Evangelização – 1º Período

EVANGELIZAÇÃO (1º Período)

OBRA DE DAVI

1. EVANGELIZAÇÃO

1.1 A mão do Senhor: Atos 11:21


A mão do Senhor

Os ministérios – Efésios 4:11

Existem dons e ministérios

Os dons são indispensáveis na execução do ministério e de todos os movimentos da mão; eles obedecem a um comando central, que determina cada espécie de movimento.

A evangelização no sentido bíblico (da Obra) obedece a uma ordem, que não é em si isolada pela ação de um membro, mas está situada num conjunto a que chamamos Corpo – Efésios 4:16 – (Corpo Ajustado).

I Coríntios 12:14 (Porque também o corpo não é um só membro, mas muitos)

I Coríntios 12:19 (Há muitos membros, porém um só corpo)

I Coríntios 12:20

EFÉSIOS 4:11

Paulo dizia: “Eu sou o menor”, e se considerou desta maneira porque foi o maior doutrinador da Igreja. Muitos se julgam “doutores”, isto é, apto para doutrinar. Estes devem clamar ao Senhor para que Ele os coloque no ministério que o Senhor mesmo escolheu.

Uma coisa é se pegar uma pessoa com um dedo; outra coisa é se pegar com a mão.

Um dedo só não sustenta por muito tempo um objeto pesado, ao passo que a mão, com os 5 dedos, está capacitada para tal. Quando falamos: “A mão de Deus”, não estamos falando de uma mão isolada em si, mas de um corpo que usa e sustenta esta mão. Quando um Evangelista sai para um trabalho, primeiramente se entende que ele não é o olho, nem nariz, nem cérebro, e sim um simples dedo, que irá executar um trabalho auxiliado por todo o corpo. Efésios 4:16.

Ele precisa saber primeiro que está em uma mão (entre dedos) e que esta mão está no corpo e que este corpo é um conjunto com vários sentidos que, por sua vez são comandados por uma cabeça com cérebro.

Um dedo não anda só. Não pode se desligar da mão (conjunto).

Um dedo recebe ordens; e, pelo fato de ser ele maior ou menor, mais gordo ou menos gordo, não irá se destacar dos demais, agindo isoladamente, pois na verdade, como os demais, ele está preso à palma da mão.

Se o dedo foi cortado, terá vida por mais 24 horas apenas; daí para a frente, apodrecerá. O dedo apodrece e morre, porém a mão e o corpo continuam e permanecem funcionando.

O QUE É UM DEDO ISOLADO?

Como irão se não forem enviados? Romanos 10:15

“Apartai-me a Barnabé e a Paulo…” Atos 13:2 e 3; 14:26.

Quando se envia um Evangelista, a igreja fica em oração, para que o servo fale em nome de um corpo, para que toda necessidade e falta espiritual sejam supridas e haja plena cobertura do trabalho executado.

Enquanto a igreja ora, Deus revela a necessidade do servo – Atos 8:14 e 15

Evangelista não é um franco atirador; não é o que gosta de pregar ou estar nos púlpitos, visitando novos lugares, fazendo “série de conferências”. O Evangelista não deve ser confundido com o conferencista, tão admirado nas igrejas tradicionais.

O conferencista gosta de ser destacado, gosta de se promover e de receber convites para pregar; não gosta de obedecer, não gosta de consultar ao Senhor, não gosta de jejum, não gosta de madrugada, não gosta de orar.

Gosta de falar bonito e difícil, gosta de ser elogiado, gosta de dar entonação na voz, é sempre “posudo”, prega coisa que ele mesmo não crê e não gosta de fazer, tenta substituir o poder de Deus com palavras persuasivas de sabedoria humana e sempre consegue iludir quem não tem discernimento, quem está na carne.

O conferencista é indiferente diante dos problemas da Obra do Senhor; não quer ser pastor, porque dá trabalho e pouca fama. Não existe na Obra, lugar para conferencista, não existe este ministério. Não aceitamos os tais. Na Bíblia não há nenhuma referência a conferencista. Queremos vê-los de longe. Temos medo deles.

NOTA: Se você estiver sentindo algum chamado para isto, clame muito; porque sua vida espiritual corre perigo.

Outra expressão que não pode ser confundida com a de Evangelista é a de “missionário”.

Missionário aqui no Brasil, foi um nome muito simpático e nobre, trazido por estrangeiros que para aqui vieram dispostos até dar a vida por amor ao Senhor, na implantação do Evangelho em nossa pátria.

Hoje a expressão Missionário está sendo usada por: embusteiros, falsos mestres, gananciosos, conquistadores, sabidões, usurpando o nome para se esconder da ação da polícia, muitas vezes e até principalmente para enganar os incautos que se impressionam com a nobreza do antigo nome (Missionário).

É comum agora se ler nos jornais as suas implicações com a polícia.

O Evangelista

O Evangelista é antes de tudo um homem sem rótulo, sem vaidade, simples, sem muita eloquência e, às vezes, de pouca cultura, porém, cheio do Espírito Santo. Dado a muita oração, disposto, obediente, acostumado a ouvir a voz do Senhor, cheio de dons, trabalhador, incansável, usado constantemente nos seguintes sinais: expulsão de demônios, curas, maravilhas, revelações; sensível aos interesses da Obra, bom testemunho, controlado e com muita sabedoria e discernimento.

Quando lemos a Palavra, observamos que o segredo do Evangelista e da Evangelização estavam firmados em vários fatos:

  1. tinham experiência com o Senhor Jesus. Tinham certeza de que o Senhor era com eles. Atos 4:13; 10:37,39 e 41
  2. Eram cheios do Espírito Santo – Atos 4:8; 13:9-52
  3. Tinham temor a Deus e eram de oração – Atos 2:43; 16:13
  4. Evangelho de poder, com sinais e maravilhas – Atos 19:11; 4:33; 2:43; 3:6; 9:34 (Enéias); 8:6,7; 8:13; 14:10; 14:3
  5. Tudo para eles era o nome do Senhor Jesus – Atos 3:6; 3:13; 3:20: 3:26; 6:8; 8:30,37
    Era um ministério do Senhor Jesus.
  6. Perseveraram na doutrina – Atos 9:41 e 42. O que era falso se diluía diante da verdade
    Quando vem a Obra verdadeira, as ilusões desaparecem.
    Evangelista é levar a Obra
    Atos 8:10,11,12; 11:16 (batizados com o Espírito Santo)
  7. Obediência e humildade – Atos 10:13,20,33; 10:25 (humildade); 16:6,7,9

Ambiente propício para à evangelização

Havia grande movimentação da igreja em oração, jejuns, reuniões, lutas, certos acontecimentos, a Palavra prevalecia, havia alegria e conversões. Atos 5:14

ORAÇÃO E JEJUM

Atos 13:3; 12:5,12; 14:23

REUNIÕES

Atos 8:6; 2:46

LUTAS

Atos 5:33; 9:23; 12:1,4; 16:2; 13:8; 14:9; 14:22; 14:2,5; 13:45; 16:22,23; 19:28; 20:22 e 23.

CERTOS ACONTECIMENTOS

Atos 12:22 e 23 (juízo de Deus); 13:8 (Elimas); Ananias e Safira – 5:24 e 25 (Livres da Prisão).

CONVERSÕES EXTRAORDINÁRIAS

Atos 5:14; 9:10,16

1.4 – Detalhes

1.4.1. Voltavam ao ponto de partida – Atos 14:26 e 27

1.4.2. Iam de 2 a 2 – Atos 15:35,39,40

1.4.3. Levavam informações do presbitério – Atos 16:4,5

1.4.4. O Senhor levava as vidas para ouvirem a Palavra – Atos 10:27

1.5 – Revisão da doutrina de Atos nos Evangelhos

Atos 13:51; Lucas 10:1,11; Marcos 16:15,20

1.6 – Ide

Preparado, Enviado, com Sinais

1.7 – Observações

Não deve impedir outras formas de evangelizar

“Quem não é contra nós, é por nós”. (Marcos 9:40)

Devemos orientar segundo a Palavra no seu conjunto.

“Quando vier o que é perfeito, o que é em parte será aniquilado” I Coríntios 13:10


botaodownload
Link de DOWNLOAD para Usuários Premium
Faça login!

Mais conteúdo

Lucas 23:33-42 – Jesus entre os malfeitores

A Chave de Davi – Apocalipse 3:7-9

A sabedoria das pequenas coisas – Provérbios 30:24-28

O cuidado com as Ovelhas – Provérbios 27:23-27

A Rainha do Norte – I Reis 10:1-13

Onde está, ó morte, o teu aguilhão? – I Coríntios 15:55

As seis Marias no Novo Testamento

A palavra de Deus é preciosa semente – Eclesiastes 11:6

O louvor profético – Salmos 113:3

O enigma de Sansão – Juízes 14:12-14

Alivia o nosso jugo e nós te serviremos – I Reis 12:4

Atos 9:39-40 – O quarto alto

Carta à Igreja de Filadélfia – Apocalipse 3:7-13

Eliasibe e a mobília de Tobias – Neemias 13:7-9

Isaías 38:17 – Abraçaste a minha alma

Como escaparemos nós – Hebreus 2:3

A quarta trombeta – Apocalipse 8:12-13


Gostou? Então compartilhe

Deixe um comentário