Ilustração bíblica – Responsabilidade do Atalaia

Responsabilidade do Atalaia

Diante de uma batalha decisiva para o seu país, o coman­dante do exército, em plena luta, viu-se praticamente derro­tado. Seus soldados estavam sendo dizimados pelo inimigo. O desânimo, em função das consecutivas baixas, deixava seus homens cada vez mais expostos à morte. Mesmo acostumado a sempre vencer, sem ter jamais recuado, o general, no auge do desespero, ordenou ao seu corneteiro que tocasse o comando para que seus soldados recuassem. O soldado titubeou e, pas­sados alguns minutos, já em aflição, o comandante gritou:

— Dê o comando! Toque a corneta!

O soldado parecia inerte e desconcertado.

Já aflito, o general ameaçou levar o soldado à corte marcial caso não tocasse de imediato. Seus homens não conseguiam nem mesmo se recompor, e agonizavam diante do único rumo que poderiam tomar: morrer como heróis de guerra. Por fim, o soldado-corneteiro confessou-lhe o motivo de sua inércia:

Senhor, eu jamais toquei esse comando em batalha, e sequer me lembro dele!

Então toque outro qualquer — bradou o general, já quase fora de si diante de tamanho desespero.

O soldado estufou o peito, encheu as bochechas de ar, e assoprou garbosamente o toque do comando avançar. Quan­do ouviram o comando, os soldados se sentiram motivados pelo comandante, que naquele instante tremia diante das in­certezas, e, sem que ele pudesse mudar a situação, avançaram para cima do inimigo, vencendo a batalha.

Mas, se, quando o atalaia vir que vem a espada, não tocar a trom­beta, e não for avisado o povo; se a espada vier e levar uma vida den­tre eles, este tal foi levado na sua iniqüidade, mas o seu sangue de­mandarei da mão do atalaia (Ez 33.6).

Gostou? Então compartilhe

Deixe um comentário