2 Samuel 17:16 – Não passes a noite no deserto

2 Samuel 17:16 – Não passes a noite no deserto

NÃO PASSES A NOITE NO DESERTO

2 Samuel 17:16 “Agora, pois, mandai apressadamente avisar a Davi, dizendo: Não passes esta noite nos vaus do deserto; mas passa sem falta à outra banda, para que não seja devorado o rei, e todo o povo que com ele está.”

INTRODUÇÃO

O tempo era  de  batalhas, Absalão reinava e procurava a morte  de Davi e de seus valentes. Precisavam desesperadamente de um refúgio. Estavam peregrinando no deserto, longe de Jerusalém.

DESENVOLVIMENTO

Davi é símbolo da Obra de Deus, vivia das orientações de Deus, o suave em Salmos, O guerreiro. Absalão é símbolo da razão humana. Bela estatura, cabelos longos. A razão reina neste mundo, o mundo vive o auge da razão. A razão não vê a face do rei, não alcança a eternidade, não alcança os propósitos do reino de Deus. (2 Samuel 14.28)

2 Samuel 14:28 

Assim ficou Absalão dois anos inteiros em Jerusalém, e não viu a face do rei.

A noite é o momento profético, o devorador está aí, o homem está em trevas, não tem uma direção. O sol não reina. (O sol da justiça). O aviso vem da Eternidade. Não passes a noite no deserto. O deserto esconde seus perigos, não há referências, qual direção tomar? No deserto faltam os recursos, não há abrigo, calor excessivo, frio à noite.

Onde está o Refúgio? O refúgio está em Maanaim (Acampamento de Anjos).

2 Samuel 17:27-29

E sucedeu que, chegando Davi a Maanaim, Sobi, filho de Naás, de Rabá, dos filhos  de  Amom,  e  Maquir,  filho  de  Amiel,  de  Lo-Debar,  e  Barzilai,  o  gileadita,  de  Rogelim, tomaram camas e bacias, e vasilhas de barro, e trigo, e cevada, e farinha, e grão torrado, e favas , e lentilhas, também torradas, e mel, e manteiga, e ovelhas, e queijos de vacas, e os trouxeram a Davi e ao povo que com ele estava, para comerem, porque disseram: Este povo no deserto está faminto, cansado e sedento.

Maanaim  –  Temos  vivido  a  experiência  da  operação  de  anjos, livramentos,  curas,  sinais. Em Maanaim havia segurança, alimentos, descanso.

Camas – O descanso para a alma.

Bacias e vasos – O refrigério, a purificação, o dessedentar da alma.

O trigo – A palavra revelada.

Cevada – A estrutura do Corpo.

Essencial para garantir a saúde dos ossos. A estrutura da igreja é sólida, as doutrinas da igreja fiel são inabaláveis bem estabelecidas.

Manutenção do sistema nervoso. O homem perdeu a sensibilidade à comunicação com o cabeça que é Cristo. A ação do cabeça precisa ser eficaz em todos os membros do Corpo.

Estimula o crescimento, imunidade. 2 Pedro3:18“Antes, crescei na graça e no conhecimento de nosso Senhor e Salvador Jesus…”

A Fava – A leguminosa é a planta mais velha cultivada no mundo. Estimula o crescimento; A Igreja precisa de crescimento, crescimento na graça, crescimento na fé, nas experiências. A palavra de Deus é o alimento para a alma mais antigo do mundo não tem idade veio da eternidade.

Lentilhas – Previne e trata a anemia. Anemia é o nome dado à redução do número de glóbulos vermelhos no sangue. Os glóbulos vermelhos, também chamados de hemácias ou eritrócitos, são as células responsáveis pelo transporte de oxigênio pela circulação sanguínea. O sangue de Jesus precisa circular na igreja, precisa haver a ação efetiva do Espírito Santo.

Melhoram a saúde dos ossos.

Mel:

O favo foi pisado e o mel foi revelado, o senhor Jesus foi pisado moído, Davi precisava da doçura do mel, todos os dias nós precisamos da doçura da ressurreição de Jesus em nossa vida. O mel é o néctar das flores (dons) todos os dias o Senhor nos fala pelos dons anunciando que está vivo, e que ele vem, que nos ama que o tempo de voltar a Jerusalém está próxim o. Um dos aspectos do mel é calmante, a nossa alma se acalma ao ouvir a voz do Senhor.

Coalhada e Queijo:

A fase da coalhada é a etapa do crescimento onde Deus irá permitir muitas circunstancias difíceis para que então venhamos experimentar o crescimento. Já a fase do queijo representa o passo para  a  maturidade  na vida  espiritual.  

O  queijo  é  feito  esquentando -se  primeiro  o  leite,  à temperatura de trinta e oito graus, sem deixa-lo ferver. Coloca-se no leite um pouco de coalho, fazendo-o descansar. Depois de algumas horas, o leite torna-se coalha. Em seguida, deverá ser coado para separar o soro, colocando-se a massa em uma forma própria para o queijo e deixando – o escorrer por vinte horas. Depois de bem drenado, o queijo é salgado e curado.

Quanto maior a cura, mais os queijos ficam curtidos e fortes, ganhando em consistência, aroma e sabor. Para alcançarmos a maturidade, é necessários sermos curados em vários aspectos da nossa alma.

Muitos irmãos não crescem porque estão carregados de mazelas em sua alma. Esse processo estava sendo realizado na vida de Davi e seus servos. Porventura, não me derramaste como leite e não me coalhaste como queijo? Jó 10:10.

CONCLUSÃO

O Senhor providenciou todos os recursos, todo o sustento, toda a palavra, dons, para o nosso sustento até aquele dia. O grande dia em voltarmos para Jerusalém Celestial, para a Eternidade. Enquanto   isso:   Somos   provados,   mas   somos   guardados.   Estamos   no   mundo,   mas   não pertencemos a ele. Nesta noite, neste deserto há um refúgio chamado Igreja Corpo de Cristo. Até o dia em que ele vier nos buscar.


Gostou? Então compartilhe

Deixe um comentário

Novidades do site

Assine e confirme no seu email