Espírito de Conselho – Culto de Senhoras

CULTO DE SENHORAS – Espírito de Conselho

“Lembra-te, pois, do que tens recebido e ouvido, e guarda-o, e arrepende-te. E, se não vigiares, virei sobre ti como um ladrão, e não saberás a que hora sobre ti virei.” Ap 3:3

Atividade para o culto de senhoras: Identificar a operação do Espírito Santo na carta de Sardo, com ênfase ao Espírito de Conselho. Resposta: Iremos abordar a resposta no decorrer da mensagem.

Introdução

Vamos continuar a estudar e descobrir coisas grandes e ocultas que o Senhor quer nos revelar através das sete cartas do livro de Apocalipse.

Na igreja de Sardo, o Senhor se intitula como “Aquele que tem os Sete Espíritos de Deus”, pois conhecia a fragilidade daquela igreja. Ali tinha apenas alguns poucos (restantes) que permaneceram fiéis. Por isso, o Senhor age com poder através das sete operações do Espírito Santo para fortalecê-los e preservá-los até o fim.

Desenvolvimento

Em especial, para o culto desta noite o Senhor destaca para as nossas vidas a operação do Espírito de Conselho na carta à igreja de Sardo.

O que é conselho? É uma palavra que trás um ensino, uma orientação, um alerta.

O conselho do Senhor para os irmãos da igreja de Sardo e para nós é: “Lembra-te pois do que tens recebido e ouvido, e guarda-o, e arrepende-te. E, se não vigiares, virei sobre ti como um ladrão, e não saberás a que hora sobre ti virei.” Ap 3:3

“Lembra-te pois do que tens recebido e ouvido”: O “lembrar” é praticar o que temos aprendido. Não podemos desprezar o que temos aprendido a cada culto, a cada EBD. O Senhor tem nos ensinado e nos fortalecido com as Suas doutrinas.

O “lembrar” é viver a cada dia a doutrina do clamor pelo Sangue de Jesus, pois é o sangue de Jesus que protege a nossa mente das investidas do adversário. O “lembrar” é estar integrado à igreja, vivendo a doutrina de corpo na sua plenitude.

Precisamos estar integrados no corpo, na comunhão com os irmãos. Só assim vamos estar firmes, preparados para a volta de Jesus.

O “lembrar” é viver a salvação em Jesus diariamente. Não podemos esquecer este sacrifício, este ato glorioso de amor. Quanto mais lembramos desse ato, mais amamos a Jesus, mais valorizamos nossa salvação: um alto preço foi pago por nós.

O “lembrar” é viver pela fé, crendo que as profecias acerca da volta de Jesus em breve vão se cumprir. Vivemos esperando algo que não vemos, mas cremos que em breve vai acontecer: Jesus voltará! Maranata vai se cumprir. Aleluia!

Precisamos “lembrar” da Palavra de Deus, praticando-a no nosso dia-a-dia. Só assim não seremos enganados pelos falsos ensinos que de tantas formas querem nos desviar do caminho da verdade. Hoje vemos muitas pessoas sendo enganadas por não conhecerem a Palavra de Deus, e por isso, logo se desviam e perdem a benção da salvação.

“Guarda-o, e arrepende-te”: Vamos guardar o Conselho do Senhor, a Sua Palavra e nos arrepender de tudo que não agrada a Deus. Sabemos o que devemos fazer, pois o Espírito Santo nos ensina tudo que devemos falar e fazer.

É o Espírito de Deus que nos move a ler mais a Palavra, a orar mais, a jejuar ao invés de ficar colocando defeito nos irmãos, nas pessoas ao nosso redor.

Vamos lembrar que Deus ama e quer salvar a todos. Vamos nos afastar da aparência do mal e buscar ter comunhão com Deus, com irmãos e com aqueles que estão ao nosso redor, principalmente nossos familiares.

“E, se não vigiares, virei sobre ti como um ladrão, e não saberás a que hora sobre ti virei.”: Jesus fala isso para os desapercebidos, desatentos. Ele os alerta: “Se não vigiarem, vocês não saberão a hora que eu voltarei. A qualquer hora eu posso vir.”

A expressão “como um ladrão” está relacionada ao tempo. O ladrão não avisa a que horas vem. Jesus nos alertou sobre o aspecto da vigilância 24 horas por dia.

Então, não vamos restringir nossa comunhão com Deus ao momento do culto: “Agora é hora do culto eu vou estar em comunhão”. Não!

Vamos estar em comunhão o dia inteiro. É o dia inteiro atentos contra o pecado, contra as armadilhas, contra a contenda, clamando pelo sangue de Jesus, vigiando e orando, pois a qualquer hora Jesus pode voltar.

Ao mostrar o exemplo do ladrão, Jesus queria ensinar a Sua igreja: “Estejam 24 horas vigilantes, alertas. Ao longo de todo o dia, no trabalho, no caminho, no lar, a toda hora. Não somente no culto, não somente um dia na semana.”

Conclusão

Hoje existem muitas vozes ao nosso redor, nos aconselhando, querendo nos confundir e nos fazer esquecer do momento profético que vivemos. Vamos nos atentar tão somente ao Conselho do Senhor a todo instante.

Os fiéis não serão surpreendidos. O vigiar é contínuo. É hoje, amanhã até o dia que Jesus voltar. Maranata! O Senhor Jesus vem!

Gostou? Então compatilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *