A Construção do parapeito  Deuteronômio 22: 8

A Construção do parapeito Deuteronômio 22: 8

A CONSTRUÇÃO DO PARAPEITO

Deuteronômio 22: 8

INTRODUÇÃO

O Senhor expressa na sua Palavra a preocupação com o perigo existente, se alguém que construísse uma casa nova esquecesse de construir o parapeito no terraço acima do telhado.

Ao redor do terraço, para evitar que alguém caísse lá embaixo e se machucasse, ou até mesmo viesse a morrer com a queda.

O parapeito era uma proteção em forma de muro construído na parte superior da casa, em torno do terraço. O terraço era um lugar de muita atividade da família, pois as cidades naquele tempo eram pequenas, cercadas por muros de pedras por motivo de segurança, de modo que não havia muito espaço para a expansão urbana, e o único lugar que as famílias tinham para reuniões, laser, e outras atividades era o terraço acima do telhado. O terraço funcionava como um quintal da casa, e nele as pessoas colocavam grãos para secar, as crianças brincavam e nas noites quentes de verão era comum as famílias dormirem ali. Diante de tudo isso era de suma importância a construção de um parapeito


  1. A casa nova representa uma vida que nasceu de novo a partir da experiência da conversão. Quando alguém conhece ao Senhor e entrega sua vida a Ele, passa, a partir daí, a construir uma casa nova, isto é, uma nova vida na presença do Senhor. Por isso Deus se preocupa com aquilo que se situa na parte superior da casa, com aquilo que está acima das coisas de baixo. O parapeito representa a nossa vida espiritual, e ela está situada na parte superior das prioridades da nossa vida.

    Nos dias de Moisés, e hoje em dia também, quando alguém construía uma casa, geralmente só se preocupava com aquilo que estava na parte inferior, mas o Senhor se preocupa em lembrar daquilo que estava na parte superior, pois ali estava a segurança e o que era vital para a preservação da vida.

  2. Assim também quando pensamos nas coisas da nossa vida, geralmente somos levados a nos preocupar com aquilo que é daqui de baixo, com aquilo que faz parte da nossa vida secular, com a família, com os estudos, com a profissão e tantos outros assuntos. Não que essas coisas sejam pecaminosas, mas a questão está em nos preocupar demais com essas coisas e esquecer aquilo que é vital e mais importante: a nossa vida espiritual.

  3. A Palavra nos exorta a buscar em primeiro lugar o reino de Deus e a sua justiça, e é exatamente isso o significado do parapeito, a preocupação com as coisas do alto, com aquilo que é mais excelente e eterno. Jesus disse que no final dos tempos “quem estiver no telhado, tendo as suas alfaias em casa, não desça a tomá-las”, e essa palavra do Senhor mostra a preocupação que devemos ter com as coisas do alto (da casa – o telhado), para que não nos embaracemos com as coisas de baixo (da casa – cuidados desta vida).


  4. A construção do parapeito era necessária para dar segurança ao próprio dono da casa, aos seus familiares e também a outras pessoas com quem se relacionava (amigos, vizinhos, parentes, etc.). Imaginemos uma casa sem o parapeito, como era perigosa para alguém que a visitasse e tivesse que subir ao telhado, pois poderia sofrer uma queda lá de cima, sofrendo um problema sério como uma invalidez ou até mesmo a morte. Da mesma forma, a nossa vida espiritual influencia também a vida de nossos familiares (esposa, filhos), nossos vizinhos, colegas de trabalho, amigos e todos aqueles que entram em contato conosco no nosso dia a dia.

    Se somos pessoas vigilantes e edificadas espiritualmente, se a nossa vida está na presença do Senhor, o Espírito Santo poderá nos usar para transmitir aos outros aquilo que já temos recebido, isto é, a experiência do novo nascimento e de uma nova vida na sua direção. Mas se formos pessoas desajustadas espiritualmente, desobedientes e negligentes com as coisas do alto, todos aqueles que entrarem em contato conosco correm o risco de se escandalizarem, quando o assunto for a Obra do Senhor e as coisas relacionadas com a vida espiritual, pois não teremos experiência alguma para transmitir, a não distorções, desacertos e outras coisas procedentes da nossa própria razão.

    As pessoas que se aproximam de crentes desacertados, certamente serão vítimas de algum prejuízo para suas vidas espirituais e em casos mais graves até mesmo a morte espiritual, pois muitos têm se desviado da verdade por causa da influência de pessoas assim. Por isso a Palavra diz: “Ai do mundo por causa dos escândalos, porque é mister que venham escândalos, mas ai daquele homem por quem o escândalo vem”.


CONCLUSÃO– Toda a atividade do homem, é influenciada pela sua condição espiritual e o resultado dos seus projetos dependem de sua vida espiritual. É um lado especial da vida do homem, cujo ajuste e segurança dependem do seu relacionamento com Deus. O construção do parapeito aponta para lado especial da vida e está relacionado com aquilo que é eterno. Especificamente o parapeito aponta para a pessoa do Senhor Jesus na nossa vida, pois Ele é a nossa segurança e de nossa família. Ele é a maior benção que o Pai nos deu e dele depende todo o nosso viver.

Por isso a Palavra nos diz: “Portanto, se já ressuscitastes com Cristo, buscai as coisas que são de cima, onde Cristo está assentado à destra de Deus. Pensai nas coisas que são de cima, e não nas que são da terra; porque já estais mortos, e a vossa vida está escondida com Cristo em Deus. Quando Cristo que é a vossa vida, se manifestar, então também vós vos manifestareis com ele em glória” (Col. 3: 1 – 4).


 

Gostou? Então compartilhe

Deixe um comentário

Novidades do site

Assine e confirme no seu email