Pular para o conteúdo

O Casamento – Gênesis 24:31-32

O Casamento

Gênesis 24:31 – “E disse: Entra, bendito do SENHOR; por que estás fora? pois eu já preparei a casa, e o lugar para os camelos. Então veio aquele homem à casa, e desataram os camelos, e deram palha e pasto aos camelos, e água para lavar os pés dele, e os pés dos homens que estavam com ele”.

Introdução

Vemos Abraão o pai preocupado com o casamento de Isaque como também já estava estabelecido, traçado para o casamento e nada saiu fora do projeto, e hoje ficamos maravilhados com o que Deus está operando nesta obra.

Só vai alcançar o projeto o que entender o que Eliezer fez, foi encontrar alguém da família, não no meio dos Cananeus, mas no meio da parentela, tudo já está estabelecido.

Há uma preocupação. Se ela não quiser? 

Elizeu foi dispensado do compromisso, Abraão sabia que a moça iria acompanhar Elizeu; E o Espírito Santo sabe que está estabelecido na eternidade, que a noiva deseja ir encontrar com o noivo.

Desenvolvimento

O povo que Deus chamou para fazer parte da festa é um povo que está a beira da fonte, que teve uma experiência, esta é a esposa de Isaque e tem uma característica muito importante tirava água da fonte para saciar todo sedento, a igreja está nesta posição (bênção) está aos pés do Senhor recebendo toda revelação. Aquilo que Eliezer fez é o que o Espírito Santo está realizando em nosso meio.

É noite o momento que estamos vivendo, mas há um clamor de um povo que o Pai na sua soberania chamou, e este povo entendeu, tivemos uma experiência com o Senhor e sabemos que Ele nos viu primeiro, nos amou primeiro.

A igreja eleita nesta hora de trevas há um clamor deste povo “Entra, bendito do SENHOR;” somos parte da igreja fiel e nesta hora há um clamor em nossos corações.

Toda riqueza que nós temos o Pai já preparou tudo, e mandou o Espírito Santo trazer toda sorte de bênção e vemos tudo que o Pai preparou, ouvimos quem era o filho, vem! É o clamor em nossos corações, o Espírito Santo precisa entrar em nossa casa (coração).

Precisamos das bênçãos do Espírito Santo, quando a família pediu para Eliezer ficar mais um pouco ele disse “Não me impeçais..” Rebeca também quando foi convidada a ficar mais disse que não.

O Espírito Santo tem pressa

Ele habita no meio da igreja e o clamor dele é o clamor da Igreja, a pressa dele é também da Igreja que diz “Ora vem..”, é que a noiva tomou conhecimento de tudo, e o pulsar do coração da Igreja é “Ora vem..”, um grande amor surgiu em nossos corações.

“Entra,..;” é o mesmo clamor, revela a pressa “deixai-me partir, para que eu volte a meu senhor.”

O Espírito Santo nos falou do Senhor Jesus de uma forma tão maravilhosa, hoje temos uma grande saudade do Senhor Jesus, quando o Espírito Santo fala “Não me detenhais,..” a igreja tem que estar definida a ir.

“Irás tu com este homem? Esta pergunta está sendo feita todos os dias, não dizemos Maranata como confissão de lábios, mas com o coração desejoso de subir para encontrar com o noivo.

Conclusão

O Espírito Santo está preparando um povo e convida para participar da nossa vida, a igreja fiel mostra o desejo e compreendeu o projeto do Pai, quando deixamos o Espírito Santo dirigir a nossa vida, e que nossa vontade não prevaleça no nosso coração, mas deixamos ser conduzidos dizendo uma coisa: Ora vem!!

Dando seu brado de vitória, neste momento não há tempo há perder, o mundo vive um momento difícil, mas o Pai nos preparou, e a cada momento o Pai sabe que o nosso coração anseia estar com Ele.

Estamos saudosos do nosso Senhor, estamos com o coração aberto para o Espírito Santo conduzir a nossas vidas, não há tempo para o eu acho, eu penso…

O momento é de estarmos como Rebeca na beira da fonte, e dando como resposta ao convite “sim, eu irei!!


botaodownload
Link de DOWNLOAD para Usuários Premium

Mais conteúdo

Junto ao poço – Gênesis 24:16

Jeremias 17:7-8 – Bendito o homem que confia no Senhor

O que te falta ainda – I Pedro 1:3

Sua família está preparada?

As 4 coisas que o homem sente que só o Senhor sabe – I Samuel