Eliseu sara as águas – II Reis 2:19-22

ELISEU SARA AS ÁGUAS

II Reis 2: 19-22

INTRODUÇÃO

O profeta Eliseu chega em uma cidade, e os seus habitantes lhe apresentam um problema existente naquele lugar; eles dizem que a habitação da cidade é boa, mas as águas são amargas e sua terra é estéril.

DESENVOLVIMENTO

Esta cidade de boa habitação, de águas amargas e terra estéril, representa a religião. A religião é realmente uma instituição humana boa de se estar, pois lá o homem tem a sua família, seus amigos, lá se fala de Deus, pode-se participar de várias festas ao longo do ano, gincanas, concursos bíblicos, campeonatos esportivos, além de comodismo e muitas outras facilidades.

A religião não exige compromisso sério ou abnegação de ninguém e nela pode-se aproveitar o mundo à vontade. Ela é como uma cidade boa de se morar, porém suas águas são amargas e sua terra é estéril. O que quer dizer isso, em termos espirituais?

Águas amargas

A água tem várias funções e benefícios; dentre eles podemos citar o fato da água saciar a sede das pessoas, servir para a limpeza do corpo e o refrigério nos dias de calor. Podemos afirmar quer a água é fonte de vida. Jesus disse que o seu Espírito é a fonte da água viva (Jo 7: 38, 39) e que a água é como a sua Palavra (Jo 15: 3) que lava e purifica.

A água amarga tipifica algo que não produz vida interior, que não purifica o coração e não traz refrigério para a alma (Jo 6: 63 e II Co 3: 6). É uma palavra na letra, sem revelação, sem o Espírito Santo que vivifica, baseada na razão e na interpretação humana, que não transforma e não liberta o coração sedento do que a ouve.

Terra estéril

A terra serve para ser semeada, para propiciar crescimento às plantas, a fim de que elas produzam frutos. Se a terra for fértil produzirá muito alimento, mas se for estéril nada produzirá. O coração do homem é como a terra onde a semente da Palavra é semeada (Lc 8: 15). Se o coração do homem não for transformado, será como terra estéril e não produzirá os Fruto do Espírito.

A religião não transforma o coração, por isso aqueles que estão nela têm os corações como terra estéril, que não geram aquilo que vai alimentar a sua própria vida espiritual e daqueles que se achegarem em busca de alimento para sua alma.

A religião pode ser muito boa e cômoda para as pessoas, mas de que adianta tudo isso se ela não tem a revelação que produz a vida eterna, se não conhece a Palavra que alimenta o espírito do homem e que transforma o seu coração? A religião fala de Jesus, mas não o conhece na intimidade.

De que adianta habitar em um lugar que mantém a alma sedenta e o coração estéril e infrutífero, envolvido e comprometido com o mundo e o pecado? Muitos se acomodam nessa situação e permanecem nela por causa de uma tradição de família, por amor ao mundo ou por não desejarem mesmo mudar para um lugar onde as águas são cristalinas e a terra fértil.

Mas quando o homem deseja sair desta cidade inóspita, precisa passar pelo processo de cura e transformação de sua vida:

  1. A salva nova – Fala da Obra transformadora operada pelo Espírito Santo na vida da pessoa, levando-a a uma experiência pessoal com o Senhor Jesus, que se revela ao seu coração. A partir daí seus pecados são perdoados e sua vida é renovada para andar em santificação diante do Senhor.
  1. O sal nela – Jesus comparou os que são alcançados por Ele com o Sal da Terra (Mt 5: 13), pois o sal tem a propriedade de conservar e impedir a corrupção. O homem só pode permanecer na Obra do Espírito se mantiver a condição de sal em si mesmo, através da obediência à revelação do Senhor para sua vida.

CONCLUSÃO

O comodismo da religião e sua mentalidade no homem só são vencidas pelo Espírito Santo, que opera uma Obra redentora, trazendo vida através da Palavra revelada e transformando o coração do homem, que deixa de ser estéril para ser o lugar onde o Senhor vai operar para a produção do alimento que vai sustentar a muitos.


botaodownload
Link de DOWNLOAD para Usuários Premium
Faça login!

Mais conteúdo

Sentido estritamente espiritual – Levítico 11

Por que aquele homem nasceu cego? – João 9:1-7

O vinho novo em odres velhos -Mateus 9:14-17

Viça o junco sem água? – Jó 8:11

As fontes da Salvação – Culto das Senhoras

Estudo Bíblico – A Prática da Palavra, Mateus 7:24-27

Cidade Fortificada – Isaías 21:5-6

Porque dele, e por ele, e para ele, são todas as coisas – Romanos 11:36

Oferecerá macho sem defeito… – Levítico 1:3

O que separa o homem de Deus – Isaías 59:1-2


Gostou? Então compartilhe

3 comentários em “Eliseu sara as águas – II Reis 2:19-22”

Deixe um comentário