A Mulher do Vaso de Alabastro – Marcos 14:3-8

A Mulher do Vaso de Alabastro – Marcos 14:3-8

A Mulher do Vaso de Alabastro

Marcos 14:3-8

“E, estando ele em Betânia, assentado à mesa, em casa de Simão, o leproso, veio uma mulher, que trazia um vaso de alabastro, com unguento de nardo puro…”

Personagens e Elementos

Simão e seus amigos – Religiosos.

Leproso – Pecador.

Mulher – Obra do Senhor.

Vaso de alabastro – Coração.

Nardo Puro – Adoração, louvor no espírito.

Valor – 300 denários, 300 dias de trabalho. Alto preço.

V.3 – Quebrando o alabastro – Partindo o coração na presença de Jesus. Abrir o coração e mostrar a realidade:

Pecado – O preço do óleo (do pecado)

e

Perfume – O perfume do arrependimento quando perdoado.

Desenvolvimento

Simão era leproso (pecador) e não entendia aquilo que é a Obra do Senhor, o que é viver na Revelação.

V.4 – Para que este desperdício? – Reclamação dos religiosos: Para que culto todo dia? Jejuns? Madrugada? Vigílias?

V.5 – Porque este perfume poderia ser vendido – Pensamento material, comercial da religião.

Dar-se aos pobres – Murmuração dos religiosos a respeito do evangelho social.

V.6 – Deixai-a: porque a molestais? – A palavra de Jesus em favor da Obra revelada.

Ela praticou boa ação para comigo – Reconhecimento de Jesus como único Salvador.

V.8 – Antecipou-se a ungir-me para a sepultura – Aquela mulher alcançou, pela revelação de Deus, o motivo do sacrifício do Senhor Jesus. Hoje profeticamente a Igreja louva ao Senhor, antecipando outro grande acontecimento que é o arrebatamento da igreja.

Quando nos convertemos aprendemos os valores do princípio da Obra (caminhada…)

Fazemos as coisas, porque aprendemos os valores, ex.: culto profético, reuniões, etc.

Quando conhecemos na intimidade entendemos os valores.

Fui chamado para dar – é dando que se recebe.

Damos, não porque Ele precisa, mais porque Ele quer nos dar o que precisamos.

Pessoas Leprosas -Conheceram e ficaram Livres “Se queres …” um volta, onde estão os nove; A proporção é esta, muitos chamados, poucos escolhidos. A benção está na Seleção (os dez foram chamados para cura).

A Lei dizia que a pessoa deveria se apresentar ao Sacerdote, que por sua vez, examinava todo o corpo da pessoa, para logo após dar o parecer se ela estava curada, em seguida a pessoa poderia ir e glorificar ao Senhor. Entende-se que os nove não se apresentaram ao sacerdote.

– Era samaritano (estrangeiro).

– O ensino da obra = Fomos chamados para servir a nós mesmos, tudo que acontece na caminhada é para o nosso benefício, ex.: Jó = “A sua sinceridade, o seu caráter…”, fazemos tudo por nós. Nem sempre os mais abençoados entediam isto.

– Falar da visita de Jesus, não tinha tempo disponível (ministério), mais estava presente ali naquele momento.

– A mulher compra o perfume.

– Soube de alguma maneira onde Ele estava (não podia-se prever onde Ele estaria). Ela ignorou a todos, quebrou o vaso e derramou …. Mexeu com alguns que disseram: Ele não merece isto, talvez foi avaliado pela aparência.

– Ela foi a uma loja levou 300 (trezentos) dinheiros para comprar o perfume.

Ele foi avaliado por 30 (trinta) moedas, equivocadamente, Judas teve tudo, posição (era apóstolo), sentava-se a mesa com Senhor,…. “Que preço avaliaram… 30 moedas …”

Ela avaliou-o 900% (novecentos) por cento a mais que eles.

Sempre teremos o melhor, de acordo com o conhecimento que temos Dele, ex.: Sou muito grato = Conheço-o muito, …

Ela avaliou de acordo com a experiência que ela tinha.

O homem faz melhor quando faz para si próprio, quando eu faço pelo Senhor eu meço tudo; (ex.: hoje não vou ao culto pois não estou passando bem, mas quando eu sei que existe alguma benção para minha vida mesmo não passando bem eu vou ao culto).

– Quando eu faço em meu benefício (cumpro revelações) eu faço para minha memória.

– Simão perdeu a oportunidade de registrar sua vida no memorial divino.

– O vaso era resistente, não podia derramar o que tinha dentro, antes do tempo, já havia um destino certo.

– Temos a oportunidade de transportar o melhor, precisamos ser fortes até o final, a orientação do mês é até o fim, então no 7º dia quebra-se o vaso.

– Ele merece o perfume, é o autor da nossa fé, etc. …

– Ele se deu primeiro, por isso aceitou-a .

– No percurso acontecem as lutas, provas, o vaso tem que ser resistente, ela não podia perder a oportunidade.

– Temos sido chamados para registro no memorial, o Senhor não quer que quebremos no caminho, estamos sendo preparados.

– La fora somos fortes, enfrentamos tudo, mas na Sua presença somos frágeis.

– Nardo puro – Revelações.

O Senhor se alegra quando o povo entende que buscamos para nós mesmos.

– Não molestais, ela faz a boa obra, – O Senhor defendeu-a .

Gostou? Então compartilhe

Deixe um comentário

Novidades do site

Assine e confirme no seu email