Templo do Espírito Santo – Ageu 2:6-9

Templo do Espírito Santo – Ageu 2:6-9

Contribuição: Ageu 2:6-9

“Porque assim diz o Senhor dos Exércitos: Ainda uma vez, daqui a pouco, farei tremer os céus e a terra, e mar e a terra seca. E farei tremer todas as nações, e virão coisas preciosas de todas as nações, e encherei esta casa de glória, diz o Senhor dos Exércitos. Minha é a prata, e meu é o ouro, disse o Senhor dos Exércitos. A glória desta última casa será maior do que a da primeira, diz o Senhor dos Exércitos, e neste lugar darei a paz, diz o Senhor dos Exércitos.”

Essas palavras de Ageu têm tríplice aplicação profética.

Ageu nasceu durante o cativeiro babilônico e estava entre os que retornaram para Jerusalém sob o governo de Zorobabel, no ano 536 a.C. (Esdras 5:1).

A primeira aplicação profética refere-se ao templo de Jerusalém que havia sido destruído setenta anos antes, pela invasão de Nabucodonosor.
Ageu profetizou sua restauração (Esdras 6:14) e, por causa das perseguições, a obra foi interrompida. Quatorze anos mais tarde, exorta o povo para que retomem a reconstrução e conseguem finalizar as reformas (Ageu 1:12-13).

Essa obra se inicia quando os alicerces da casa do Senhor foram postos.
Ao ver isso, todo o povo jubilou e chorou (Esdras 3:10-11).
Quando viram o fundamento, entenderam que a glória do segundo templo seria maior que a do primeiro.

Reconstrução do Templo

Para a reconstrução eram necessários ouro, prata, madeira, recursos financeiros etc.
O Senhor cumpre sua palavra de que Ele é o dono do ouro e da prata, porque o rei Ciro, movido pelo Espírito Santo, manda devolver todo o ouro e prata que foram tirados do templo e levados para Babilônia (Esdras 1:8-11).

Mais tarde, o rei Dario confirma o edito de Ciro e também ordena a devolução do ouro e da prata, além de pagar as despesas com os tributos recolhidos à fazenda real (Esdras 6:3-12).

Templo do Espírito Santo

A segunda aplicação profética diz respeito ao templo da igreja gentílica.
O templo construído, não com mãos humanas, mas edificado pelo seu Espírito Santo.

É a edificação do homem como templo do Espírito Santo (Hebreus 3:6).
O primeiro homem pecou e perdeu a comunhão com Deus.
Agora, com a morte de Jesus, a pedra fundamental (Atos 4:11) foi posta e toda a obra é edificada sobre essa rocha, conforme O Senhor falou para Pedro em seu diálogo em Mateus 16:15-18

Os alicerces da salvação

Os alicerces da salvação é Jesus: 1 – O Cristo; 2 – O Filho de Deus; 3 – Vivo.
É sobre essas três coisas que a igreja é edificada.

Quando o homem tem um encontro com O fundamento da obra de Deus ele tem certeza que a glória do segundo templo será maior que a do primeiro.

Meu é o ouro: todo o poder de Deus em favor da salvação do homem, confirmado pelo derramar do seu precioso sangue na cruz.

Minha é a prata: toda a operação do Espírito Santo sobre aqueles que hão de herdar a salvação.

A glória desse segundo homem será maior que a do primeiro, porque o primeiro foi carnal e o segundo é espiritual. (1 Pedro 2:4-5).

O primeiro homem foi feito alma vivente; o segundo espírito vivificante (1 Coríntios 15:45).

A terceira aplicação profética aponta para a vinda em glória do Senhor Jesus para estabelecer no mundo o seu milênio.

Farei tremer as nações – “Do Senhor dos Exércitos serás visitada com trovões, e com terremotos, e grande ruído com tufão de vento, e tempestade, e labareda de fogo consumidor” (Isaías 29:6).

E neste lugar darei a minha paz – Quando O Senhor reinar então a paz será estabelecida sobre todo o mundo.

Essa glória será a maior de todas – será a glória eterna.

Mais conteúdo

O grito da alma aflita

…e o meu sonho foi doce para mim

Levanta-te, resplandece

Além do véu

Estudo Bíblico – Além do véu

A mudança de mentalidade

botaodownload
Link de DOWNLOAD para Usuários Premium
Faça login!

Gostou? Então compartilhe

Deixe um comentário

Novidades do site

Assine e confirme no seu email