eles.

O filho só pode ser roubado, porque a mãe estava dormindo.

b) A mulher adormeceu

                    Por que o filho foi roubado? A mãe estava dormindo. Os pais não podem dormir. Os filhos são herança do Senhor ; os pais devem estar orando e jejuando para seu filho não ser roubado.

                    Não devem estar alheios os pais, àquilo que seu filho vê na Internet, ausente da reunião da escola, para saber como está seu filho,com quem está andando, o que está lendo.

c) Esse não é meu filho

                    Uma pergunta a ser feita, que foi a expressão da mãe; quando ela despertou do sono, o filho já tinha sido levado; e disse: esse não é meu filho?      

                    Existem pais que, quando acordam dizem: esse não é o meu filho; outra observação: o filho dela era mais velho; três dias e indaga-se: meu filho regrediu! ele diminuiu! fazer essa reflexão, meu filho diminuiu! ele não vem mais aos cultos!

                    A Palavra diz que Jesus “crescia na graça e no conhecimento” . O Senhor convocou os pais para esta reunião, para uma palavra de alerta; os anjos do Senhor estão ministrando, numa grande operação da parte do Senhor nesse momento.

d) Filho morto

                    O que levou a criança a morrer ? Foi a própria mãe. Os atos dos pais podem matar os filhos.

e) O Peso da mãe

                    O que matou a criança, foi o peso da própria mãe. A mãe deitou-se sobre a criança e,ela não suportou o peso . Não podemos colocar o peso dos nossos problemas sobre os nossos filhos; o falar em casa,comentários no lar; esse peso não podemos colocar sobre nossos filhos; a criança ouve os pais falando mau e,depois ouve a mensagem do diácono, do pastor e a criança não agüenta.

                    Colocações  diante das crianças, de problemas conjugais; a criança passa a não gostar do pai; evitem essas colocações. Jesus disse; “vinde a mim,todos os que estais cansados e oprimidos e eu vos aliviarei; o meu fardo é leve” .

                    Aos nossos filhos vamos ensinar a carregar o fardo de Jesus. A criança morta,não suportou,porque não pode mais respirar; a criança não pode ser sufocada; a infância deve ser vivida; elas devem ter liberdade para respirar,na sua infância; (citou uma experiência ruim, de um filho que já não mais tolerava o culto no lar,pela imposição do pai); e depois assinalou: o culto no lar é de todos.

                    Disse um pastor antigo: “ A igreja que desprezar suas crianças,terão jovens que vão desprezar suas igrejas” .

f) Elas estavam só na casa

Elas estavam só na casa. A responsabilidade de criar os filhos, é dos pais. Não é dos avós, ou demais parentes. Os filhos são herança do Senhor .  Um dia nós teremos de prestar contas ao Rei da Glória. Nós temos de orar por eles.

“ Mães de oração, geram filhos espirituais”

g) Uma mãe lutou pelo filho

                   Uma mãe disse: o meu filho é o vivo.Nós vamos ao rei; lute pelo seu filho; o filho é do Senhor; leve sua causa ao rei.

h) Levou à causa ao rei

                    Ore por seu filho. Se estão tentando roubar seu filho,leve sua causa ao rei. Ela não desistiu, ela esperou ser atendida pelo rei; o rei vai me atender ? O Rei da Glória vai te atender e devolver o filho vivo.

i) Não sepultou

                    Não sepulte as promessas de Deus sobre o seu filho. Lute por seu filho. “ Nós sabemos em quem temos crido” . Uma pergunta: “ Quem vai ficar com o filho vivo? “ .

j) Quem vai ficar com o filho vivo?           

                 Salomão, o Espírito Santo vai responder. Salomão disse: traga-me uma espada, vou dividir o filho vivo ao meio; a mãe que não aceita dividir o filho, vai ter seu filho vivo.

k) A mãe que não aceitou dividir seu filho

                 O rei devolveu o filho vivo, a mãe que não aceitou dividir seu filho; o filho vivo é para aqueles que estão orando ao Senhor, estão na dependência do Senhor,crendo que Deus proverá todas as coisas, para seus filhos.

Mais conteúdo

Ainda há Esperança – 1 Tessalonicenses 4:13

O Senhor é nossa Fortaleza – Salmos 46:1

Templo do Espírito Santo – Ageu 2:6-9

As Cidades Fortes de Judá – II Reis 18:13-16

Profeta Jonas – Mateus 16:17

O cedro simboliza o servo da Igreja fiel – II Crônicas 9:20 e 27

A Riqueza das Bodas – Mateus 22:09

A ascensão de Ester ao trono – Ester 2:1-18

Nosso Redentor vive e voltará – Jó 19:25


botaodownload
Link de Download para Usuários Premium
Faça login!

Gostou? Então compartilhe

Deixe um comentário