João 3.16 – O seu nome é Jesus

  TEMA: “O SEU NOME É JESUS”

“Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna. ” – João 3.16

INTRODUÇÃO

Deus Pai estabeleceu um projeto de resgate para o homem, fundamentado na pessoa do Senhor Jesus, o seu filho unigênito.

Antes de vir ao mundo, Jesus estava na eternidade com o Pai, inclusive o evangelho de João, em seu primeiro capítulo, apresenta o Senhor Jesus como o Verbo, aquele que estava com Deus e era Deus.

Destaca que todas as coisas foram feitas por Jesus, e sem Jesus nada do que foi feito se fez, pois, o Senhor Jesus é a própria vida.

O Senhor Jesus deixou toda a sua glória e veio a este mundo, fez-se homem. O anjo Gabriel anunciou à Maria o nome do seu Salvador dizendo: “a quem chamarás pelo nome de Jesus. ” (Mateus 1.21)

Jesus é a forma grega do termo hebraico “Josué”, que significa: o Senhor é salvação.

DESENVOLVIMENTO

O nome Jesus era bem comum, e por isso, para ser diferenciado, Ele era chamado de “Jesus de Nazaré. ” A grande diferença, porém, é que neste nome há todo poder no céu e na terra, poder para salvar e operar maravilhas.

O nome de Jesus passou a ser conhecido pelos sinais e prodígios que ele operou.

Mesmo durante a sua gravidez, Maria foi visitar sua prima Isabel, ocasião em que Isabel ficou cheia do Espírito Santo e exclamou: “E de onde me provém isto a mim, que venha visitar-me a mãe do meu Senhor? ”. Maria, reconhecendo que gerava em si o Salvador, disse: “A minha alma engrandece ao Senhor. E o meu espírito se alegra em Deus, meu Salvador. ” – (Lucas 1. 39,43,46,47)

Já o nascimento do Senhor Jesus foi anunciado por um anjo aos pastores que estavam no campo a guardar seu rebanho durante as vigílias da noite. “… E eis que o anjo do Senhor veio sobre eles, e a glória do Senhor os cercou de resplendor, e tiveram grande temor. E o anjo lhes disse: não temais, porque eis aqui vos trago novas de grande alegria, que será para todo o povo, pois, na cidade de Davi, vos nasceu hoje o Salvador, que é o Cristo, o Senhor. E no mesmo instante, apareceu com o anjo uma multidão dos exércitos celestiais, louvando a Deus […]“ (Lucas 2.8-11 e 13). Era o Filho de Deus vindo ao mundo para salvar o homem. Aleluia!

Porém durante o ministério do Senhor Jesus, aconteceram as maiores manifestações do poder e do amor de Deus, com grandes sinais, prodígios e maravilhas, dia após dia, sem ter Ele um lugar para repousar ou descansar. Cumpriu todas as ordenanças da lei e todo o projeto de salvação do homem determinado pelo Pai.

Incansável em anunciar o Seu evangelho e em salvar vidas, revelou-se de maneira poderosa e maravilhosa à mulher samaritana, junto ao poço de Jacó. Após o testemunho da mulher samaritana, os samaritanos também ouviram Jesus falar, e creram que Ele era o Messias e disseram: “… este é verdadeiramente o Cristo, o Salvador do mundo. ” – João 4.42

O Senhor Jesus, com Suas palavras e ações, Seus ensinos, e através de Sua morte e ressurreição, levou Seus discípulos a terem uma vida guiada pelo Espírito Santo, e a reconhecerem que Jesus é o Salvador.

CONCLUSÃO

Hoje a serva do Senhor confia somente no nome de Jesus.

Os séculos se passaram, mas Jesus, o nosso Salvador, é o mesmo. Ele nos fala com sua doce voz, e quer nos dar salvação e descanso para nossas almas.

“Vinde a mim, todos os que estais cansados e oprimidos, e eu vos aliviarei. ” (Mateus 11.28)

“Se alguém tem sede, que venha a mim e beba. ” (João 7.37)

Suas palavras ecoam através dos séculos, pois são eternas. Hoje falam a nós também: são salvação para todos os que nelas creem e a elas obedecem.

Reconhecemos este Salvador, Jesus Cristo o Senhor, que está à direita do Pai intercedendo por nós, o Senhor Jesus Glorificado em toda sua glória e esplendor.

Este Jesus um dia revelou o amor de Deus a nós quando entregou a Sua vida em sacrifício eterno, vencendo a morte, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.

Jesus vai voltar e nos arrebatar para desfrutarmos deste amor eternamente. “Então, cumprir-se-á a palavra que está escrita: Tragada foi a morte na vitória. ” – (I Coríntios 15.54).

 

{product 22|name|description|picture|link|pricedis3|pricetax1}

 

Gostou? Então compartilhe

Deixe um comentário

Novidades do site

Assine e confirme no seu email