Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views :
img

Junto ao poço – Gênesis 24:16

ASSUNTO: JUNTO AO POÇO

TEMA: REBECA, TIPO DA IGREJA FIEL TEXTO BASE: GÊNESIS 24:16

“E a donzela era mui formosa à vista, virgem, a quem homem não havia conhecido; e desceu à fonte, e encheu o seu cântaro e subiu”.

INTRODUÇÃO

Na antiguidade a possessão de poços era de muita valia, algo tão importante que havia até conflitos armados, desavenças por causa deles. Estas desavenças muitas das vezes só se resolviam por acordos ou alianças como se deu com Abraão e Abimeleque.

Cavar poços era como buscar um bem precioso, mais precioso do que o ouro, pois na Palestina as chuvas se davam mais no período do inverno, por isso que a água tornava-se difícil de ser achada, era uma riqueza possuir os poços, sustento da vida pessoal, familiar e dos animais.

Abraão cavou vários poços e seu filho Isaque, seguiu o seu trabalho e tornou-se um homem próspero. Deus o abençoou.

“Eu Sou o Deus de teu pai, não temas, porque eu sou contigo, abençoar-te-ei…”.

(Gênesis 26:24).

DESENVOLVIMENTO

Cabia às mulheres ir ao poço para tirar água para as tarefas da casa e para os animais.

Na Palavra de Deus vemos exemplo de mulheres que foram encontradas junto ao poço.

No Velho Testamento temos exemplo de Rebeca. Gênesis 24 nos relata sua ida ao poço pela tarde (horário em que se ia ao poço tirar água).

Rebeca  era  uma  jovem  muito formosa, trabalhadora, prestativa.  Cuidava  das ovelhas de seu pai. Era uma serva do Senhor.

Uma serva que foi encontrada por Eliezer (tipo do Espírito Santo), ele fora as terras da parentela de Abraão para procurar uma esposa para o filho do Seu Senhor.

Eliezer ora a Deus e pede um sinal “Seja, pois, que a donzela a quem eu disser: abaixa agora o teu cântaro para que eu beba; e ela disser: Bebe, e também darei de beber aos teus camelos, esta seja a quem designaste ao teu servo Isaque; e que eu conheça nisso que fizeste beneficência a meu senhor. ” Gênesis 24:14.

A jovem que seria a esposa de Isaque deveria estar junto ao poço (lugar de trabalho, lugar de benção). Ele pediu um bom encontro, queria que estivesse no projeto de Deus para o povo. Ele orou dizendo: “Ó Senhor dá-me um bom encontro”: uma oração comprometida com a vontade de Deus.

Rebeca estava atenta à voz de Eliezer, o enviado de Abraão, assim como a igreja fiel está atenta à voz do Espírito Santo. Quando Eliezer se dirigiu a ela pedindo água, imediatamente se prontificou em dar de beber a ele “beba meu senhor” disposta a servir, preparada para aquele encontro, atenta ao que se passava ao seu redor, como a igreja está atenta a vontade do Pai, revelada pelo Espírito Santo.

Rebeca teve este bom encontro porque estava junto ao poço, na dependência do Senhor, na revelação, no projeto do Pai. Aplicação profética: A Igreja vai ter um bom encontro se estiver junto ao poço. A posição de serva fiel é estar junto ao poço atenta a Voz do Espírito Santo e disposta ao trabalho.

Rebeca oferece voluntariamente a dar água aos camelos, pois dar água aos camelos é trabalho árduo. Eram dez camelos, e os camelos bebem muita água, mas ela estava disposta ao trabalho, dar de beber a todos, dessedentar a sede de todos necessitados.

Aplicação  profética: O  trabalho  da  serva  é  este,  buscar  água  no  poço,  na profundidade do projeto do Pai. Jesus é este poço, junto dele encontraremos fontes de águas.

Rebeca recebe de Eliezer recompensas em joias preciosas. Aplicação profética: A recompensa vem do Senhor para o fiel, o trabalho é feito com voluntariedade, com dedicação, com amor e o Senhor se apercebe e as bênçãos espirituais são derramadas, salvação, dons do Espírito Santo e renovo da fé.

O trabalho das Senhoras que também é um trabalho junto ao poço, nos tem enriquecido com riquezas espirituais e as demais coisas nos tem sido acrescentadas. (Lucas 12:31).

Rebeca uma serva definida, sabia da sua decisão, quando lhe perguntaram se ela iria com Eliezer ela respondeu: Irei.

“Iras tú com este varão? Ela responde: Irei”. (Gênesis 24:58).

CONCLUSÃO

O Espírito Santo tem chamado servas dispostas a ouvir o Seu Chamado, a ir ao poço buscar água. Água para dessedentar a sua casa e ao seu próximo, para um trabalho voluntário em amor, trabalho de alimentar, amar aqueles que nos cercam, aqueles que são nossos e todos os necessitados, ao trabalho de visitação, ao trabalho de socorro, as idas as reuniões, as intercessões, o louvor, o uso dos dons espirituais.

Mulheres dispostas, humildes na posição de busca, que descem diariamente a poço, que se encurvam, que estão junto ao poço, Jesus.

Para Israel o poço de Jacó tinha uma grande importância, dessedentar a sede, para a Igreja o poço tem a mesma importância, a mesma função, mas agora satisfazer a sede da alma. Jesus se posiciona como o “poço”, ele é a própria fonte das águas. Jesus, a água que nos dessedenta, que nos revigora que nos recompensa com o seu amor, graça, misericórdia e bens espirituais.

Mulheres prontas a dizer: “Eu irei”.

“E antes que eu acabasse de falar no meu coração, eis que Rebeca saía com seu cântaro sobre o seu ombro, e desceu a fonte, tirou água; e eu lhe disse: Ora, dá- me de beber”. (Gênesis 24: 45).

“E ela se apressou, e abaixou o seu cântaro de sobre si, e disse: Bebe, e também darei de beber aos teus camelos; e bebi, e ela deu também de beber aos camelos”. (Gênesis 24: 46).

Gostou? Então compartilhe

  • Facebook
  • Twitter
  • Google+
  • Pinterest
  • Buffer

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This div height required for enabling the sticky sidebar