Senhoras – Desvios Doutrinários

Senhoras – Desvios Doutrinários

DESVIOS DOUTRINÁRIOS Neemias 13:23-24

Introdução

Várias formas de desvios podem tirar o homem do caminho que é JESUS (único), do projeto eterno, da obra redentora. Nosso compromisso é só com a revelação.

Desenvolvimento

Neemias e Esdras viram que o povo havia desviado do projeto do Senhor, se afastaram da lei do Senhor, casaram com mulheres estranhas e perderam a identidade.

Desvio significa mudança do caminho ou direção, sair do projeto original.

Dinâmica para as senhoras: Lendo o texto de Neemias 13:23 a 25, responda: Quais foram os desvios morais, culturais e religiosos, identificados por Neemias e pelo Sacerdote Esdras, que precisavam ser reparados após a reconstrução dos muros da cidade?

Desvio Religioso: Neemias 13:3 “apartaram de Israel todo o elemento misto.” Quando deixaram a lei que o Senhor tinha dado através de Moisés, se misturaram com os outros povos e seus costumes. A palavra do Senhor, revelada pelo ES, é a boca do Senhor, ela nos dirige e nos leva à eternidade, é luz para o nosso caminho. Mas, não podemos ficar só no histórico, pois a letra mata, ou usá-la somente para essa vida, mas temos que alcançar a revelação para vivermos a eternidade. Nosso foco é saber qual a vontade do ES. Ser como Daniel, assentando no coração não se contaminar, porque o ES fala, mas a decisão é individual.

Desvio moral: Neemias 13:23 “Vi também naqueles dias judeus que tinham casado com mulheres asdoditas, amonitas e moabitas.” Casamento é compromisso. O compromisso de Israel era com as mulheres estranhas, ou seja, com o que não é do ES, misturava o santo com o profano. Isto é inserir dentro da igreja o que é mundano ou religioso. Israel tinha perdido a orientação doutrinária. Na obra do ES nosso compromisso é com o Senhor, com a palavra revelada, não temos negociações com o inimigo.

Desvio cultural: Neemias 13:24 “E seus filhos falavam meio asdodita, e não podiam falar judaico” Não falavam mais a sua língua de origem. A Língua caracteriza uma nação, 1 Pedro diz que somos nação santa, povo escolhido. O Senhor nos tirou das trevas para a luz, não nos falta nada. A nação é separada.

O povo de Israel perdeu a identidade.

Indefinido, morno, misturado, já tinha o linguajar do mundo. O fruto do casamento com mulheres estranhas foram os filhos MEIO crente, obra de aparência, infiel, sem discernimento, não ouve a voz do ES. Temos a linguagem do ES, a maneira de cultuar, de louvar ao Senhor. Nós precisamos valorizar a herança, a identidade do Evangelho precisa ser preservada em nosso meio.

Ação de Neemias: repreendeu e removeu os abusos, tomou atitudes Neemias 13:25

  • “E contendi com eles” – respeitamos a todos, mas não temos acordo, aceitação.
  • “e os amaldiçoei”- Amaldiçoar: É apresentar o juízo. A verdade precisa ser dita no tocante ao projeto de Salvação; Deuteronômio 30:19
  • “e espanquei alguns deles” – Espancar a carne não é autoflagelação. É se abster de tudo
    aquilo que nutre a carne e ir as madrugada, Jejum, Clamor. E expulsar aquilo que é maldito, temos que ser radicais. Cada um olhando pra si, não pro irmão. Col 3:5
  • “lhes arranquei os cabelos” – Tirar os pensamentos que não valem nada para a Obra,
    velha mentalidade. Arrancar os pensamentos desalinhados ao projeto de Deus: A nossa
    mente precisa estar em comunhão com o Senhor, com pensamentos firmes e definidos
    pela Salvação; Filipenses 4:8
  • “Não darei vossos filhos a seus filhos”: Não ter mais compromisso com ensinos mundanos
    nem religiosos. Não colocar dentro do lar aquilo que o mundo vive e ensina. II Samuel 6:11

Conclusão: Como Rute um dia fomos moabitas, mas quando o Espírito Santo tocou em nossos corações, quando fomos chamadas falamos para o Senhor não me instes para que eu te deixe e me afaste de ti, nunca mais queremos ficar sem o Senhor.


Gostou? Então compartilhe

Deixe um comentário

Novidades do site

Assine e confirme no seu email