Vontade de Deus – Hebreus 10:9

Vontade de Deus – Hebreus 10:9

“Eis que venho oh Deus, para fazer a tua vontade, tira o primeiro, para estabelecer o segundo.” Hebreus 10:9

Algumas perguntas:
1- É fácil fazer a vontade de Deus?
2- Nessa Obra Redentora, neste momento breve, a vontade de quem tem prevalecido:
A) A sua;
B) A do homem;
C) A do Senhor Jesus.

Entender Obra como “forma de vida”, como “mudança de vida” não é tão simples, nunca foi, é necessário renunciar à si mesmo, é necessário conhecer e entender a palavra de Deus pelo Espírito Santo, é necessário disposição, dedicação, humildade, paciência e amor, amar ao próximo como a si mesmo e reconhecer o sacrifício de Jesus, ora “simbólico e profetizado pelos profetas” e ora apresentando “Jesus como a própria profecia”.

“Tira o primeiro, para estabelecer o segundo” Como assim?

O texto faz referência sobre a abolição do velha aliança, principalmente no que diz respeito à queda do sistema sacrifical. De uma forma bem sucinta, mas contudo objetiva, vamos observar a comparação abaixo, que apresenta as diferenças entre os dois tipos de sacrifício:

I. O sacrifício apresentado no velho testamento:

No velho testamento os sacrifícios eram contínuos, ora, sendo os animais dedicados ao sacrifício “imperfeitos por essência”, os sacrifícios deviam repetir-se eventualmente.

Abrangia específica e somente o povo de “Israel”, já os demais povos, conhecidos como pagãos ou gentios, estavam totalmente excluídos.

II. O sacrifício do novo testamento:

O sacrifício único do Senhor Jesus quando deixou sua glória e veio como homem e tornou-se a si mesmo em oblação. Desta forma estamos falando do Cordeiro de Deus, “aquele que é perfeito”. Dispensando a necessidade de repetição, um único sacrifício (Hb 10:12).

O sacrifício de Jesus abrange todas as nações do mundo, onde todos podem reconhecer o pecado, se arrepender, pedir perdão e achegar-se a Deus em comunhão, o que outrora somente Israel poderia pedir perdão e achegar-se a Deus, porém, o sacrifício de Jesus foi um ato de amor tão único e especial que modificou e aperfeiçoou as bases abrangentes.

Agora até os gentios (eu e você) podemos reconhecer nossos erros e pedir perdão ao Senhor clamando por seu precioso sangue vertido na cruz, chegarmos-nos a Deus em comunhão no Espirito e alcançarmos a salvação.

Neste momento breve, Deus quer que eu e você, sua Igreja Fiel anuncie incansavelmente a todos que Jesus têm poder para perdoar pecados, salvar a alma do homem, independente de quem ele seja ou o que ele fez.

Graças a Deus o segundo foi estabelecido! Mas isso não aconteceu porque somos bonitos ou bons, até porque há várias passagens que refutam isso “Ec 7:20, Rm 3:9-10, 1 Jo 5:19”. Mas sabe por qual motivo? Pela misericórdia de Deus:

“Mas Deus prova o seu amor para conosco, em que Cristo morreu por nós, sendo nós ainda pecadores.” Romanos 5:8

 

 

Gostou? Então compartilhe

Deixe um comentário