Alivia o nosso jugo e nós te serviremos – I Reis 12:4

I Reis 12:4 – Alivia o nosso jugo e nós te serviremos

Introdução

O texto narra o motivo pelo qual dez tribos se separaram de Judá e Benjamin, dividindo Israel em dois reinos:
1 – Reino de Israel – composto pelas tribos de Ruben, Simeão, Dã, Naftali, Gade, Aser, Issacar, Zebulon, Manassés e Efraim.
 
2 – Reino de Judá – composto pelas tribos de Judá e Benjamin e, posteriormente, os levitas (tribo de Levi) também se juntaram ao reino de Judá (II Crônicas 11:14).
 
A causa da separação das tribos foi o pecado de Salomão, pois que se desviou do Senhor e serviu aos deuses falsos de suas mulheres (I Reis 11:6-13 e 31-32).

Desenvolvimento

No início do reinado de Roboão, filho de Salomão, Jeroboão, filho de Nebate, que foi escolhido para assumir as dez tribos (I Reis 11:29-37), entrou na presença do rei e clamou para que o aceitasse como servo novamente em seu reino – porque Salomão o havia perseguido e ele fugiu para o Egito.
 
O pedido de Jeroboão foi: “Alivia o nosso pesado jugo e nós te serviremos”, porém Roboão, responde duramente, prometendo agravar mais o seu jugo e de seus seguidores.
 
Nesse momento a separação de Israel se consolida e Jeroboão é levantado como rei pelo povo (I Reis 12:20).
 
A palavra de Jeroboão diante da dura resposta de Roboão foi: “Que parte temos nós com Davi?” (I Reis 12:16).

O jugo pesado

Todos os dias recebemos em nossas igrejas vidas que se afastaram do Senhor e estão vivendo distantes da sua obra (no Egito).
 
Essas vidas trazem sobre si uma carga de opressões; um jugo pesado imposto pelo mundo; acusações, enfermidades; lutas; dúvidas; inseguranças…
 
O seu clamor é: Alivia nosso jugo e seremos servos.
 
A igreja deve ter a sensibilidade do Espírito Santo para atender essas vidas.
 
Elas querem servir ao Senhor – Mas primeiro precisam encontrar a misericórdia.
 
Se encontrarem alívio em nosso meio virão com toda a família e servirão ao Senhor. 
 
Se a palavra que receberem for dura, não só os que vieram se afastarão para sempre, como impedirão outros de virem. 

O rei de Israel não era só um governante da nação, ele tinha autoridade para fazer o povo servir ao Senhor ou abandoná-lo.
 
Quando Jeroboão buscou a aliança não havia feito coisa alguma que merecesse aquela resposta. Porém, pela insensatez do rei, uma grande multidão se perdeu. 
 
Vejam que a palavra que disseram não foi: nada temos com Roboão e sim, nada temos com Davi.
 
A vida mal recebida, ou mal atendida, que recebe uma palavra dura quando esperava a misericórdia, não diz: nada tenho com o irmão fulano ou pastor ciclano, ele diz: nada tenho com a obra, nada tenho com Jesus. 
 
Isso é muito sério. 
 
Israel se perdeu.  Deixou de ser considerado povo de Deus. 
 
A marca da separação caiu sobre Roboão. 

Conclusão

Essa palavra de hoje é um conselho a todos para exercerem misericórdia em suas igrejas. Isso não é ser conivente com o pecado, mas é para se compadecer do pecador. 

“A resposta branda desvia o furor, mas a palavra dura suscita a ira.” (Provérbios 15:1)


botaodownload
Link de DOWNLOAD para Usuários Premium
Faça login!

Mais conteúdo

A Pequena Nuvem – I Reis 18:41-44

A última Igreja Fiel no Livro de Rute – Rute 1:1-5

Judá foi a escolhida – Josué 19:1-9

O enigma de Sansão – Juízes 14:12-14

O Senhor é nossa Fortaleza – Salmos 46:1

“Pequei…” – II Samuel 13:13

Atos 9:39-40 – O quarto alto

Será doce como o mel – Apocalipse 10:8-11

A libertação do Senhor – Isaías 49:25

Autoridade espiritual – Romanos 13:1-2

E houve uma longa guerra – II Samuel 3:1

Os lavradores maus – Mateus 21:33-40

A parábola da semente – Marcos 4:26-29

O apelo de Deus ao homem – Isaías 46:12-13

Ali sete dias esperarás, até que eu venha a ti – I Samuel 10:8

O que separa o homem de Deus – Isaías 59:1-2


Gostou? Então compartilhe

Deixe um comentário