Porta do Vale e do Monturo

Porta do Vale e do Monturo

CULTO DE SENHORAS:  20.02.19

Tema EBD: E de noite saí pela porta do vale, e para o lado da fonte do dragão, e para a porta do monturo, e contemplei os muros de Jerusalém, que estavam fendidos, e as suas portas, que tinham sido consumidas pelo fogo.Ne 2:13

Introdução

Vimos anteriormente que Neemias, ao chegar em Jerusalém, foi andar pela cidade, examinando a sua situação e era noite. Racionalmente, não seria o melhor momento para se fazer aquela inspeção, para olhar a cidade. Mas, diante dos muros e portas fendidos, por certo, o Senhor estava falando ao coração de Neemias. E em meio à escuridão, ele olhava com olhos espirituais, pois Deus o guiava.

A noite tinha significado profético, pois nos fala do período de trevas espirituais que o povo de Israel estava vivendo. Jerusalém estava assolada. Como o mundo vive hoje, em trevas. Por isso, para a igreja, é hora de vigilância. Não podemos estar como a cidade, vulneráveis. É tempo de reconstrução!

Desenvolvimento

A Bíblia nos diz que Neemias saiu pela Porta do Vale, para o lado da fonte do dragão e depois, continuou até a Porta do Monturo. Estas duas portas têm estreita ligação. O monturo é o lixo que era posto do lado de fora da cidade, junto àquela porta. Ali, defronte estava o Vale de Hinon. O Vale nos fala deste mundo, onde o dragão, o inimigo das nossas almas, tem agido para destruição.

Quando falamos “mundo”, nos referimos à carne + ação do adversário. Ele não sabe o que se passa em nosso interior, mas pelas palavras, pelas atitudes, percebe nossas fraquezas. Por isso, quanto mais damos lugar à nossa razão (carne), mais vulneráveis ficamos às setas do mal.

O que fazer então?

Precisamos lançar fora do coração tudo o que é monturo, lixo: maus pensamentos, ciúmes, mágoas, comodismo, sentimento de inferioridade ou vaidade. E não haverá brechas, não seremos atingidos. Precisamos estar atentos e discernirmos, quando a carne quer se levantar dentro de nós. E buscar ao Senhor, para que se cumpra em nossas vidas a fala do profeta: “É necessário que ele cresça e eu diminua.” (Jo 3:30)

Temos que vigiar para não nos deixarmos levar pelas ofertas que não vêm de Deus e que podem até nos parecer boas. Mas que, na verdade, são ciladas. Temos que olhar cada situação pelo Espírito Santo, clamar ao Senhor, que nos esclarecerá e nos livrará do engano.

Neemias sabia o que aquele vale representava: destruição e morte. Um lugar terrível onde, antes da conquista de Canaã por Israel, os canaanitas sacrificavam seus próprios filhos aos seus deuses.

Hoje, vemos as pessoas no mundo entregando seus filhos a ídolos. Com o argumento de que precisam ser “criados para o mundo”, “não podem viver em  redomas”, as crianças são expostas a coisas para as quais não estão preparadas. Perdem precocemente a inocência, aprendem que podem mentir, que têm que ser espertas, levar vantagem, sem se preocupar com o outro.

Mas a igreja tem todo o recurso da parte de Deus. Através da Palavra, em cada culto e aula da escola dominical, o caráter de servo fiel está sendo formado neles. Por isso, oramos e jejuamos pelos nossos filhos. Mostramos que eles estão neste mundo, mas não pertencem a ele.  

Dia a dia nos empenhamos em ensinar o que vem da eternidade, testemunhando,  não  somente  com  palavras,  mas  com  nosso  exemplo.  Certa  vez,  Deus revelou que uma das prioridades deste trabalho é a transmissão da herança aos filhos, porque “ Este trabalho prepara CIDADÃOS DO CÉU”,  disse  o  Senhor. 

Por  isso,  abraçamos  este  trabalho  das  senhoras  e  tudo  o  que  fazemos,  cada  visita,  cada intercessão, Deus tem revertido em bênçãos para nosso lar. Aleluia!

Conclusão

É maravilhoso que, ao ver tamanha desolação, perceber como a cidade estava exposta a todo tipo de ataque, Neemias não tenha se intimidado. Nós também não podemos nos acomodar nem nos abater. A batalha contra a carne e o mal é espiritual e é diária.

O que Neemias precisou para edificar, Deus proveu. Muros e portas são para trazer proteção e preservação. Para nós, da mesma forma, tudo o que precisarmos para termos muros erguidos e portas restauradas em nossas vidas, em nossos lares, o Senhor há de prover. Louvado seja o Seu Santo Nome!

Gostou? Então compartilhe

Deixe uma resposta

Fechar Menu