Pular para o conteúdo

O REINO DE SALOMÃO – I Reis 10:1-13

O REINO DE SALOMÃO

Texto: I Reis 10: 1 – 13

1-  A rainha de Sabá foi um dia à Jerusalém para conhecer a Salomão e prová-lo com perguntas e enigmas que guardava no coração. Ela havia ouvido falar da fama e das riquezas do rei Salomão e não acreditava totalmente no que lhe disseram. Ela não conhecia nada igual, por isso duvidou e no seu coração desejou constatar pessoalmente aquelas palavras. Na sua incredulidade ela partiu para Jerusalém, levando consigo os seus valores pessoais como quem quer impressionar e competir com quem vai se encontrar.

Obra do Espírito

A pessoa que ouve falar da Obra do Espírito, geralmente duvida  de que haja algo semelhante.  Duvidando também de que a sabedoria e o reino do Senhor sejam um fato concreto. Mas quando ele vem à casa do Senhor para conhecê-Lo, sempre traz consigo toda a sua bagagem de dúvidas, medos, traumas, insegurança. Além dos seus valores materiais, culturais, religiosos, etc.

2-  Salomão, que tipifica o Espírito Santo, disse-lhe tudo que havia no seu coração, nada deixou em oculto que não revelasse. A sabedoria de Salomão não era algo natural, mas ele a recebeu do Senhor, por isso a Palavra diz que não houve outro semelhante a ele em sabedoria.

O homem é um ser cheio de dúvidas e questionamentos e por mais que estude não consegue resposta para tudo que precisa saber, além disso existem coisas do profundo de sua alma que não podem ser respondidas através dos livros ou pesquisas. Somente o Senhor pelo seu Espírito pode dar ao homem as respostas satisfatórias para todas as suas dúvidas, e quando o homem vai ao Senhor, Ele revela o  profundo e o escondido de sua alma, pois somente o Espírito sonda os corações e sabe o que se passa no seu íntimo. Através do Culto Profético o Senhor revela o que está no coração do visitante, mostrando suas necessidades à igreja pelos dons espirituais, a fim de que a pessoa entenda que o Senhor está presente para abençoar.

Outros detalhes que chamaram a atenção da rainha de Sabá:

a)   A sabedoria de Salomão – A forma como a obra é realizada, sem escândalo, com equilíbrio, a maneira como os dons são administrados, etc.

b)  A casa que edificara – A arquitetura do templo, a limpeza, a simplicidade, os jardins bem cuidados, etc.

c)   A comida de sua mesa – A Palavra Revelada pelo Senhor, a qual sacia a fome do necessitado sem cansá-lo. A graça do Senhor manifestada na Palavra sem aquelas coisas que são típicas da religião (discursos longos e enfadonhos).

d)  O assentar de seus servos – A reverência dos servos na Casa do Senhor, o respeito pela Sua presença (sem conversas dentro do templo, sem risos, etc.), a maneira como os servos se trajam, etc.

e)  O estar de seus criados e os vestidos deles – Os criados são os obreiros que trabalham na assistência aos visitantes, servindo-os com educação e cordialidade. A maneira como servem e se comportam são os seus vestidos, isto é, aquilo que se vê exteriormente, seu testemunho.

f)   Os copeiros – São os diáconos, os que servem às mesas. A participação deles é percebida por todos que vêm à Casa do Senhor, na direção do louvor, na pregação da Palavra, na assistência, etc.

g)  Como subiam à Casa do Senhor –  A satisfação e a alegria de ir à igreja para adorar ao Senhor na sua casa (Sl 122: 1). A maneira como o culto se processa.

Não houve mais espírito nela….

Esta é a reação do visitante quando vê todas estas coisas na igreja. Ele é desarmado totalmente de seus preconceitos, pois o Espírito Santo o convence da Obra e o esvazia de toda a sua incredulidade e religiosidade, para depois enchê-lo de sua benção.

5-  A rainha de Sabá reconhece a  sabedoria e a glória de Salomão e elogia os seus servos.

O propósito de Deus com o Culto Profético é levar o visitante a uma experiência íntima com Ele, a fim de que ele O reconheça e abra seu coração para sua Obra e seu Projeto. Neste processo a participação da igreja tem fundamental importância, pois é ela o instrumento que o Senhor quer usar para a realização do seu propósito. Quando a igreja entende isso e aplica na sua vida, ela obtém o testemunho dos que a visitam e desta forma cai na graça de todos.

6-  Após sua experiência com Salomão, a rainha lhe dá seus tesouros e valores, os quais foram colocados na Casa do Senhor.

Quando o homem reconhece o Senhorio do Espírito sobre sua vida, ele entrega toda a sua vida nas Suas mãos, bem como os seus valores e recursos materiais, tudo é colocado à disposição do Senhor para que realize sua Obra.

7-  No final Salomão deu à rainha de Sabá tudo quanto desejou seu coração, além do que recebeu dela, conforme a sua largueza.

Deus sempre dá ao homem, segundo a sua misericórdia, muito mais além do que lhe pede, segundo a sua graça infinita  (Mt 19: 28 e 29).


botaodownload
Link e DOWNLOAD para Usuários Premium

Mais conteúdo

Mudança de valores na vida do homem – 1 Reis 10:13

Cantares de Salomão – O livro

A Rainha do Norte – I Reis 10:1-13

Gênesis 24:58 – ATÉ ONDE VOCÊ VAI COM JESUS?

O cego de Jericó com ênfase para a igreja – Marcos 10:49