ATIVIDADE PARA JOVENS E OBREIROS E EBD – OS ATRIBUTOS DE DEUS 10/02/13

 

            OS ATRIBUTOS DE DEUS

            TEXTO FUNDAMENTAL: SALMO 139:1-18

ATIVIDADE:

IDENTIFICAR NO SALMO 139 OS ATRIBUTOS DE DEUS NO PROJETO DE SALVAÇÃO (ATO E PROCESSO):

– DO VERSO 1 AO 6 A ONISCIÊNCIA;

– DO VERSO 7 AO 12 A ONIPRESENÇA;

– DO VERSO 13 AO 18 A ONIPOTÊNCIA.

(Os textos usados neste estudo foram extraídos da Tradução de João Ferreira de Almeida, Edição Revista e Corrigida, versão 1995)

SIGNIFICADO DE:

Onipotente: aquele que possui todo o poder;

Onipresente: aquele que está presente ao mesmo tempo em todo lugar;

Onisciente: aquele que conhece todas as coisas.

Atributo: qualidade, característica, predicado, propriedade (aquilo que é próprio de Deus)

INTRODUÇÃO

Desde a criação do mundo a Biblia sempre apresentou Deus manifestando Seus atributos como Deus Onipotente, Onipresente e Onisciente. Podemos ver em vários textos do Velho Testamento esses três atributos de Deus manifestados de forma visível, material e física. Todos esses atributos estão ligados aos demais atributos de Deus de forma invisível que são bondade, fidelidade, justiça, amor, longanimidade, etc.

Como todos os salmos foram escritos em linguagem poética, pode-se observar diferentes formas de poesia aplicadas em cada salmo. O Salmo 119, por exemplo, contém uma linguagem poética chamada “acróstico”, que consiste em uma composição de 22 partes compostas cada uma de 8 versículos, sendo que cada parte se inicia com uma letra do alfabeto hebraico.

O Salmo 139, é uma composição poética de 4 partes cada uma com seis versículos, que tem o nome de sextilha, portanto 4 sextilhas, perfazendo 24 versículos. Nos versos 1 a 18, as 3 primeiras manifestam de forma bem clara os três atributos de Deus. Sua onisciência nos versos 1 a 6, sua onipresença nos versos 7 a 12 e Sua onipotencia nos versos 13 a 18. O assunto dos versos 19 a 24 está relacionado a uma intenção da parte do homem no sentido de Deus agir com o homem de uma forma idealizada por ele mesmo e não por Deus.

I – ATIVIDADE:

IDENTIFICAÇÃO NO SALMO 139 DOS ATRIBUTOS DE DEUS NO PROJETO DE SALVAÇÃO (ATO E PROCESSO):

O projeto de salvação ocorre em duas etapas: ato e processo. O Ato se dá em dois momentos: a eleição e o chamado. Essa eleição é profética porque vem da eternidade e não tem a interferência do homem. Ela vem pela graça de Deus. A eleição é feita por Deus na eternidade e o chamado acontece em um determinado momento da vida do homem quando o Senhor se revela a ele apresentando-lhe um projeto de salvação.

Após o chamado, o homem tem o direito de exercer o livre arbítrio: aceitar ou rejeitar o chamado. No processo o Espírito Santo vai guiar o homem pelo caminho, numa salvação dinâmica, orientada pelo Espírito Santo, mas o homem continua com o livre arbítrio para continuar ou não dirigido pelo Espírito Santo ou, então, negar que um dia foi chamado por Deus e abandonar em algum momento o projeto de salvação.

– DO VERSO   1 AO   6 A ONISCIÊNCIA;

  ATO – ELEIÇÃO: “…tu me sondaste…” (vs.1a) – “Tu me cercaste em volta…” (vs.5) – verbos no passado, falando do princípio, na eternidade quando Deus já nos conhecia.

           – CHAMADO: “…(tu) me conheces.” (vs.1b) – chamou Zaqueu pelo nome.

           – “…entendes o meu pensamento” (vs.2) – “…tão alta que não posso atingir” (vs.6). (o chamado é de Deus, não depende do homem). “…puseste sobre mim a tua mão.” (vs.5) – o toque da mão do Senhor para atendermos ao Seu chamado.

  PROCESSO: “…conheces todos os meus caminhos.” (vs.3) – “Cercas o meu andar e o meu deitar…” (vs.3).

           – ESCOLHA: “Sem que haja uma palavra em minha língua…” (vs.4)

– DO VERSO   7 AO 12 A ONIPRESENÇA;

  ATO – ELEIÇÃO: “Para onde me irei do teu Espírito…” (vs.7a) – “Antes que Felipe e chamasse, te vi eu (presença), estando tu debaixo da figueira.” (João 1:48).

           – CHAMADO: “…para onde fugirei da tua face (da tua presença)” (vs.7b) – “Nem ainda as trevas me escondem de ti (da tua presença)…” (vs.12)

  PROCESSO: “…a tua mão me guiará, a tua dextra me susterá.” (vs.10) – direção do Espírito Santo. Guiar: caminho – salvação dinâmica.

           – ESCOLHA: “Se subir ao céu…se fizer no Seol a minha cama…” (vs.8)

– DO VERSO 13 AO 18 A ONIPOTÊNCIA.

  ATO – ELEIÇÃO: “…de um modo terrivel e maravilhoso fui formado…” (vs.14a)

           – “…entreteceste-me no ventre de minha mãe.” (vs.13)

           – PRESCIÊNCIA: “…quando nem ainda uma delas havia.” (vs.16)

           – CHAMADO: “Possuiste o meu interior…” (vs.13a) – (o Espirito Santo convence o homem do pecado, toma posse do seu coração e passa a morar no seu interior)

  PROCESSO: “…quando acordo, ainda estou contigo.” (vs.18) – “Eu te louvarei…” (vs.14a): alegria da salvação– “…iam sendo dia a dia formadas…” (vs.16) – “…meu interior (rins)… (vs.13a): santificação é de dentro para fora.

           – ESCOLHA: “E quão preciosos são para mim… os teus pensamentos!…” (vs.17a).

Gostou? Então compartilhe

Deixe um comentário