Senhoras – Eliasibe e a mobília de Tobias

Senhoras – Eliasibe e a mobília de Tobias

ELIASIBE E A MOBÍLIA DE TOBIAS

“E vim a Jerusalém, e compreendi o mal que Eliasibe fizera para beneficiar Tobias, fazendo-lhe uma câmara nos pátios da casa de Deus. O que muito me desagradou; de sorte que lancei todos os móveis da casa de Tobias fora da câmara. E, ordenando-o eu, purificaram as câmaras; e tornei a trazer para ali os utensílios da casa de Deus, com as ofertas de manjares, e o incenso.” Ne 13:7-9

Atividades para o Culto de Senhoras:

1. Lendo o livro de Neemias, capítulo 3, identifique quem era Eliasibe e qual seu papel na reconstrução dos muros de Jerusalém? Resposta: Ne 3:1, 2. O comportamento de Eliasibe era compatível com a sua função de sumo sacerdote?

Sim ou não?

Por quê?

Resposta: Não. Porque ele deixou de lado a SABEDORIA, o TEMOR e o DISCERNIMENTO. Era carnal – Ne 13:7.

Introdução

Deus nos chamou para sermos povo santo, separado. “E ser-me-eis santos, porque eu, o Senhor, sou santo, e vos separei dos povos, para serdes meus.” Lv 20:26. Hoje, vamos ver, através do exemplo de Eliasibe, a importância deixarmos o Espírito Santo agir na nossa vida, para que não deixemos de lado os valores celestiais.

Desenvolvimento

Após reconstruir os muros e portas de Jerusalém, Neemias levou o povo a fazer um concerto com Deus. Depois disso, foi ter com o rei Artaxerxes, e passado um tempo, voltou a Jerusalém. Ao retornar, Neemias viu o grande mal que Eliasibe tinha feito.

Mas quem era Eliasibe?

Era o sumo sacerdote. A sua função era zelar pelas coisas sagradas, para que o povo cumprisse os mandamentos do Senhor e vivesse uma vida em obediência a Deus. Na reconstrução dos muros e portas Eliasibe foi um dos que se dispôs a trabalhar junto com os seus irmãos naquela obra (Ne 3:1).

Com o passar do tempo, seu comportamento mudou. Eliasibe se aparentou com Tobias, o amonita, que era um dos grandes inimigos de Neemias e do povo. Tobias tentou impedir a reconstrução dos muros e portas em todo o tempo.

Além disso tirou da câmara do templo os objetos do culto: as ofertas de manjares, o incenso, os utensílios do templo, os dízimos de grãos, o mosto… E no lugar das coisas sagradas colocou os móveis de Tobias. Cometeu dois pecados terríveis: colocou um estrangeiro dentro do templo e contaminou o lugar de adoração. Isso era abominável aos olhos do Senhor (Ne 13:1; Dt 7:3b-4a).

Eliasibe perdeu a sabedoria, o discernimento e o temor, dando lugar aos seus interesses, à sua razão. Não agiu como um sacerdote. Ele foi infiel. Não vigiou.
Neemias não aceitou aquela situação e lançou fora da Casa de Deus todos os móveis de Tobias. Mandou que purificassem as câmaras do templo e trouxessem de volta os utensílios da casa de Deus, com as ofertas de manjares e o incenso (Ne 13:9).


Hoje o Senhor nos faz refletir se estamos agindo como Eliasibe. Muitas vezes temos título de crentes, de servos de Deus, temos Bíblias, vamos à igreja, mas nos comportamos como Eliasibe, pois colocamos Tobias e sua mobília no nosso coração.

Muitos estão vivendo uma religião e já não têm gratidão pela salvação (ofertas de manjares). Resolvem seus problemas através da razão, pois já não têm uma vida de oração (incenso), não choram aos pés de Jesus. Falam de Deus, mas não dão valor ao trabalho na Obra de Deus (utensílios do templo), pois os afazeres dessa vida são mais importantes. Têm Bíblia, mas estão fracos, pois não se alimentam da Palavra Revelada, que é dada no corpo, no meio da igreja. Falam palavras bonitas, aparentemente estão bem, mas não têm a alegria do Espírito Santo (mosto).

Que tristeza é quando o homem perde a sabedoria de Deus, o discernimento e o temor. Ele mistura o que é santo com o que é profano e já nem se dá conta disso.
Muitas coisas nesta última hora querem nos envolver, se aparentar conosco, tomando o lugar do Senhor em nossos corações. Vamos ter cuidado nas pequenas coisas: amizades, conversas que não edificam, compromissos na hora do culto, passeios que nos fazem deixar seminários de lado, os trabalhos na casa do Senhor e cada vez vão ficando mais rotineiros. São coisas aparentemente sem importância, mas que minam a nossa comunhão e intimidade com Deus e aos poucos, vamos tirando tudo que é sagrado da nossa vida e colocando a mobília de Tobias no lugar.

Não podemos tirar do nosso interior os valores espirituais, como o culto, o louvor revelado, a Palavra Revelada, os dons espirituais, o jejum, a oração, a madrugada e deixar que outras coisas tomem o lugar do espiritual. Na hora da grande luta, o que nos firma são as doutrinas, e não movimentos, não palavras de sabedoria humana.

Foi Neemias quem purificou o templo, lançando fora tudo que era de Tobias, restaurando os elementos do culto ao Senhor. Neemias é a figura do Espírito Santo que nos convence do pecado (Jo 16:8). Somente o Espírito Santo tem poder para nos libertar daquilo que não agrada ao Senhor e restaurar nossa comunhão com Deus. Ore, pedindo que o seu coração esteja cheio do Espírito Santo.

Conclusão

A sabedoria de Deus coloca todas as coisas em ordem na nossa vida espiritual, na nossa casa, no trabalho, e assim, a benção é preservada em nossos corações (Tg 1:5). O temor ao Senhor é o princípio da sabedoria e nos desvia do mal, do pecado (Pv 16:6b). O discernimento nos faz entender e evitar aquilo que não é do Senhor.

Nesta última hora vamos pedir ao Senhor que restaure em nossos corações a SABEDORIA, o TEMOR e o DISCERNIMENTO, para que ninguém tome a nossa coroa. “Eis que venho sem demora; guarda o que tens, para que ninguém tome a tua coroa.” Ap 3:11.


Gostou? Então compartilhe

Deixe um comentário

Novidades do site

Assine e confirme no seu email