O caminho – João 14:6

O caminho – João 14:6

O CAMINHO

João 14: 6

INTRODUÇÃO

Quando abrimos a Palavra  e lemos o texto que fala sobre o Caminho, descobrimos que todos, com exceção da idolatria, encontraram o Caminho. Se chegarmos numa igreja tradicional, vamos ver que eles encontraram o Caminho. Eles tiveram uma experiência de salvação e se converteram. Mas os que estão na idolatria e na feitiçaria não descobriram o Caminho, pois estas coisas se constituem em barreira para tal conhecimento. Até se fala em cristianismo, mas não se descobre o Caminho.

O ATO E O PROCESSO

Quando a pessoa descobre o Caminho, aquilo foi um ATO do Espírito Santo na vida dela. O Espírito apontou o Caminho e a pessoa descobriu a primeira parte do processo de salvação.

Depois do ato vem o PROCESSO de caminhar, de andar no Caminho. É a partir daí que surgem os problemas para muitos.

Se analisarmos a situação da tradição hoje em dia, vamos ver que ela descobriu o Caminho, através do ATO. Quem foi que operou este ato ?  Foi o Espírito Santo, sem dúvida. Nós não podemos contestar o fato de que a tradição teve uma experiência de salvação.

Nós temos tomado conhecimento quase todos os dias, através das revistas e jornais, que artistas de cinema e televisão, jogadores de futebol e tantas outras pessoas, tiveram uma experiência com o Senhor e desejaram uma bênção para suas vidas. Só que estas pessoas terminaram indo para determinados lugares que só dão ênfase ao ATO, e quando se fala no processo, surgem as dificuldades.

Observemos um detalhe:

Se o Espírito Santo mostra o Caminho a uma pessoa, e ela pega a Bíblia e vai racionalmente dizer como deve andar, esta pessoa anulou o ato.

Na primeira fase (o ato) o Espírito Santo opera a revelação de Jesus. Nós não podemos discutir o ato com ninguém, pois o Espírito Santo tem feito isso independente da igreja onde a pessoa está. Muitos têm tido experiências em muitas igrejas e até mudado de vida através do novo nascimento. Só que a partir daí surgem duas maneiras de se prosseguir.

O PROCESSO DE CAMINHAR NA RAZÃO E NA REVELAÇÃO

Na primeira maneira, a pessoa pega a Bíblia e lê que se deve guardar o Sábado. Neste caso a pessoa deixou a revelação concedida pelo Espírito Santo no ato, e entrou pela RAZÃO. Quando a pessoa entra pela razão, anula o ATO, e deixa de lado o processo de caminhar conforme a vontade do Senhor.

O processo de andar no Caminho, deveria seguir o mesmo princípio do ato, isto é, a REVELAÇÃO. Mas a religião escolhe o Caminho da razão, como por exemplo: Não pode comer carne de porco, não pode cortar o cabelo, deve-se lavar os pés, precisamos nos unir todos, a igreja de Deus tem que ser uma só, etc. A religião pega um detalhe da Bíblia e começa, através da razão, a inventar coisas segundo a letra. Ela pega aquilo que o Senhor fez e através de sua mente racional, transforma o cristianismo e o Evangelho em religião.

A SITUAÇÃO DA TRADIÇÃO

Esta é a diferença entre a OBRA e a TRADIÇÃO. O primeiro passo – Este é o Caminho (ato) – todos têm.  O segundo passo – Andai nele (processo) – é que é o problema de muitos, pois é aí que se deixa de andar no Caminho do Senhor pela revelação, para se andar no próprio caminho, pela razão.

No caminho da razão o homem precisa de uma religião para si. Então ele cria uma que corta cabelo, outra que usa véu, uma que se veste desta forma e outra daquela, uma que batiza com pouca água, outra que batiza com muita água, e assim vai… Tudo fruto da razão e da letra, e quando ele entra por esse caminho, entra para a MORTE. Aquilo que o Espírito Santo lhe deu, ele começa a perder. Daí a pouco ele está descaracterizado como cristão e passa a ser um religioso cristão.

Em resumo, todos têm a bênção do Senhor. É como o azul do céu que envolve a todos. A pessoa se apropria ou não. Esta primeira bênção que o Espírito Santo opera no coração do homem ocorre até mesmo através de um programa de rádio. O locutor manda o ouvinte colocar um copo d’água em cima do rádio, e através da fé ele se salva.

Às vezes o interesse de quem está do outro lado não é nem esse, ele na verdade esperava apenas uns trocados, mas o Senhor salva a pessoa porque ela crê e porque Ele quer salvar. A obra de salvação não será realizada somente pela Igreja Maranata, pois não estamos presentes em todo o Brasil nem em todos os países do mundo, de modo que o primeiro ato pode acontecer em qualquer lugar, desde que o homem seja um escolhido.

Todas as vezes que o Senhor opera uma bênção, há um juízo logo ao lado. Quando alguém entende algo que o Senhor fez, o juízo se coloca do seu lado. A pessoa pode até tomar outro rumo, mas o juízo a seguirá. Por isso deve-se atentar em como seguir o processo de andar no Caminho.

Não há necessidade de se falar sobre idolatria como um caminho sem salvação, pois todos sabem disso. Mas a tradição que não tem ídolos e conheceu o ATO, tem entrado pelo caminho da razão, da teologia e da liturgia. Com isso a tradição perde a bênção que recebeu e se torna semelhante ao mundo. Ela conheceu o Caminho, só não soube como andar nele, porque entrou pelo caminho da razão e não da revelação. Ela conheceu a Verdade através do ato, mas não se firmou nela no processo da caminhada.

É como uma pessoa que nasce sadia e depois adquire um vírus  que a torna enferma e a conduz à morte. A razão é como um vírus, como um agente nocivo, que leva o homem à religião e à morte.

Já que a tradição não tem jeito, por ter tomado o princípio básico da Salvação e o transformado em razão, bem como a fé e outros valores espirituais que foram racionalizados por ela através da letra que mata, vejamos a situação dos movimentos.

A SITUAÇÃO DOS MOVIMENTOS

Os movimentos tiveram a experiência do ATO como todos os demais, através da operação do Espírito Santo. Eles têm a Bíblia, os dons, mas como está o processo, qual o seu problema ?

O problema do processo nos movimentos é que eles misturam a RAZÃO com a REVELAÇÃO e depois não sabem para que lado caminhar. De repente eles entram para o misticismo sem perceber, provocando uma verdadeira confusão.

Nos Movimentos entre a revelação e a razão o que termina prevalecendo é a razão. Numa situação de pensamento dividido o que prevalece é a razão. A tendência dos Movimentos é seguir o mesmo caminho da Tradição e reeditar tudo que ela tem, isto é, a razão. Desta forma eles vão desmerecer toda a bênção que tiveram.

Nos Movimentos as pessoas batem palmas e dançam, demonstrando alegria. Alguns têm revelações, mas o que é que falta ? Falta CORPO, pois sem corpo razão e revelação se misturam, e no fim ninguém sabe quem tem revelação e quem tem razão, e todos ficam satisfeitos com aquilo, e não detectam o problema. Quando alguém adoece e diagnostica a doença, já deu um grande passo para vencer o problema.

CORPO é a essência de uma Obra completa, porque o corpo só tem vida com revelação, e não funciona com razão.

CAMINHO, VERDADE E VIDA

Jesus disse: “Eu sou o Caminho, a Verdade e a Vida”. Nós temos que entender que estas três coisas estão interligadas, e que o Caminho que conduz à Vida é um Caminho de Verdade. Quando a pessoa entra para a RAZÃO, onde é que está a Verdade ? A verdade na razão é relativa, e cada um tem a sua verdade segundo seu ponto de vista ou seu interesse, de modo que na razão se têm muitas verdades, todas sujeitas a contestações.

No entanto na REVELAÇÃO a Verdade é uma só, e não admite contestação. Por isso o PROCESSO segue a mesma linha do ATO, que é a REVELAÇÃO.

Um caminho sem verdade é coisa prá “gente”, para o homem que não tem compromisso com a eternidade. O Caminho tem que ter Verdade, pois a “VERDADE É UMA MANIFESTAÇÃO DA ALIANÇA DE DEUS QUE FUNDAMENTA PARA SEMPRE AS RELAÇÕES DE JESUS COM A SUA IGREJA”.

Jesus selou esta Verdade com o seu Sangue, e ela é inviolável pois o Sangue cobre tudo, e se alguém não tem o Sangue, a verdade não existe. Se o Caminho não tem a Verdade selada pelo Sangue, ele não tem valor nenhum. A Verdade se descobre quando o selo é retirado na revelação de Jesus.

Conclusão

O Caminho que conduz ao Pai através da Verdade é Jesus, de modo que o ato de conhecer o Caminho e o processo de andar nele, só se alcançam pela REVELAÇÃO.


botaodownload
Link de DOWNLOAD para Usuários Premium

Mais conteúdo

Põe-me teu selo no meu coração – Cantares 8:6

Estudo sobre Salvação – I Pedro 1:2

Jó 1:20 – “Então Jó se levantou e rasgou o seu manto…”

Jesus o conselheiro – João 14:26

Lucas 12:16-20 – O Rico Insensato

A quem o nosso Deus é semelhante? – Isaías 40:25

Vai bem a tua alma – 3 João 1:2

O ataque da víbora na mão – Atos 28:3-6

A Pomba achou morada para si! – Gênesis 8-12

Davi conduz a Arca para Jerusalém – 2 Samuel 6:12-23


Gostou? Então compartilhe

Deixe uma resposta