Chegai-vos a mim… – Isaías 48:16



CHEGAI-VOS A MIM…
Isaías 48: 16

Introdução

O Senhor tem falado todo o tempo com seu povo. Falava naquela ocasião pelo profeta  e estava fazendo um convite para que o homem retomasse o contato com Ele. Era preciso realizar uma nova aproximação, pois Israel andava perdido na idolatria. O povo estava afastado da revelação e por isso se dava à práticas que o distanciava do Senhor.

Desenvolvimento

A convocação do Senhor pedindo ao homem que não saia de sua presença, que esteja ao seu lado, lhe ouvindo, ela tem sido feita em todo tempo.  Estar próximo ao Senhor representa segurança, certeza do socorro e conquista de salvação. Há um chamado para termos comunhão com Ele, o que nos dá a possibilidade de poder ouvi-Lo.

A salvação tem sido providenciada pelo Senhor, ainda que o homem tenha resistido ao convite, não reconhecendo que a graça abundante esteve sempre derramada.

Hoje o Senhor continua pedindo que nos aproximemos dele, que tenhamos comunhão com ele.  Que estejamos ouvindo a sua Palavra

A expressão “ouvi isto” traduz exatamente ouvir a Palavra, daí o Senhor Jesus ter afirmado: “se permanecerdes na minha, isto é, obedecerdes a revelação, sois verdadeiramente meus discípulos e conhecereis a verdade e a verdade vos libertará”.

O Senhor tem reservado para todos os homens um projeto de vida, de vida abundante, vida eterna, que pressupõe uma chamada para uma aproximação verdadeira pois o homem tem se afastado de Deus e até mesmo os escolhidos desta hora têm experimentado momentos de grande frieza espiritual, por essa razão é preciso uma reaproximação com o nosso Deus, buscar comunhão com Ele, passando pela comunhão com os irmãos.

Guardar a Palavra

Bem-aventurados são os que ouvem a Palavra de Deus e a guardam! Ouvir o Senhor é estar atento à sua revelação, é seguir a direção do Espírito Santo que está no meio da Igreja para nos convencer do pecado, da justiça e do juízo. É Ele, o Espírito Santo, que está anunciando e aclarando todas as coisas que estão acontecendo e aquelas que virão a acontecer, de maneira que toda a Igreja Fiel esteja preparada para entrar nas bodas do cordeiro. 

O Senhor sempre se revelou ao seu povo.  Foi assim desde Adão, passando por Abraão, entregando a Moisés a sua ordenança para o momento.  Falou pelo Filho o hoje continua falando em meio a sua Igreja (Corpo de Cristo) pelo seu Santo Espírito – o outro Consolador, pois o Senhor afirma que “não fará cousa alguma sem primeiro revelar o seu segredo aos seus servos”.

Diz a Palavra de Deus que “todas as coisas foram feitas por Ele, e sem Ele nada do que foi feito, se fez”.  Jesus estava ali, desde o princípio.  De outra forma o Senhor quer nos dizer que tudo que foi realizado em nossas vidas, Ele esteve e está todo o tempo presente. 

A vida moderna tem tornado o homem profundamente egoísta Há uma grande oferta de conforto material, todos são arrastados a um consumismo desenfreado pois é preciso uma conformação com o modelo presente sob pena de sermos considerados pessoas atrasadas, sem identificação com o homem moderno. 

Embaraços

Os embaraços vão surgindo a medida que o homem não atenta para suas limitações, que não conta com o discernimento no Espírito para poder entender e separar todas as coisas, falta-lhe temor de Deus que o levaria, sem dúvida, a alcançar entendimento de salvação nesta hora, em que muitos já se perderam em meio a falsas doutrinas e o muito falar do falso profeta.

A dificuldade que o mundo está mergulhado, sua natureza e consequências já são do conhecimento da Igreja Fiel, pois o Senhor já tem revelado na sua Palavra profética.

A Igreja vem sendo preparada para enfrentar com disposição esses tempos difíceis. Todo este cenário que assistimos presentemente já nos foi revelado e, o próprio Senhor Jesus tendo conhecimento do projeto do Pai, havia feito as primeiras predições acerca destes tempos findos e por isso Ele estava presente quando tudo foi estabelecido.

Conclusão

“Agora o Senhor nos enviou o seu Espírito”

O Senhor Jesus rogou ao Pai para nos ser enviado o outro Consolador, para que estivesse. conosco para sempre.  Era preciso que o Espírito Santo da Verdade habitasse em nós para nos instruir nestes tempos. 

Ele, o Espírito Santo, nos ensinará todas as coisas, nos dará todos os livramentos que necessitamos para convivermos neste mundo até que o Senhor Jesus retorne. Conforme Ele mesmo falou: “vou e volto para junto de vós”, e por isso sua Igreja se alegra porque vive na Sua revelação.


Link de DOWNLOAD para Usuários Premium
Faça login!

Mais conteúdo

A obra no Egito – Isaías 19:19-22

A mudança de Mentalidade – Aos Obreiros

O grito da alma aflita – Mateus 15:25

O jugo da juventude – Lamentações 3:27

Isaías 3:10 – “dizei aos justos que bem lhes irá…”

Onde está o Cordeiro – Gênesis 22:7

A ternura do teu coração e as tuas misericórdias – Isaías 63:15

Vai, come com alegria o teu pão… – Eclesiastes 9:7-9

É preciso valorizar a bênção do Senhor – Eclesiastes 7:11

O desamparo de Jesus – Isaías 54:7-8

Firma bem as estacas – Isaías 54:2-3

Lucas 23:33-42 – Jesus entre os malfeitores

Eclesiastes 7:5 “melhor é ouvir a repreensão do sábio”

O princípio e o fim das coisas – Eclesiastes 7:8


CHEGAI-VOS A MIMIsaías 48:16pregação no livro de Isaíasprofetasermão bíblico no livro de Isaías