Pular para o conteúdo

O QUE AJUNTA NO VERÃO – Provérbios 10:5

O QUE AJUNTA NO VERÃO

Texto: Provérbios 10: 5

Tema:  O entendimento do projeto de Deus através da revelação

5  O que ajunta no verão é filho entendido, mas o que dorme na sega é filho que envergonha.

INTRODUÇÃO

O texto fala de um filho entendido e um filho que envergonha.

A palavra nos dá exemplos de filhos de mesmo pai, nascidos na mesma casa (igreja), com a mesma forma de criação (doutrina).

Porém um entende o projeto de Deus e o outro não.

EXEMPLOS

a) Caim e Abel

Abel entendeu que o acesso ao pai seria através do sacrifício do cordeiro, e o pai atentou para sua oferta (culto). Caim não alcançou o projeto e foi homicida (envergonhou).

b) Jacó e Esaú

Jacó entendeu o valor da benção e a buscou (foi abençoado pelo pai). Esaú não valorizou a benção, dormiu, e como conseqüência seu nome não figura na genealogia de Jacó (nome excluído do livro da vida).

3) O TEMPO PROFÉTICO

a) O verão – aponta para um tempo e os sinais do verão são notórios e distintos das demais estações do ano, e espiritualmente estes sinais são observados na igreja fiel.

b) Os frutos – verão é tempo de se colher os frutos que falam da continuidade da vida (eternidade).

CONCLUSÃO

É verão, as flores agora geram frutos, é tempo de culto profético, os dons se tornam em operações concretas do Senhor. A cada culto o fruto do verão alimenta ao do Senhor.

O que ajunta no verão – o culto profético é a ocasião da colheita dos frutos. O filho que entende e vive a revelação é o que está envolvido na colheita, acordado para a busca, para o trabalho.

Quem tem a vida cheia de frutos, tem um grande tesouro (vida eterna).


botaodownload
Link de DOWNLOAD para Usuários Premium

Mais conteúdo

Jesus, o bom amigo – João 15:15

Sobe Poço, Sobe Poço – Números 21: 16 a 19

ETERNIDADE – Efésios 4:7-9

Os lavradores maus – Mateus 21:33-40

A rocha ferida – Números 20:8