DISCIPLINA DO SERVO – (Principiantes)

DISCIPLINA DO SERVO

(Principiantes)

INTRODUÇÃO

                O crescimento da igreja, o acréscimo que a cada dia se verificava no número de salvos, as vidas novas que se iam integrando ao corpo de Cristo, alcançadas pelo Evangelho de poder, deixado pelo Nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo, constituíam preocupações sérias dos servos da primitiva igreja, uma vez que, a vontade do Senhor era, e ainda é hoje, que o homem seja alcançado pela sua verdade, e como consequência, que o seu povo cresça, pois que o Seu querer é que todos se salvem. “Que quer que todos os homens se salvem, e venham ao conhecimento da verdade”. (I Timóteo 2:4)

                Evidentemente que o crescimento demográfico do povo de Deus não justificou e nem tão pouco hoje justifica o distanciamento dos princípios básicos do Evangelho que o alcançou. Exige-se pois, que o crescimento da igreja, esteja paralelamente ao crescimento particular de cada servo na presença do Senhor. Uma vez que o aspecto dinâmico da obra que o Senhor realiza, sempre se denotou e hoje para nós muito se evidencia, banindo de todos os meios e modos qualquer idéia de estatização. Disto conclui-se que o crescimento da Obra requer desenvolvimento harmônico e consistente do servo do Senhor, sem perder de vista os princípios fundamentais, que Deus tem revelado. (mais…)

Disciplina do servo I Reis 10: 1 – 9 e Hebreus 12: 8

 

Disciplina do servo 
I Reis 10: 1 – 9 e Hebreus 12: 8

INTRODUÇÃO

A preocupação dos apóstolos na igreja primitiva, em virtude do crescimento da igreja, era evitar um distanciamento dos princípios básicos do Evangelho. O crescimento da igreja deve ser acompanhado pelo crescimento espiritual de cada servo, pois a Obra é dinâmica e não admite qualquer idéia de estatização. (Atos 2: 40, 47).

(mais…)