OS LAVRADORES MAUS (Mateus 21: 33-40)

 

DESENVOLVIMENTO

Deus enviou seus servos, os profetas, para requererem os frutos de Israel, mas eles foram desprezados, perseguidos e até mortos pelo povo. Por muitos anos Deus enviou profetas, mas Israel nunca tinha frutos para o Senhor (Mt 23: 34, 35).

Por fim, na plenitude dos tempos, Deus enviou o seu Filho Unigênito, o Senhor Jesus, para revelar o Projeto do Pai e o seu propósito para com seu povo. Jesus passou mais de três anos procurando frutos, mas Israel não entendeu a mensagem de Jesus e terminou condenando-o à morte de cruz.

Por causa disso Deus transferiu a sua vinha para as mãos de outros povos, os gentios, para que dessem frutos a seu tempo. A vinha agora está arrendada aos gentios, e através do Sangue do seu Filho, Deus tem feito uma Nova Aliança com eles. A igreja gentílica agora é a vinha, onde a Obra do Senhor frutifica, produzindo o vinho que alegra a Deus e aos homens. A igreja agora possui os componentes que fazem parte da vinha:

 

  • O Valado – fala da separação do mundo, da proteção, do zelo e do cuidado que o Senhor tem para com a sua Obra (Isa 27: 3).

 

  • O Lagar – lugar onde o vinho era produzido sendo amassado com os pés. O lagar fala da comunhão com o Espírito Santo, da vida e do caminhar na sua presença, que produz um fruto que não é humano, mas do próprio Espírito.

 

  • A Torre – fala da vigilância, da oração, da sobriedade com que temos que cuidar da Obra do Senhor, pois as raposinhas (pecado) estão sempre tentando roubar as uvas no meio da noite. Além delas, há outros inimigos cobiçando a vinha (I Re 21: 1).

 

CONCLUSÃO

Os lavradores (trabalhadores) de hoje somos nós. O Senhor a todo momento procurando os seus frutos na nossa vida. Precisamos produzir frutos a todo instante, zelando pela Obra que nos foi confiada, conduzindo-a segundo a revelação, com amor e dinamismo.

Se o Senhor não encontrar os frutos do Espírito em nós, será obrigado a arrendar a sua vinha a outros trabalhadores, como fez com Israel.

Por isso, o apóstolo Paulo escreveu: “Portanto, meus irmãos, sede firmes e constantes, sempre abundantes na Obra do Senhor, sabendo que o vosso trabalho não é vão no Senhor” (I Co 15: 58).

Gostou? Então compartilhe

Deixe um comentário

Novidades do site

Assine e confirme no seu email