Image is not available

O mais novo Livro do Portal Revelação

Este Livro foi desenvolvido especialmente para Senhoras que se dedicam ao ensino e estudo da Palavra. São 300 páginas e mais de 100 mensagens e estudos voltados para o trabalho de Senhoras.

Image is not available

O Livro do Obreiro novato

A Coletânea de Mensagens Bíblicas tem como objetivo de fornecer orientações e modelos de mensagens para o obreiro. São mais de 330 páginas de conteúdo exclusivo.

A MIRRA NA VIDA DO SENHOR JESUS

mirraA MIRRA NA VIDA

DO SENHOR JESUS

“O meu amado é para mim um saquitel de mirra, posto entre os meus seios”

(Cantares 1: 13)

A mirra é uma árvore espinhosa, que pode atingir 5 metros de altura, com flores vermelho-amarelo, e frutos pontiagudos. É nativa do nordeste da África (Somália e partes orientais da Etiópia) encontra-se também no Médio Oriente, Índia e Tailândia. Cresce em matas e prefere solos bem drenados e muita exposição ao sol.

Propaga-se por sementes, na Primavera, ou por estacas ao fim do estágio de crescimento. É também o nome dado à resina colhida de fissuras abertas na casca da árvore de nome botânico Commiphora molmol, que depois de seca se transforma em grânulos de coloração amarelo-avermelhada. A palavra mirra origina-se do hebraico maror ou murr, que significa "amargo".

Os egípcios a fizeram famosa nos tempos bíblicos, tendo adquirido mirra sobre o século XV a.C. a partir de África, onde as árvores cammiphoras eram abundantes. Ela foi utilizada em incensos, perfumes e pomadas e também medicinalmente para tratar ferimentos, hematomas e sangramento e aliviar o inchaço doloroso.

Mas seu uso mais notável para eles era a de um material de embalsamamento, usado em múmias egípcias. Na verdade, a mirra era uma das especiarias usadas para o sepultamento de Jesus (João 19:39).

Quando ferida em seu tronco, essa árvore produz uma substância perfumada, mas também é muito conhecida por seu poder medicinal, antisséptico e anti-inflamatório.

A mirra esteve presente na vida de Jesus, desde o seu nascimento até a sua morte e ressurreição. Como veremos a seguir, a mirra tem um significado muito interessante em cada momento de sua vida e de seu sacrifício por nós.

1. Nascimento

Ele recebeu mirra, ouro e incenso.

Aquele gesto era profético, pois indicava a vida de sofrimento que o Senhor Jesus iria ter.

Mt 2:11“Entrando na casa, viram o menino com Maria, sua mãe. Prostrando-se, o adoraram; e, abrindo os seus tesouros, entregaram-lhe suas ofertas: ouro, incenso e mirra.”

Portanto, ao entregarem mirra a Jesus os magos estavam profetizando que, além de Rei (ouro, poder) e Sacerdote (incenso, intercessor), e a mirra apontava para Jesus como o Servo Sofredor, que entregaria na cruz a sua vida em nosso favor, e nos daria saúde física e espiritual, pois levaria sobre si as nossas dores e enfermidades.

Com 12 anos Jesus foi levado à consciência da cruz. “Estou tratando dos negócios de meu Pai”, significa a Obra Salvadora de Deus pelas nossas vidas.

2. Ministério/ Unção

No Velho Testamento, o sumo sacerdote recebia óleo sobre a cabeça e havia mirra na composição do óleo da unção. A mirra era utilizada para purificar, proteger, curar e perfumar, assim como também para ungir os líderes espirituais e os reis.

Ex 30.22 

Disse mais o SENHOR a Moisés: ||Português: João Ferreira de Almeida Revista e Atualizada||Êxodo||30||22

23 

Tu, pois, toma das mais excelentes especiarias: de mirra fluida quinhentos siclos, de cinamomo odoroso a metade, a saber, duzentos e cinquenta siclos, e de cálamo aromático duzentos e cinquenta siclos, ||Português: João Ferreira de Almeida Revista e Atualizada||Êxodo||30||23

24 

e de cássia quinhentos siclos, segundo o siclo do santuário, e de azeite de oliveira um him. ||Português: João Ferreira de Almeida Revista e Atualizada||Êxodo||30||24

25 

Disto farás o óleo sagrado para a unção, o perfume composto segundo a arte do perfumista; este será o óleo sagrado da unção.||Português: João Ferreira de Almeida Revista e Atualizada||Êxodo||30||25

26 

Com ele ungirás a tenda da congregação, e a arca do Testemunho, ||Português: João Ferreira de Almeida Revista e Atualizada||Êxodo||30||26

27 

e a mesa com todos os seus utensílios, e o candelabro com os seus utensílios, e o altar do incenso, ||Português: João Ferreira de Almeida Revista e Atualizada||Êxodo||30||27

28 

e o altar do holocausto com todos os utensílios, e a bacia com o seu suporte. ||Português: João Ferreira de Almeida Revista e Atualizada||Êxodo||30||28

29 

Assim consagrarás estas coisas, para que sejam santíssimas; tudo o que tocar nelas será santo. ||Português: João Ferreira de Almeida Revista e Atualizada||Êxodo||30||29

30 

Também ungirás Arão e seus filhos e os consagrarás para que me oficiem como sacerdotes.

O sofrimento do Senhor durante o seu ministério foi interior. A cada ato em favor do homem ele ia dando da sua vida. “Jesus chorou”, “...vendo a multidão, compadeceu-se...”, “de mim saiu virtude”

O nome Cristo, vem do grego, que significa “Ungido”.

Fala do tipo de ministério que o Senhor teria. É o homem de dores retratado por Isaias 53, que foi ungido para suportar as lutas, mastambém para completar o projeto de redenção ao homem.

Ver Salmo 133. “...é como o óleo precioso que desce...sobre a cabeça de Arão (S.Sacerdote) e que desce à orla de suas vestes”(igreja fiel).

O Espírito do Senhor está sobre mim, e me ungiu para evangelizar...”(Isaias 61:1 e 2)

3. Morte

Is 53 

1.Quem creu em nossa pregação? E a quem foi revelado o braço do SENHOR? ||Português: João Ferreira de Almeida Revista e Atualizada||Isaías||53||1

Porque foi subindo como renovo perante ele e como raiz de uma terra seca; não tinha aparência nem formosura; olhamo-lo, mas nenhuma beleza havia que nos agradasse. ||Português: João Ferreira de Almeida Revista e Atualizada||Isaías||53||2

Era desprezado e o mais rejeitado entre os homens; homem de dores e que sabe o que é padecer; e, como um de quem os homens escondem o rosto, era desprezado, e dele não fizemos caso. ||Português: João Ferreira de Almeida Revista e Atualizada||Isaías||53||3

Certamente, ele tomou sobre si as nossas enfermidades e as nossas dores levou sobre si; e nós o reputávamos por aflito, ferido de Deus e oprimido. ||Português: João Ferreira de Almeida Revista e Atualizada||Isaías||53||4

Mas ele foi traspassado pelas nossas transgressões e moído pelas nossas iniquidades; o castigo que nos traz a paz estava sobre ele, e pelas suas pisaduras fomos sarados.

Fala do tipo de morte que o Senhor teria por nós. Não uma morte natural, mas sacrificial. Levantado, humilhado por nós. Como ovelha muda perante os seus tosquiadores, ele sofreu.

Antes que refresque o dia e caiam as sombras (antes do arrebatamento) irei ao monte da mirra (Getsêmani) e ao outeiro do incenso (Gólgota) .” (Ct 4.6)

Antes havia suado grandes gotas de sangue no Getsêmani(Gr. “lugar ou prensa do azeite”).

A semelhança da extração da mirra através da incisão, Jesus também foi ferido ali. Foi a hora mais amarga de Jesus, mas também de onde se desprendeu o precioso perfume do Senhor Jesus Cristo, que garantiu o nosso acesso, pelo seu sangue, ao mais íntimo lugar de comunhão com Deus.

      Jesus recebeu uma coroa de espinhos durante a sua crucificação, foi humilhado pelos soldados, deram-lhe vinho com mirra para beber.

“Então eles lhe ofereceram vinho misturado com mirra, mas ele não o tomou. E havendo-o crucificado, repartiram as suas vestes...” (Marcos 15:23,24)

“E também Nicodemos, aquele anteriormente viera ter com Jesus à noite, foi, levando cerca de cem libras de um composto de mirra e aloés”(João 19: 39)

4. Ressurreição

As mulheres foram visitar o túmulo de Jesus levaram especiarias dentre elas a mirra. Mas Jesus não estava no túmulo, havia ressuscitado.

Todas as tuas vestes recendem a mirra, aloés e cássia; de palácios de marfim ressoam instrumentos de cordas que se alegram” ( Salmos 45:8)

Suas vestes exalam mirra. O Senhor vê o penoso trabalho de suas mãos e fica satisfeito.

Nós hoje temos o bom perfume de Cristo, porque ele não tem cheiro de um deus morto. Ele ressuscitou!

Está vivo pelos séculos dos séculos, por isso que a Igreja fiel o vê como o mais belo. “És o mais formoso dentre os filhos dos homens”.

Aquele que foi marcado pela dor, agora, nos dá vida, e vida com abundância.

Ct1:13 “O meu amado é para mim um saquitel (ramalhete) de mirra, posto entre os meus seios.”||Português: João Ferreira de Almeida Revista e Atualizada||Cantares||1||13

O saquitel ou ramalhete de mirra usado no pescoço fala da lembrança constante da Igreja sobre o trabalho do Senhor Jesus Cristo em seu favor, para que ela fosse salva e pudesse ter comunhão com Ele.