img

Quem falava comigo – Culto das Senhoras

/

 

E VIREI-ME PARA VER QUEM FALAVA COMIGO
Apocalipse 1: 12-17 “E virei-me para ver quem falava comigo … E eu, quando o vi, caí a seus pés como morto; e ele pôs em mim a sua destra, dizendo-me: Não temas; Eu sou o primeiro e o último;”

 

Tema: Arrebatamento, Jesus glorificado


INTRODUÇÃO

João estava na Ilha de Patmos. Situada no Mar Egeu, próximo à Ásia Menor, a ilha era um rochedo que servia como presídio para os piores prisioneiros do império romano. João estava preso por causa do evangelho, porque pregava a palavra de Deus. Ele era o último dos apóstolos, todos seus companheiros já tinham morrido.

Nesta situação, podemos presumir que João aguardava apenas a chegada de sua morte.


DESENVOLVIMENTO

JESUS SE REVELA A JOÃO
Apocalipse 1:12 E virei-me para ver quem falava comigo …
João naquela situação, preso, sozinho, ouviu uma voz a lhe chamar, uma voz como a de muitas águas. João tomou uma postura, virou-se para ver quem falava com ele. E o que ele viu? João viu Jesus glorificado.

O Senhor sempre tem falado com o homem, mas é necessário uma postura, é preciso virar-se para ver Jesus na sua vida. O conselho do Senhor é esse: Vira! Muda a direção da sua vida!

Mas o que João viu?

Viu Jesus diferente, Jesus glorificado. João estava acostumado com Jesus, o carpinteiro. Um homem de dores, com uma vida sofrida, Jesus como raiz de uma terra seca. João conhecia Jesus que sofreu por nós, que subiu à cruz, que verteu seu sangue para nos dar a vida.

Jesus pediu ao Pai, às vésperas de morrer na cruz:
Se for possível, passa de mim este cálice.

A  resposta  do Pai para  Jesus foi NÃO. Somente Ele poderia subir na cruz para remir nossos pecados. Nenhum outro.

E para nós, para o homem que aceita Jesus como salvador, a resposta de Deus é SIM.

JESUS GLORIFICADO
João tinha muita intimidade com Jesus. Ele encostava sua cabeça no peito de Jesus. A palavra diz que quando queriam saber de um determinado assunto, pediam a João que perguntasse a Jesus. João vira-se e vê um Jesus diferente, glorificado, como nunca o havia visto antes.

Apocalipse 1:13-15 “E no meio dos sete castiçais um semelhante ao Filho do homem, vestido até aos pés com um vestido comprido e cingido pelos peitos com um cinto de ouro. E a sua cabeça e os cabelos eram brancos como lã branca, como a neve, e os seus olhos como chama de fogo; E os seus pés, semelhantes a latão reluzente, como se tivessem sido refinados numa fornalha e a sua voz como de muitas águas.”


João vê Jesus na glória.
Os cabelos brancos como a lã e como a neve, porque quando temos nossos pensamentos em Jesus encontramos o refrigério, o descanso. João que estava preso, sofrendo, agora podia descansar no Senhor.

Vê dois olhos como chamas de fogo. Ninguém pode escapar ao olhar de Jesus. Ele tudo vê, de tudo sabe. Nós não podemos escapar ao Seu olhar.

Jesus vestia um vestido de linho, como um rei. Jesus, durante seu ministério, possuía apenas um vestido. Não tinha parecer nem formosura. Era um homem sofrido. Quando foi crucificado, os soldados romanos rasgaram seus vestidos. A última vez que João vira Jesus Ele estava seminu. Agora João vê Jesus como o Rei da glória, Senhor dos Senhores, aquele que venceu a morte.

João estava acostumado a ver os pés de Jesus cortados, machucados pela longa caminhada, pelas dificuldades dos caminhos. Agora vê os pés de Jesus como bronze polido. O Senhor tem pressa para exercer Sua justiça e arrebatar sua igreja fiel.

E ouviu uma voz como de muitas águas. A última vez que João ouvira a voz de Jesus foi um grito terrível, quando morreu na cruz. A voz como de muitas águas é semelhante a quando tentamos conversar perto de uma cachoeira. Não se ouve a voz do homem, mas só o barulho das águas… Quando Jesus fala, a voz do homem perde todo o sentido, a voz de Jesus abafa qualquer palavra do homem. Só se ouve a Sua voz. Nenhum argumento da razão resiste à revelação.


CONCLUSÃO


Apocalipse 1:17 E eu, quando o vi, caí a seus pés como morto …

João, quando vê Jesus glorificado, caiu a seus pés como morto. Morto não tem vontade. João deixou de lado toda sua vontade para submeter-se à vontade de Jesus. Morto não questiona, não se zanga, não debate.

Jesus quer que caiamos como mortos a seus pés. Nosso desafio é estar aos pés de Jesus, dizendo: Senhor, governa a minha vida!

Sejamos inteiramente dependentes do Senhor, para que Ele possa fazer em nossa vida a sua vontade, que é nos levar para a eternidade.

 

 

 

 

 

 

 

Gostou? Então compatilhe

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

It is main inner container footer text