Image is not available

O mais novo Livro do Portal Revelação

Este Livro foi desenvolvido especialmente para Senhoras que se dedicam ao ensino e estudo da Palavra. São 300 páginas e mais de 100 mensagens e estudos voltados para o trabalho de Senhoras.

Image is not available

Agenda 2018 para Grupo de Senhoras

A Agenda 2018 foi desenvolvida especialmente para as Senhoras responsáveis pelo Grupo de Senhoras. Elaborada com o auxílio das irmãs responsáveis, conseguimos elaborar uma Agenda que facilita a organização do trabalho realizado pelas Senhoras nas Igrejas.

Image is not available

O Livro do Obreiro novato

A Coletânea de Mensagens Bíblicas tem como objetivo de fornecer orientações e modelos de mensagens para o obreiro. São mais de 330 páginas de conteúdo exclusivo.

OS QUATRO TIPOS DE TERRENOS Texto: Lucas 8: 4 -15

Publicado em Novos Convertidos

 OS QUATRO TIPOS DE TERRENOS

Texto: Lucas 8: 4 -15

INTRODUÇÃO: A Obra de Deus na vida do homem é realizada no coração (Heb 10:16), pois é do coração que procedem as saídas da vida (Pv 4:23), isto é, o homem reage de acordo com o que possui no coração. A resposta à Obra de Deus depende da condição de cada coração, e o Senhor Jesus mostrou através da parábola do semeador que existem basicamente quatro tipos de terrenos (corações) que também reagem de quatro maneiras ao receber a semente (Palavra de Deus). Vejamos estes quatro tipos de terrenos e suas respectivas reações:

  1. A SEMENTE À BEIRA DO CAMINHO, QUE FOI PISADA E COMIDA PELAS AVES ( Vs. 12 )

Trata-se do homem que está fora do caminho (Jesus), e que demonstra insensibilidade à Palavra de salvação. Ele não atenta para o Evangelho e o rejeita, despreza a boa semente e a pisa. Tudo que ouve é removido facilmente do seu coração pelos maus espíritos (aves) que operam na sua vida. Este tipo de coração é insensível (Isa 6: 9 e 10), é duro (Zac 7: 12) e insensato (Sl 53:1).

  1. A SEMENTE QUE CAIU ENTRE PEDRAS, NASCEU E DEPOIS SECOU-SE ( Vs. 13 )

São as pessoas que recebem a Palavra com alegria, com admiração e até alegria (emotividade), mas voltam atrás diante das tentações, das provas, de repressão da família, da atração do mundo, etc. porque não têm raízes (firmeza, definição e convicção). Este tipo de coração é emotivo (Tg 4: 8) e não está preparado para sofrer e compartilhar as aflições da cruz de Cristo (I Pe 4: 13), é fraco (Heb 12: 3), por isso desfalece e desanima facilmente.

  1. A SEMENTE QUE CAIU ENTRE OS ESPINHOS, CRESCEU MAS FOI SUFOCADA ( Vs. 14 )

É o que recebe a Palavra no coração, mas não quer renunciar àquilo que tem. Os cuidados e preocupações da vida (trabalho, família, bens, etc.), a busca de riquezas, os prazeres e deleites da vida (diversões profanas, praias, etc.) terminam sufocando a Palavra de Deus e impedindo o seu crescimento e frutificação no coração e na vida do homem. É o coração que quer servir ao Senhor mas ao mundo também (Mt 6: 24), é o coração cobiçoso (Luc 21: 34 ; I Tm 6: 9 e 10) e dobre (Tg 1: 8).

  1. A SEMENTE QUE CAIU EM BOA TERRA E DEU FRUTO EM ABUNDÂNCIA ( Vs. 15 ) 

É o homem que abre o coração totalmente para receber a Palavra do Senhor, deixando tudo por amor a Ele. A partir do momento que recebe a Palavra no coração não cessa de crescer no conhecimento do Senhor, andando no seu Projeto que é a Revelação, obedecendo e colocando as coisas do Senhor em primeiro lugar na sua vida. Este homem produz muitos frutos porque persevera diante das lutas e tentações que surgem, não se deixando levar pelas dificuldades da caminhada. Para o Senhor o importante é que a semente frutifique, a quantidade do fruto é de acordo com o grau de fertilidade de cada coração. O fato do terreno ser fértil não significa que não tenha pedras e espinhos. Isto quer dizer que aquele que tem um coração firme no Senhor, remove as pedras e espinhos para que a semente não sofra nenhum prejuízo no seu desenvolvimento e frutificação. O servo assim é aquele que tem o coração quebrantado (Sl 51: 17), puro (Sl 24: 3 e 4) e bom (Luc 6: 45).

CONCLUSÃO - Deus olha para o coração do homem, Ele sonda seu interior e conhece o que há dentro dele. Ele busca corações férteis, onde possa plantar a boa semente e operar pelo Espírito Santo a sua Obra e o seu Projeto, cujo propósito é fazer com que o seu Reino, isto é, sua Seara cresça e frutifique abundantemente, até a chegada do dia glorioso da colheita dos frutos, que é o arrebatamento da igreja.