A ROCHA FERIDA – Números 20:8

A ROCHA FERIDA – Números 20:8

rochaA ROCHA FERIDA

Números 20:8

“Toma a vara, e ajunta a congregação, tu e Arão, teu irmão e falai à rocha, perante os seus olhos e dará a sua água; assim lhes tirarás água da rocha e dará a beber à congregação e aos seus animais”.

INTRODUÇÃO

Quando o povo de Israel saiu do Egito, atravessando o deserto, teve sede e não havia água, elemento vital para sobrevivência.

Era uma massa de povo muito grande e certamente teriam que encontrar água com abundância, o que simplesmente não havia. Assim o povo estava destinado a morrer.

O Senhor orientou a Moisés que tomasse o seu cajado e ferisse a rocha e disse: Eu estarei sobre a rocha e ela dará água. Assim foi feito e a rocha deu água, abundante água.

A ROCHA FERIDA

Evidentemente que uma vara não tem como ferir uma rocha, ela se despedaçaria sem que a rocha sofresse um arranhão. Foi feito um milagre da parte de Deus.

 

A rocha fala da pessoa do Filho de Deus, o Senhor Jesus, que é inatingível por qualquer ação humana, uma vez que por suas mãos tudo foi criado e ele tem poder sobre a criação.

No entanto, por motivo inerente à própria pessoa de Deus, era necessário que Jesus se fizesse homem e desse a sua vida por nós, quando Deus permitiu que ele fosse ferido pelos homens: a rocha foi ferida.

O motivo que moveu a Deus a deixar a rocha ser ferida foi que se tratava de um projeto traçado por ele para salvação do homem e o homem não teria resgate se Deus não interviesse com esse plano eterno. Se Deus não interviesse todos nós morreríamos sem a água da vida.

Imediatamente, após isso, o Senhor fez a aliança com o Povo de Israel (O Velho Testamento), dando as leis e os estatutos, para que eles estivessem dentro do projeto de vida.

MOISÉS FERE A ROCHA NOVAMENTE

Passados tempos e o povo estava em sua jornada no deserto e novamente faltou água e Deus deu a orientação à Moisés para “falar à rocha”.

Moisés estava indignado com o povo que murmurava diante de todos os sinais que Deus já havia dado e disse:

“Ouvi agora, rebeldes, porventura tiraremos água desta rocha para vós?” E feriu a rocha duas vezes com a sua vara, e saíram muitas águas e bebeu a congregação.

Deus repreendeu à Moisés dizendo que ele e Arão não creram nele e por essa causa não entrariam na terra prometida.

O Senhor queria que Moisés entendesse que a rocha só foi ferida porque ele, O Senhor, permitiu, ele estava sobre a rocha, era ele o Autor da Obra realizada.

Moisés estava lidando com o profético.

Essa obra realizada era o projeto de Deus para a Eternidade do Homem (vida), quando ele deu o seu Filho, imune a qualquer ação humana para ser ferido pelos homens, pagando o preço de vida por vida.

FALAI À ROCHA

O Projeto foi realizado. A aliança foi consumada. O povo agora estava dentro do projeto de Deus (o Senhor os acompanhava).

Esse projeto não seria JAMAIS refeito, o projeto é um só. Jesus morreu uma vez pelos nossos pecados.

Nos nossos momentos de fraqueza, de lutas, de dificuldades, até de desacertos, não temos que pedir um novo projeto, mas CRER que estamos dentro do projeto:

A rocha não será mais ferida; agora é só: Falar à rocha;

Creiamos que estamos dentro do projeto (o projeto é um só);

Não podemos desconsiderar o pacto e querer um novo milagre (da salvação), pois não será aceito;

Se houver algum desacerto, acertemo-nos com o projeto; Se enfrentarmos lutas, se tivermos deslizes, acertemo-nos dentro do projeto. Devemos honrar o pacto com o Senhor.

Dentro do projeto é só falar à rocha: só falar (pedir / orar) ao Senhor Jesus.

Por outro lado devemos diligentemente observar o nosso compromisso com o Senhor, com a aliança que foi selada no sangue de Jesus, para que não pratiquemos algum ato que vai ferir a rocha, pois a forma de nos relacionarmos com o Senhor está estabelecida dentro projeto de eternidade.

Gostou? Então compartilhe

Deixe um comentário

Novidades do site

Assine e confirme no seu email