Esboço Bíblico – GÊNESIS 49 : 1 a 27 Profecias

Esboço Bíblico

GÊNESIS 49 : 1 a 27 – Profecias

•  Ajuntai-vos e anunciar-vos-ei o que há de acontecer nos derradeiros dias : É a profecia, que é a capacidade de conhecer aquilo que vai acontecer. O Senhor nos da a conhecer as profecias para nossa mudança de vida. Foi o que Jacó fez, anunciar aos seus filhos os fatos futuros, dando oportunidade para que os mesmos mudassem.

•  Rubén : Inconstante, o primogênito, filho do vigor, excelente em poder, porém inconstante, ora na benção ora na dificuldade, inconstante como o mar.

       MARÉ ALTA : Joga o lixo fora.

       MARÉ BAIXA : Traz o lixo de volta.

•  Simeão e Leví : Violentos. Sua espada (PALAVRA) é o instrumento de violência. O servo do Senhor deve ter suas palavra para o conforto dos irmãos. Nem por força nem por violência, mas sim pelo meu Espírito. O homem de palavra violenta não fica nessa obra. ”Eu os dividirei em Jacó, e os espalharei em Israel”.

•  Judá : Leãozinho, manso, qualquer um pode mata-lo.

    Leão Velho : Rei, desde a fundação do mundo. (Jo 1 : 1)

    Cetro : Governo, bastão de apoio usado pelos reis.

    Legislador : O Espírito Santo orientador, os limites , as condutas estabelecidas pelo Espírito.

                  Jumentinho à vide : Animal de trabalho, nosso trabalho tem que estar ligado em Jesus, que é a vide, os cultos, a assistência, a evangelização, tudo deve ser segundo as orientações do Espírito, dons espirituais, consulta à palavra.

                  Vestido no Vinho : Santificados no Espírito Santo.

                 Capa no sangue de uva : Lavados no sangue de Jesus, remidos, reconciliados, adotados, para herdar a eternidade.

                   Olhos vermelhos de vinho : Direção do Espírito Santo, os olhos espirituais abertos, atentos às revelações.

                     Dentes brancos de leite : O leite é o alimento para o novo, o servo deve ter sempre uma palavra revelada, um ensinamento, para dar ao novo, ao recém-nascido, aquele que acaba de ser gerado pelo espírito.

• Zebulon habitará no porto dos mares : Opção pelo mundo, fez moradia perto do mundo, gosta das coisas do mundo.

• Issacar : “’E viu ele que o descanso era bom”. Jumento de fortes ossos, tem condições de crescer na obra, mas é preguiçoso, não gosta de trabalho. Dois fardos, não saem da igreja, mas também não gosta de trabalho, o fardo de Jesus é leve, mas prefere ficar deitado, acomodado entre os dois fardos, o seu e o de Jesus

• Dã : : Julgará o seu povo. “Faz cair o seu cavaleiro por detrás”. Julgamento com parcialidade. Faz as coisas às escondidas, traiçoeiro, serpente, tem a lei mas não a cumpre, usa a lei para ferir os outros, é como usar um Dom, para atingir um irmão, ou, para tirar vantagens próprias. Não vive o que prega, deve não paga, promete e não cumpre.

•  Gade : “Uma tropa o acometerá; mas ele a acometerá por fim”. Fala dos que caem e retornam para a presença do Senhor e permanecem até o fim. O que é muito difícil na obra do Senhor, somente por milagre.(He 6:4)

• Aser : “O seu pão será abundante e ele dará delícias reais”. Feliz, constante, disposto, delícias reais são os louvores, a gratidão, pode está com lutas, nas provas, com dificuldades, mas sempre alegre, confiante, não vive reclamando, tem os frutos do Espírito.

• Naftalí : “É uma cerva solta, ele dá palavras formosas”. Cerva é um animal frágil, mas rápido. Solta, liberta, é o servo desimpedido para falar das revelações, não esbarra nas árvores, nos seus próprios limites e conhecimentos humanos, na sua razão, tem a liberdade do Espírito para dar testemunho. Solta, tem agilidade, atende, assiste, entrega dons, trabalha na unção, na graça do Espírito. Renova suas forças nas águas, conhece a palavra do Senhor.

• José : Jesus, sempre junto ao pai.

                            É um ramo frutífero : Jesus foi a semente que morreu e germinou para nos proporcionar os frutos do Espírito.

                            Junto à fonte : Sempre junto ao pai, em todos os momentos, na alegria e na dor. Como devemos estar, junto de Jesus, a fonte de águas vivas.

                            Seus ramos correm sobre os muros : Está acima de qualquer barreira, qualquer impedimento, acima de qualquer limite humano.

                           Os frecheiros lhe deram amargura, e frecharam e aborreceram : Foi isso e muito mais, que Jesus sofreu por nós. O mundo nos aborrece, mas bem-aventurados os que vencerem em nome de Jesus, estes herdarão o reino de Deus.

                            José, como Jesus, abriu mão de todos os prazeres, por zelo à obra do Senhor em sua vida, quando no Egito. Perdoou seus irmãos, não foi vingativo, tudo como Jesus fez e devemos fazer ainda hoje, por zelo a mesma obra.

•         Benjamim : “É lobo que despedaça”. Lobo gosta de carne, aqueles ligados aos prazeres desta vida.

 a)   Pela manhã comerá a presa : A manhã é a hora da disposição, quando descansado, momento em que a carne mais expõe seus desejos, sua necessidade de gastar energia.

b)   Tarde : Momento difícil, vem chegando a noite, a escuridão, o que resta é o despojo, os ossos do animal abatidos, não têm sabor, não sustenta, não tem prazer. É a alegria, a paz, momentânea. A obra do Senhor é equilíbrio, é constância.

Gostou? Então compartilhe

Deixe um comentário