Isaías 38:17 – ABRAÇASTE A MINHA ALMA

ABRAÇASTE A MINHA ALMA

“ Eis que, para minha paz, eu estive em grande amargura; tu, porém, tão amorosamente abraçaste a minha alma, que não caiu na cova da corrupção, porque lançaste para trás das tuas costas todos os meus pecados. ” (Isaías 38:17)

O Texto é uma expressão de louvor de Ezequias, um louvor gerado após uma grande angústia; a angústia de morte que ele descreve como amargura. O profeta havia lhe dito uma palavra vinda de Deus: “Morrerás e não viverás”, falava de duas mortes e não o morrer e viver para Cristo, assim o Espírito Santo hoje dá ao homem a consciência do fruto de seu pecado, o dano da segunda morte.

Não há nada que preocupe mais o homem do que a morte, pois o homem não consegue aceita-la, ela fere e machuca o homem, tanto que Paulo diz: “Onde está, ó morte, o teu aguilhão?…” (I Coríntios 15:55), quantos conhecemos que sentem a perda de pessoas queridas e embora o tempo tenha passado, elas não se recuperaram. A morte angustia, e até amargura e com amargura de alma, pois a alma se entristece por estar longe do autor da vida.

Naquele momento de amargura Ezequias não encontrou conforto em nada que havia em seu reino, mas ele se colocou diante de Deus e assim encontrou consolo e respostas e assim foi conosco, pois no momento de amargura, de dor em nossa vida, nós nos lembramos do Senhor e Ele não nos rejeitou, recebemos de um conforto que tocou a nossa alma.

… Tu, porém, tão amorosamente abraçaste a minha alma… Quando abraçamos alguém, nós trazemos a pessoa para junto de nosso corpo e assim é o amor de Jesus, um dia sentimos junto ao corpo que é a igreja, um amor diferente de tudo o que conhecíamos, junto ao corpo sentimos o calor do Espírito Santo. A ação do abraço depende dos braços para acolher e hoje o Espírito Santo tem buscado o homem para que ele sinta o conforto junto ao corpo. Através do Corpo descobrimos uma vida eterna, pois Ezequias sabia da morte após quinze anos, porém expressa um cântico relacionado à alma. “Porque para mim o viver é Cristo, e o morrer é ganho.” (Filipenses 1:21). Louvamos a Deus por saber que embora essa vida passe, temos com Ele uma vida eterna.

… Porque lançaste para trás das tuas costas todos os meus pecados… Ezequias profeticamente falava do Senhor Jesus e através dele que levou sobre ele o nosso fardo e pecado, hoje recebemos o direito de vida.“ Verdadeiramente, ele tomou sobre si as nossas enfermidades e as nossas dores levou sobre si… o castigo que nos traz a paz estava sobre ele, e, pelas suas pisaduras, fomos sarados” (Isaias 53:4-5), podemos hoje experimentar esse amor e temos não mais a amargura de morte, mas a alegria da Salvação, assim como Ezequias louvor, não resta para nós nada além de render a Ele toda honra, glória, gratidão e louvor ao Senhor por todo o bem que nos tem feito. “Os vivos, os vivos, esses te louvarão, como eu hoje faço” (Isaias 38:19).

Maranata! O Senhor Jesus vem!

Gostou? Então compartilhe

Deixe um comentário

Novidades do site

Assine e confirme no seu email