Síndrome da Queda Espiritual   (II Pedro 1:10)

Síndrome da Queda Espiritual (II Pedro 1:10)

      

Síndrome da Queda Espiritual

“Portanto, irmãos, procurai fazer cada vez mais firme a vossa vocação e eleição; porque, fazendo isto, nunca jamais tropeçareis.“ II Pedro 1:10

1 –        Definições

a)  Síndrome

É o conjunto de sinais e sintomas de uma determinada patologia (doença).

b)  Sinais

É aquilo que vemos ou observamos.

 

 

Ex. Olho para uma pessoa e vejo que ela está com a pele amarela, os olhos descorados, seu rosto está conturbado, com as mãos na barriga e dor.

c)  Sintomas

São as queixas do paciente.

Ex. Quando eu não como eu fico fraco.


2 –        Introdução

Síndrome da queda espiritual não foi escrita em nenhum livro de medicina, mas nesta Obra se descreve tudo. Esta é uma doença grave, que se no princípio for atendida o paciente será salvo, mas se não pode evoluir para a morte e morte espiritual, e começa sem a gente perceber.


3 –        Os Sinais

a)  Comodismo, Apatia

Não participa do culto profético, evangelização, falta aos cultos, na limpeza, nas reuniões.

b)  Desobediência

Nas coisas mínimas, não atende as orientações, “A Revelação,“ Culto ao meio dia, Madrugada etc.

Não existe a sua participação, não cuida daquilo que o Senhor concedeu, se torna infiel.

c)  Auto Suficiência

Age como quer, não precisa mais do Pastor, das revelações que o Senhor dá no corpo; faz o que pensa; ele decide tudo.

d)  Murmuração

Comentários estranhos, não concordam com nada, e fala com qualquer um, novo convertido e até visitante.

e)  Insensível

Não está bem, o Senhor dá as orientações e ele não aceita, diz que não é com ele, não acredita mais nos dons.

f)    Volta ao Passado

Costumes e coisas que havia abandonado, vota a praticá-las.

g)  Isolamento

Afasta-se do corpo, perde noção de corpo, faz aquilo que entende, perde vida.

“Busca satisfazer seu próprio desejo aquele que se isola; ele se insurge contra toda sabedoria”. Provérbios 18:1

 

Comentário

Quando vemos todos estes sinais, vemos que a doença está num grau avançado.

São sinais de que está contaminado por esse vírus. Então o Pastor procura esta pessoa e passa para ele(a) todas as preocupações com o que foi visto na sua vida (sinais é o que se vê) – o irmão está assim…’- e ouve então as queixas (sintomas) do doente ao passar os sinais. A partir daí vemos os sintomas.


4 –        Sintomas

a)  Saudosismo

“A Obra não é mais a mesma”. A frase correta é “A Obra não é mais a mesma na minha vida”.

“No começo era melhor, o fogo caía, tudo era melhor, hoje a Obra mudou”. Quem mudou foi ele, a Obra evoluiu e ele envelheceu. “Não sirvo a homens, estou aqui para servir a Deus”, mas é escravo de si mesmo.

Não tem humildade para ouvir o que o Senhor fala através de um companheiro.

b)  Ninguém me Entende

“Ninguém me dá razão, contei para o diácono: mas não me entende”

c)  Auto Piedade

“Tanto que eu fiz pôr esta Obra e agora ninguém me entende”. O amor pelo Senhor deu lugar ao sentimento de pena de si mesmo.

d)  Insensibilidade

Incapaz de sentir em profundidade a presenção do espírito Santo no culto. Não crê mais.

Não se quebranta. A palavra já não fala mais ao seu coração.

e)  Transferência de Culpa

“A culpa é de fulano, estou assim porque ele falou um negócio comigo e eu não gostei”.

“O Senhor sabe do meu coração”.

“O diácono só prega jogando indireta”. Ele esqueceu que o culto é profético

Quando a pessoa apresenta estes sintomas ela está em um quadro muito avançado, não tem mais a benção do Espírito, perdeu vida, está em coma, está na igreja , mas não responde. Está envolvida com o mundo, bebendo , fumando, jogando, daqui pra frente evolui para morte espiritual.

Quando se descobre no início há chance, é o constante clamor pelo sangue de Jesus.

f)    Fastio – Tédio

Está sempre aborrecido e nervoso. Não desperta mais interesse pelas coisas do Senhor, pelo zelo, etc.


5 –        Prevenção

A melhor forma de prevenirmos esta doença é estarmos na revelação.

“Mas, se andarmos na luz, como ele na luz está, temos comunhão uns com os outros, e o sangue de Jesus Cristo, seu Filho, nos purifica de todo o pecado”. I João 1:7


6 –        Conclusão

A situação dele é critica. Só um milagre. Essa doença deve ser prevenida e identificada no começo. Se a igreja não estiver vacinada pega, porque ela é contagiosa, e se ela evoluir leva a pessoa ao estado de coma.Se fizermos o diagnóstico a tempo, salva-se o doente.

Temos que identificar essa doença na vida do creme (membro da Igreja) com rapidez.

Fazer o diagnóstico em si próprio.

Doente é Igual criança, quando está doente tem que dar remédio a ele.

Há caminhos que não tem volta. O Esp. Santo tentou te corrigir… você rejeitou.

Tem que vacinar quem é que está mais próximo deler.


 

Gostou? Então compartilhe

Deixe um comentário

Novidades do site

Assine e confirme no seu email