Vê, nas palmas das minhas mãos te gravei – Isaías 49:14-16

Vê, nas palmas das minhas mãos te gravei – Isaías 49:14-16

“Vê, nas palmas das minhas mãos te gravei”.

Isaías: 49:14-16

Introdução

O povo de Sião passava por um momento difícil, por provas.

E esse povo não era e não é diferente de nós.  Quantos de nós temos passado por momentos difíceis? Quem não passou, ou está passando por provas?

E aquele povo começou a pensar que o Senhor tinha os desamparado, que o Senhor os tinha abandonado, se esquecido deles.

Nossas vidas

Conosco não é diferente, é? Não!   A primeira coisa que achamos quando passamos por situações semelhantes, difíceis, o primeiro pensamento é: O Senhor me desamparou, o Senhor me abandonou, Ele não quer mais me abençoar.  O Senhor se esqueceu de mim.  Às vezes nós estamos em situações delicadas, em situações de provas onde até mesmo achamos que não iremos suportar o sofrimento.

A fidelidade do Senhor

Mas o Deus que nós servimos é fiel para conosco.   Ele não tem deixado nos faltar nada.

Às vezes nos encontramos em situações delicadas.  Às vezes preocupados com as coisas para esta vida, e nós nos esquecemos daquilo que o Senhor nos deu, aquilo de que o homem mais precisava:   o Consolo, a Paz, o Amor, a Salvação, o Caminho, a Verdade, a Vida, Jesus.

O amor de Jesus pela Igreja

Como uma mãe não se esquece do filho, o pai também não esquece, e o Filho nunca se esquecerá da sua Igreja amada, pois todo o seu sofrimento pela Igreja marcou as suas mãos, as suas costas, os seus pés, e o seu lado.

Você acha ainda que o Senhor pode te esquecer? Acha que Ele te esquecerá?

Conclusão

Eu todavia, não me esquecerei de ti.

Senhor, nós é que temos que dizer que nunca nos esqueceremos do Seu amor por nós.

Nós é que nunca esqueceremos de ti.


botaodownload
Link de DOWNLOAD para Usuários Premium
Faça login!

Mais conteúdo

Jesus paga o tributo – Mateus 17:24-27

As minhas orelhas furaste – Salmos 40:6

Fugi, e salvai a vossa vida – Jeremias 48:6

Salvação, um resgate para a vida – Isaías 49:9-10

Jesus, o bom amigo – João 15:15

Eu o livrarei; pô-lo-ei a salvo – Salmos 91:14-16

O vaso na mão do Oleiro – Jeremias 18:1–6

Por isso estamos alegres – Salmo 126:3

A hora de despertar – Isaías 29:8

O princípio e o fim das coisas – Eclesiastes 7:8

A sabedoria das pequenas coisas – Provérbios 30:24-28

A peleja contra Ameleque – Êxodo 17: 8-13

A ternura do teu coração e as tuas misericórdias – Isaías 63:15

A obediência dos filhos para com os pais – Grupo de Senhoras

A libertação do Senhor – Isaías 49:25

EIS que eu a atrairei ao deserto… – Oséias 2:14-23


Gostou? Então compartilhe

Deixe uma resposta